Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Quarta, 12 Mai 2021

Aeronautas e aeroviários de 12 aeroportos brasileiros paralisam atividades na quarta

MANAUS - Os aeronautas e aeroviários de 12 aeroportos brasileiros vão paralisar as atividades na quarta-feira (3). A paralisação ocorre entre as 6h e 8h. Os profissionais da aviação civil reivindicam 11% de reajuste nos salários e demais benefícios, e não abrem mão do pagamento retroativo à data base da categoria.

FCecon deve ganhar novo prédio e equipamentos modernos, no AM

MANAUS - A Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon) vai ganhar um novo prédio de seis andares ao lado do prédio atual. O centro também deve receber novos equipamentos, entre eles, dois aceleradores lineares, que permitem acelerar o processo de radioterapia. De acordo com o governador do Amazonas, José Melo, a FCecon é a única unidade especializada no tratamento de câncer na região Norte do país. Escola
Melo repassou a informação, na manhã deste sábado (30), quando visitou as obras de reforma da Escola Estadual Adonai Politi, cujo ginásio será utilizado pela comunidade aos fins de semana após o fim de obras. Antes de madeira, a unidade passará a ser de alvenaria.

MPF apura reclamações de indígenas de Atalaia do Norte em inquérito civil


Reunião entre MPF-AM e lideranças indígenas em Atalaia do Norte. Foto: Divulgação/MPF-AM

MANAUS - Há 11 dias um grupo de mais de 100 indígenas, de várias etnias, ocupam a sede da Fundação Nacional do Índio (Funai) em Atalaia do Norte (a 1.138 quilômetros da capital), no Amazonas. Eles querem a saída do coordenador da Bruno Pereira, e a eleição de um indígena para o cargo, medidas para coibir conflitos entre etnias recente contato e melhores condições de infraestrutura para a atuação do órgão no Vale do Javari. Além disso, as lideranças também reivindicam transparência na demarcação de terras.

Na última quarta-feira (27), foi realizada uma reunião entre o Ministério Público Federal (MPF), com presença da Polícia Federal, e lideranças indígenas Matis, Marubo, Mayoruna e Kanamary. O encontro aconteceu na Câmara Municipal de Atalaia do Norte.

Complexo Turístico da Ponta Negra deve ganhar academia ao ar livre, em Manaus

MANAUS - O Complexo Turístico da Ponta Negra, na Zona Oeste de Manaus, vai ganhar uma academia ao ar livre, com 264 metros quadrados. De acordo com a Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom), as obras devem começar na 1ª semana de fevereiro e deve ser concluída em 30 dias. A academia será construída ao lado do skate park, na segunda etapa do complexo, e contará com 10 equipamentos de ginástica. O espaço vai contar, ainda, com placas de informações e dicas sobre os vários tipos de exercícios que podem ser praticados de maneira saudável e será aberto à população.

'UEA Cidadã' promove atendimento médico neste sábado em Manaus

MANAUS - Estudantes do Programa 'UEA Cidadã', da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), realizam neste sábado (30), ações de prevenção e promoção à saúde. A atividade ocorrerá das 8h às 12 h, na Associação de Idosos Paz e Bem (AssIPaB), situada na Rua Walter pinto, 294, Parque são Pedro -Tarumã.Entre outras atividades, será realizada aferição de pressão arterial, glicemia, levantamento do índice de massa corporal e aplicação de flúor, orientações sobre a prevenção de diabetes e hipertensão, além de atividades lúdicas.A atividade conta com a parceria com o sindicato dos servidores da UEA.

Audiência de conciliação sobre tarifa de energia elétrica termina sem acordo em Manaus


