Manaus 30º • Nublado
Quarta, 20 Outubro 2021

Inscrições abertas para edital que prevê publicação de obras de escritores paraenses

Inscrições abertas para edital que prevê publicação de obras de escritores paraenses
Escritores de todo o Pará já podem se inscrever no edital “Prêmio Dalcídio Jurandir 2019” a partir desta segunda-feira (4), até o dia 13 de dezembro, no site da Imprensa Oficial do Estado do Pará.


Para Moisés Alves, da equipe de coordenação da Editora Pública da Imprensa Oficial do Estado (Ioepa), responsável pela elaboração do edital, é a chance para que os produtores literários paraenses publiquem suas obras inéditas. Ele destacou a importância do alcance e do ineditismo do edital. Moisés Alves observou que, em seus 128 anos de existência, é a primeira vez que a Ioepa lança um edital de literatura e  que abrange todas as 12 regiões de integração do Estado (Araguaia, Baixo Amazonas, Carajás, Guajará, Guamá, Lago de Tucuruí, Marajó, Rio Caeté, Rio Capim, Tapajós, Tocantins, Xingu).


“Uma das queixas que nós ouvimos muito é que as premiações das obras literárias acabam restritas à região metropolitana de Belém. Esse edital muda essa história, já que todo o Estado está contemplado. Nós amarramos isso no edital: teremos pelo menos uma obra contemplada de cada região”, disse Moisés Alves.
Foto:Divulgação

As inscrições serão feitas exclusivamente pela internet, no site da Imprensa Oficial do Estado, com preenchimento de formulário próprio e por meio de envio da obra literária em arquivo em formato “PDF”, com tamanho de até 100MB.


“Tudo será feito de modo virtual, o que torna ainda mais acessível e mais ágil o envio desse material para nós da Ioepa. Em nosso site o interessado encontra o edital completo, com todas as regras e o formulário de inscrição. Até a documentação do candidato deve ser digitalizada e enviada a nós”, explicou Moisés.


Voz aos esquecidos


O presidente da Ioepa, Jorge Panzera destacou a importância do papel do edital “Prêmio Literário Dalcídio Jurandir 2019” para o atual momento do governo do Pará.


“A missão da Ioepa, dentro do direcionamento da política governamental, é dar voz a todos os grupos sociais, principalmente aos que têm essa voz esquecida ou abafada. O edital é um passo nesse caminho da democratização de acesso; dá chance a todos porque é uma concorrência pública, com recursos públicos e que abrange as 12 regiões do Pará. O melhor caminho é fazer com que novos autores e trabalhos inéditos tenham a chance de competir de igual para igual. É um primeiro passo; o começo de um projeto que pretende crescer, se tornar referência na produção literária paraense e que irá fortalecer uma vocação antiga que vem com Inglês de Souza, José Veríssimo, Dalcídio Jurandir e tantos outros nomes importantes de nossa literatura”, avaliou Panzera.


Seleção


Os candidatos ao Prêmio Literário Dalcídio Jurandir 2019 devem ser maiores de 16 anos e inscrever apenas uma obra literária. Não serão aceitas inscrições de obras que são sejam inéditas ou que tenham recebido patrocínio de qualquer outra instituição pública ou privada.


Segundo o edita, para participar, o candidato deve preencher o formulário de inscrição, composto por duas partes (dados do candidato e dados da iniciativa artística), sendo obrigatório o preenchimento digital. O formulário, com os dois exemplares dos originais da obra, assim como a cópia do documento de identidade com foto e um currículo do autor, devem ser levados à sede da Imprensa Oficial.


A seleção da obra será feita por meio de uma comissão composta por doze membros, constituídas por profissionais de reconhecida atuação na área artística e literária. Entre os critérios de julgamentos, serão avaliadas a qualidade técnico-literária, criatividade e originalidade e o conteúdo expressivo e simbólico.


O edital contemplará a edição de até 13 obras literárias nesta edição, sendo 12 obras em prosa de cada região de integração do Estado e uma obra que selecionará até 10 poemas de cada região. As obras serão lançadas na 24ª edição da Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes, em 2020. A editora da Imprensa Oficial do Estado ficará responsável pela edição e impressão do material. Todas as obras terão formato tradicional: 15,5 x 21,5 cm (fechado), 31 x 21,5 (aberto), com capa em policromia, miolo em preto e branco e orelhas de oito centímetros.


Ao todo, serão impressos 600 exemplares de cada título, sendo que 70% será dividido entre os autores das obras e 30% será de responsabilidade da Imprensa Oficial, destinados à divulgação institucional, doação às bibliotecas públicas e para fins comerciais.


Edital Completo


Inscrições

Veja mais notícias sobre Educação.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 21 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/