Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Segunda, 01 Junho 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/

Amazon Sat exibe conteúdos do projeto ‘Aula em Casa’ para toda a Amazônia; saiba como assistir

cemeam-amazon-sat-1

Com as escolas fechadas em função da pandemia do novo coronavírus e o compromisso da Fundação Rede Amazônica (FRAM) a partir dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) com a  Educação, o canal Amazon Sat, que é o veículo oficial da FRAM estende a faixa de programação para transmitir conteúdos educacionais do Ensino Médio, dentro do projeto 'Aula em Casa' no programa Amazon Sat Educação.


De uma parceria entre a FRAM e o Canal Futura, o Amazon Sat Educação que exibe de segunda a sexta-feira, de 7h às 9h e das 12hh as 14h, abrirá a partir desta quarta-feira (6), uma faixa noturna para atender alunos do Ensino Médio com conteúdos produzidos pelo Centro de Mídias de Educação do Amazonas (Cemeam), projeto da Secretaria de Educação do Amazonas (Seduc-AM). Das 19h às 21h, os telespectadores do canal que é a cara e voz da Amazônia e do amazônida, poderão acompanhar as aulas e deixar o conteúdo programático em dia.

Amazon Sat Educação. (Foto:Reprodução/Amazon Sat)


De acordo com a Secretária-Geral da FRAM, Marcya Lira, a extensão da faixa de conteúdos educativos do Amazon Sat, só reforça o compromisso do Grupo Rede Amazônica com acesso à educação na região.


"A FRAM tem o compromisso com a educação em nossa região e por isso não mede esforços para atuar em parceria com os órgãos e instituições que querem efetivamente manter o planejamento em educação neste tempo de isolamento e distanciamento social", disse Marcya.

Além dos programas, a programação do Amazon Sat vai receber drops diários abordando os principais temas. 


"Começamos com uma grade de conteúdo educativo de 4h diárias e estamos ampliando esse espaço. E com isso vamos atender a toda a região Norte, em especial os municípios do interior dos Estados, onde a carência de internet é uma realidade. E isso reforça nosso compromisso de integrar e desenvolver a Amazônia", explicou a gerente geral do Amazon Sat, Mariane Cavalcante.


Aula em Casa


Com a suspensão das aulas presenciais devido à pandemia do Covid-19, a Secretaria de Educação usou sua prática de aulas virtuais com o Cemeam para garantir que os alunos da rede pública estadual não fiquem com o ano letivo defasado.

Cemeam. (Foto:Divulgação/Governo do Amazonas)

O projeto tem despertado interesse de outros estados. Além da parceria com a Prefeitura de Manaus, o Amazonas cedeu os conteúdos do "Aula em Casa" para Sergipe, Espírito Santo e São Paulo.


As aulas estarão dentro da programação do Amazon Sat, que foi o único canal a apresentar a proposta na Chamada Pública lançada pela secretaria.


"Fizemos uma chamada pública e assim conseguimos credenciar um canal, porque a TV Encontro das Águas não chega a esses locais. De alguma forma, o programa já chegava a essas cidades por conta da internet, mas a televisão garante acesso mais amplo", explicou o secretário de Estado de Educação e Desporto, Luis Fabian Barbosa.


Com a ampliação, além de Manaus, o "Aula em Casa" será transmitido a 26 municípios pela televisão aberta. A secretária executiva adjunta do Interior, Ana Maria Araújo, destaca a importância da transmissão via canais de televisão aberta.


"Estamos dando mais esse passo para auxiliar os professores e a rede de ensino no interior. A internet para o interior muitas vezes não é satisfatória, por isso estamos trabalhando para viabilizar o acesso pela televisão, com o intuito de alcançar o maior número possível de estudantes", explicou.

Amazon Sat. (Foto:Reprodução/Amazon Sat)


Canal Amazon Sat


O Canal que é a cara e voz da Amazônia e do amazônida, pode ser assistido por mais de 50 cidades na região, por TV Aberta e a cabo. Em Manaus, Iranduba e Careiro da Várzea (AM), canal digital 44.1.


No interior do Amazonas o canal pode ser assistido em TV aberta nos seguintes municípios: Barreirinha, Beruri, Boca do Acre, Borba, Carauari, Coari, Codajás, Humaitá, Itacoatiara, Itamarati, Eirunepé, Manacapuru, Maués, Nova Olinda do Norte, Novo Aripuanã, Tabatinga, Tapauá, Parintins, Manicoré, Presidente Figueiredo, São Gabriel da Cachoeira e Lábrea.


Outros Estados da Amazônia também terão a oportunidade de assistir os conteúdos que serão transmitidos em rede, para Porto Velho (RO) no canal digital 22.1, em Boa Vista (RR) no canal 23.1, em Rio Branco (AC) no canal 31.1, e em Macapá (AP) no canal 29.1. Em Belém e Ananindeua (PA) pela Roma Cabo, canal 24.

Veja mais notícias sobre EducaçãoVídeos.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 02 Junho 2020
No Internet Connection