Foto: Izabel Santos/Portal AmazôniaMANAUS – A audiência de conciliação sobre o aumento da tarifa de energia elétrica no Amazonas terminou sem acordo na tarde desta sexta-feira (29), em Manaus. A reunião tinha o objetivo de chegar a um consenso entre as propostas dos órgãos de defesa do consumidor do Amazonas e a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) sobre o reajuste de cerca de 40% para o consumidor amazonense. A reunião foi conduzida pela titular da 1ª Vara da Justiça Federal no Amazonas, Jaíza Fraxe."Vejo que ninguém aqui está interessado em conciliar nada", disse a juíza Jaíza Fraxe ao ouvir as propostas e justificativas. A magistrada acrescentou que havia a possibilidade de uma das partes rejeitar o convite para a audiência. "É uma audiência de conciliação, para encontrar uma solução que seja consenso de todos".O reajuste de 38,8% para consumidores residenciais e de 42,55% para consumidores de média e alta tensão, além da cobrança da tarifa retroativa de novembro a janeiro continuam valendo. O aumento abrange a capital do Estado e os municípios de Manacapuru, Iranduba, Presidente Figueiredo e Rio Preto da Eva que fazem parte do Sistema Interligado Nacional (SIN).Durante a reunião, o Programa de Proteção e Orientação ao Consumidor do Amazonas (Procon Amazonas) sugeriu um aumento entre 18% e 19%. Segundo a secretária-executiva do órgão, Rosely Fernandes, o percentual foi estipulado com base no Índice Nacional de Preço ao Consumidor (INPC), acumulado entre novembro de 2014 e novembro de 2015, e informações sobre o cálculo da tarifa disponíveis na Internet. "Essa audiência de conciliação era para apresentar propostas, e foi o que nós fizemos", disse Rosely.Em contrapartida, a Aneel argumentou que um reajuste abaixo do previsto vai comprometer o equilíbrio econômico do contrato vigente com a concessionária Eletrobras Distribuição Amazonas. "Não é questão de querer ou não, nós não podemos deixar de reajustar a tarifa. Esse reajuste é feito com base em um cálculo estipulado para manter o equilíbrio do contrato",  explicou o sub-procurador da Aneel, Marcelo Escalante.A Diretora Comercial da empresa, Andressa Oliveira, comemorou a realização da audiência. Segundo ela, foi uma oportunidade importante para explicar como é feita a composição da tarifa de energia."A Eletrobras Distribuição Amazonas é uma distribuidora de energia. Quando o cliente paga, ele está pagando geração, transmissão, distribuição e tributos", explicou. "Um cliente comum, residencial, a cada R$100 de conta que paga, só R$12 ficam com a distribuidora. Todo o restante é repassado: 25% do que esse cliente residencial consome, é pago de ICMS, 59,9% é pago de geração de energia e 1,8% é transmissão", completou."Quando a gente fala de reajuste, é muito importante entender que a cada R$100, só R$12 ficam com a empresa de distribuição, os outros custos não são gerenciáveis. O custo da geração de energia é um custo imposto e que nos cabe pagar também essa conta", disse acrescentando que esse aumento é essencialmente para remunerar geração e transmissão de energia e que sem ele, a empresa terá prejuízos.Em dezembro de 2015, o desembargador Néviton Guedes do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) derrubou a liminar que impedia o reajuste no Amazonas. A decisão do desembargador, também autorizou a cobrança dos retroativos de novembro a janeiro.A juíza determinou que a Aneel tem até 30 dias a partir de hoje para avaliar a proposta do Procon Amazonas. Também ficou acordado que a Eletrobras Distribuição Amazonas deve realizar audiências públicas em Manaus até do dia 30 de abril deste ano."Nosso objetivo é que com isso o consumidor possa efetivamente participar da decisão que venha a ser tomada pela agência reguladora e, caso essa proposta venha a ser aceita, nessa oportunidade a agência pode manter o percentual anterior ou pode fixar um novo percentual", explicou o procurador do Ministério Público Federal no Amazonas (MPF-AM), Rafael Rocha.A audiência durou cerca de duas horas. Participaram representantes da força-tarefa composta por representantes do MPF-AM, Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM), Defensoria Pública da União (DPU), Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM), Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara Municipal de Manaus, Procon-AM, Departamento de Proteção ao Consumidor do Município de Manaus (Procon-Manaus) e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).Entenda o casoEm novembro de 2015, o reajuste foi suspenso por decisão liminar concedida em ação civil pública ajuizada pelos órgãos integrantes da força-tarefa. A Aneel apresentou recurso em dezembro do ano passado pedindo a suspensão da liminar e a liberação para o reajuste. Após a manifestação dos representantes da força-tarefa, o desembargador Néviton Guedes, do TRF1, decidiu em favor da Aneel.Além da suspensão do aumento, a força-tarefa também quer a suspensão das bandeiras tarifárias no Amazonas. Em decisão liminar, a Justiça Federal atendeu ao pedido dos órgãos que ajuizaram ação civil pública em setembro de 2015.Dos 62 municípios do Amazonas, apenas Manaus, Manacapuru, Iranduba, Presidente Figueiredo e Rio Preto da Eva fazem parte do SIN e, segundo informações da própria concessionária de energia elétrica, eles não estão plenamente interligados, em função de restrições elétricas e energéticas.De acordo com a Justiça, a cobrança do fornecimento de energia não pode ser realizada sem que haja serviço efetivamente prestado ou sequer disponibilizado. Para a devida implantação do sistema de bandeiras tarifárias, conforme a decisão, deve haver uma contraprestação por parte da concessionária e da agência reguladora, fornecendo a contento os serviços de energia elétrica, sem as fragilidades existentes no sistema Manaus e outras relatadas pela Amazonas Distribuidora de Energia.O sistema de bandeiras tarifárias adotado pela Aneel estabelece uma relação entre o valor pago pelo consumidor e o custo atualizado pago pelas geradoras de energia interligadas ao SIN. Além de indicar que o custo de geração de energia está elevado, por conta do acionamento de termelétricas para poupar água nos reservatórios, o sistema de bandeiras repassa mensalmente às tarifas parte dos custos adicionais na geração.Elas são classificadas por cores – verde, amarela e vermelha – e indicam, a cada mês, se a energia custará mais ou menos em função do custo extra das distribuidoras interligadas ao SIN com o uso de termelétricas.

Prefeitura convoca nomes que tiveram Bolsa Família cancelado, em Manaus

MANAUS - Os beneficiários do programa Bolsa Família, que tiveram seus benefícios cancelados indevidamente, estão sendo convocados pela Prefeitura de Manaus. O objetivo da ação é fazer com que as famílias recebam o benefício retroativo, junto ao setor de Divisão de Renda e Direitos Humanos da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh). Segundo o Ministério do Desenvolvimento Social de Combate à Fome, os cancelamentos aconteceram por conta de um erro operacional, identificado pela Caixa Econômica Federal, no Sistema de Benefícios ao Cidadão.As pessoas que foram prejudicadas pelo erro, devem comparecer à sede da Semmasdh, na Rua Airão, esquina com a Rua Ferreira Pena, no Centro de Manaus. É necessário comparecer com o RG e Número de Identificação Social (NIS). Os atendimentos começaram nesta quinta-feira (28) e os horários vão de 8h às 12h, e de 14h às 17h.

Mais de 350 veículos irregulares removidos das ruas devem ser leiloados em Manaus

MANAUS - Mais de 350 veículos irregulares removidos das ruas de Manaus devem ser leiloados pelo Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans), no dia 12 de Fevereiro. Os proprietários dos veículos com mais de 90 dias no parqueamento do órgão já foram contatados e precisam regularizar suas situações até o dia 5 de fevereiro para recuperar seus bens.Os interessados em regularizar a situação do veículo devem procurar o atendimento do Parqueamento, na sede do Manaustrans, na avenida Tefé, nº 850, Japiim, das 08 às 14h. O primeiro Leilão/2016 ocorrerá às 09h do dia 12, na rua Visconde de Sinimbu, 1568, Parque das Laranjeiras, sede da VIP Leilões. Em cumprimento aos prazos e procedimentos legais, o leilão será aberto a pessoas físicas e jurídicas, que deverão se inscrever apresentando documentos de identidade, CPF, comprovante de residência, contrato social e CNPJ, respectivamente, até o dia 12.

Mãe de bebê morto em incêndio vai responder por abandono, em Manaus

MANAUS - A mãe do bebê morto carbonizado durante incêndio em casa, na Zona Oeste de Manaus, na quarta-feira (27), vai responder pelo crime de abandono de incapaz, de acordo com a Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (DEAAI). Segundo a Polícia Civil, a jovem de 16 anos deve passar por medidas socioeducativas. Em depoimento, a mãe disse que a criança, de 1 ano de idade, estava sozinha no quarto no momento do incêndio. A suspeita é de que o fogo tenha sido provocado por um curto-circuito no ar-condicionado do quarto.

Mais de 100 trabalhadores em regime de escravidão são resgatados no Maranhão

BRASÍLIA - Mais de mil trabalhadores foram flagrados em condições análogas à escravidão no Brasil em 2015. O registrou aconteceu por meio de 140 operações realizadas pelo Grupo Especial de Fiscalização Móvel e por auditores fiscais do trabalho para combater o trabalho escravo no País. De acordo com balanço do Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS), divulgado nesta quarta-feira (27), as ações identificaram 1.010 trabalhadores em condições análogas às de escravo, em 90 dos 257 estabelecimentos fiscalizados. Na Amazônia, o líder foi o Estado do Maranhão, com 11% do número de trabalhadores resgatados, ou seja, 107 resgates. Minas Gerais, no entanto, foi o estado com mais resgatados:  432 vítimas (43%). Em seguida figuram o Rio de Janeiro com 87 (9%), Ceará com 70 resgates (7%) e São Paulo com 66 vítimas (6%).
Assim como em 2014, a maioria das vítimas de trabalho escravo no Brasil foi localizada em áreas urbanas que concentraram 61% dos casos (607 trabalhadores em 85 ações). Nas 55 operações realizadas na área rural, 403 pessoas foram identificadas.

Foto: Naila Oliveira/MTE

“Nós não toleramos e não iremos tolerar a submissão de um cidadão brasileiro, de uma cidadã brasileira ou de qualquer país a esta condição degradante que retira sua condição humana. Nossas instituições vêm enfrentando este tema de forma corajosa e determinada há muito tempo. Em 20 anos de atuação do Grupo Móvel, localizamos quase 50 mil vítimas nessa situação”, destacou o ministro do Trabalho e Previdência Social, Miguel Rossetto, ministério que coordena as ações de fiscalização.
Além dos trabalhadores em condições análogas à escravidão, que representaram 13,26% do universo de trabalhadores alcançados, as operações coordenadas pelo MPTS beneficiaram um total de 7.616 trabalhadores.Resgate As operações promovem o resgate e o também o reconhecimento da dignidade do trabalhador porque auditores-fiscais do trabalho, além de afastá-los das graves situações de violação de seus direitos humanos. Também os encaminham a formalização dos contratos, a adequação das condições de segurança no trabalho, o depósito do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, o acesso ao Seguro-desemprego a que tem direito a vítima resgatada e o pagamento das verbas trabalhistas devidas pelos empregadores.
Como resultado das operações, a fiscalização emitiu no ano passado 2.748 autos de infração, com pagamento de R$ 3,1 bilhões em indenização para os trabalhadores. Além da emissão de 694 guias para recebimento do Seguro-desemprego e 171 Carteiras de Trabalho e Previdência Social (CTPS).
Os dados revelam que doze trabalhadores resgatados de trabalho escravo em 2015 tinham idade inferior aos 16 anos e que outros 28 tinham idade entre 16 e 18 anos, atuando em atividades da Lista das Piores Formas de Trabalho Infantil (TIP). Do total de trabalhadores alcançados, 65 deles eram imigrantes de diversas nacionalidades, entre bolivianos, chineses, peruanos e haitianos.
Atividades A extração de minérios concentrou 31,05% dos trabalhadores alcançados no ano, com 313 vítimas trabalhando na extração e britamento de pedras, extração de minério de ferro e extração de minérios de metais preciosos. O ramo da construção civil representa 18,55% do total (187 trabalhadores localizados). A agricultura e a pecuária, atividades com histórico de resgate, aparecem em seguida, com 15,18% e 14,29% do número de trabalhadores identificados em condições análogas a de escravo.
Dia NacionalA Lei 12.064 instituiu 28 de janeiro como o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo. A data presta homenagem aos funcionários do Ministério do Trabalho e Previdência Social mortos em serviço durante uma ação de fiscalização em 2004, em Unaí (MG), e alerta para a contínua necessidade de combate à escravidão moderna. Vários atos ocorrem em atividades realizadas pelas superintendências do MTPS e órgãos parceiros que buscam chamar atenção e mobilizar a sociedade por avanços na erradicação do trabalho escravo contemporâneo.
Eventos
Nesta quinta-feira (28), há o lançamento da Campanha Nacional contra o Trabalho Escravo e Conferência de Prêmio Nobel da Paz em São Paulo (SP). No dia 2 de fevereiro, no Senado Federal em Brasília (DF), será realizada uma Audiência Pública da Comissão de Direitos Humanos (CDH) com o tema 'O mundo do Trabalho: desemprego, aposentadoria e discriminação com foco na terceirização e no trabalho escravo', às 9h, no Plenário número 2 da Ala Senador Nilo Coelho.
Já no dia 3 de fevereiro, será realizado um ato alusivo ao Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo e em memória das vítimas da chacina de Unaí, às 14h, no Auditório do TST (Tribunal Superior do Trabalho), também em Brasília (DF).

Trânsito será interditado para bandas de carnaval no fim de semana em Manaus

MANAUS - Algumas vias de Manaus serão interditadas no fim de semana para a realização de bandas de carnaval. A banda da Bica será realizada no sábado (30) e as bandas do Boulevard (Praça 14) e Baixa da D'égua (Educandos) serão no domingo (31).

De acordo com o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans), 170 agentes vão atuar nas ruas. Saiba como fica o trânsito:

Sábado  - a partir das 13h:

- Interdição da Rua 10 de Julho, entre as avenidas Eduardo Ribeiro e Getúlio Vargas. (Banda da Bica)

- Rua Costa Azevedo terá seu sentido invertido da Saldanha Marinho para 24 de Maio e a rua Barroso terá seu sentido invertido entre a Henrique Martins e 7 de Setembro

Domingo
A partir das 8h - Banda do Boulevard

- Avenida Álvaro Botelho Maia fica interditada entre as avenidas Constantino Nery e Comendador Clementino, sentido Compensa/Praça 14

- Interdição do Viaduto Dom Jackson Damasceno Rodrigues (Constantino com Boulevard), sentido Compensa/Praça 14 

A partir das 12h - Banda da Baixa da Hégua

- A rua Inocêncio de Araújo será interditada entre as ruas Manoel Urbano e Boulevard Rio Negro

Em Manaus, moradores do Petrópolis criticam obras de estacionamento em praça

MANAUS - Uma parte das obras de revitalização da Praça Raimundo Vinhoti, localizada no Conjunto Jardim Petrópolis, Zona Sul de Manaus, tem sido motivo de reclamação por parte da associação de moradores do conjunto. O local público recebe melhorias da Prefeitura da cidade no campo de areia, calçamento e deve receber, ainda, duas academias ao ar livre em área já devidamente cercada. Orçado em quase R$ 354 mil, os serviços incluem a construção de um estacionamento no calçadão da praça, o que não tem agradado aos moradores que utilizam a área para diversas atividades.Segundo o vice-presidente da Associação de Moradores de Petrópolis, Waldemir Palheta Torres, a obra de revitalização da praça é importante, mas o estacionamento não interessa à comunidade. À equipe de jornalismo da Rádio Amazonas FM (101,5), os moradores mostraram protocolos feitos em três órgãos municipais com o mesmo pedido: o fim da construção do estacionamento e a manutenção do espaço do calçadão para atividades culturais. De acordo com eles, até agora a Prefeitura não se manifestou, e as obras continuam em ritmo acelerado.

TJ-AC retorna ao funcionamento após período de recesso

RIO BRANCO - O Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC) realizou, nesta quarta-feira (27), a sessão solene que marcou oficialmente a abertura do ano judiciário de 2016. A cerimônia, realizada na sede administrativa da instituição, contou com a presença de representantes dos poderes executivo e legislativo, bem como da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional Acre, e do Ministério Público Estadual (MPE-AC).

  Solenidade aconteceu na manhã desta quarta-feira (27) (Foto: Reprodução/ Rede Amazônica)

Moradores cobram policiamento em conjunto da Zona Centro-Sul de Manaus


MANAUS - Moradores do Conjunto Ica Paraíba, situado no bairro Adrianópolis, sofrem com constantes casos de assaltos e cobram a presença da polícia na comunidade. Na madrugada desta quinta-feira (28), um homem invadiu uma casa e tentou assaltar os proprietários. Vizinhos acionaram a Polícia Militar, mas nenhuma viatura foi ao local. À Rádio Amazonas FM, o comandante da corporação, coronel James Frota, informou que a omissão do atendimento policial será apurada. Ele também destacou que solicitará o reforço do policiamento no conjunto. O militar divulgou seu número telefone para encaminhamento de demandas. "Se ninguém for ao loca, eu vou", disse Frota.
 

Servidores da Eletrobrás AC realizam ato público no Centro de Rio Branco

RIO BRANCO - Cerca de 200 servidores da Eletrobras AC participaram de um ato público contra a privatização da estatal, na manhã desta quarta-feira (27), no Centro de Rio Branco. Segundo a presidente da Central Única dos Trabalhadores no Estado (CUT-AC), Rosana Nascimento, a privatização causaria diversas demissões, além de piorar o atendimento aos consumidores.

Servidores da Eletrobras no Acre realizaram ato contra privatização (Foto: Iryá Rodrigues/ Rede Amazônica)

Incêndio atinge prédio da UEA em Manaus


Incêndio atingiu o segundo andar do prédio da Escola Superior de Artes e Turismo. Foto: Divulgação/Corpo de BombeirosMANAUS - Um incêndio atingiu o prédio da Escola Superior de Artes e Turismo da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) na manhã desta quinta-feira (28). De acordo com o Corpo de Bombeiros, o incêndio começou em uma sala onde era realizada a manutenção de condicionadores de ar. No momento do incidente, cerca de 200 pessoas participavam de um cursos de férias no local. Ninguém ficou ferido.A fumaça preta que saía pelas janelas do prédio chamou a atenção de quem passava pelo cruzamentos das ruas Leonardo Malcher com Major Gabriel, no bairro Praça 14 de Janeiro. As chamas consumiram a sala de quatro metros quadrados, localizada no segundo andar, que está desativado por conta de reformas. 
Incêndio atingiu o segundo andar do prédio da Escola Superior de Artes e Turismo. Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Os Bombeiros chegaram ao local quatro minutos após o chamado e o fogo foi controlado pelos próprios brigadistas da universidade. "Quando os Bombeiros chegaram aqui, o fogo já estava controlado", disse o reitor da UEA, Cleinaldo Costa. Ainda não se sabe as causas, mas uma comissão de sindicância será instaurada e em 30 dias a situação estará elucidada. Segundo o reitor, a combustão de materiais inflamáveis das máquinas de ar-condicionado em manutenção teriam provocado o incêndio.
Incêndio atingiu o segundo andar do prédio da Escola Superior de Artes e Turismo. Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

O tenente do Corpo de Bombeiros, Janderson Lopes, informou que o fogo foi extinto em 15 minutos, e agora os militares fazem apenas o rescaldo. "Os Bombeiros verificaram que não há risco para o prédio e nem para as pessoas que estudam e trabalham na Escola Superior de Artes e Turismo da UEA", esclareceu o reitor. Ainda de acordo com Costa, os prejuízos foram pequenos e as atividades no local não serão suspensas. *Colaborou Jacqueline Nascimento, Portal Amazônia

Bazar reúne preços atrativos e variedade de produtos no Parque 10 em Manaus


MANAUS - Variedade de produtos e preços baixos são os atrativos do 'Manas Bazar' que será realizado nos dia 28, 29 e 30 deste mês, na Galeria Salão do Jardel, situada na Avenida Perimetral, bairro Parque 10 de Novembro, na Zona Centro-Sul de Manaus. Segundo a organizadora do bazar, Reni Deutrudes, roupas, calçados, bijuterias, produtos de beleza e outros utensílios serão disponibilizados para o público.

Incêndio atinge prédio da UEA da Avenida Leonardo Malcher em Manaus

MANAUS - Um incêndio atingiu o prédio da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), situado entre as avenidas Leonardo Malcher e Major Gabriel, no Centro de Manaus, na manhã desta quinta-feira (28). Não há registro de feridos. O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta de 9h50. A proporção do sinistro também não foi divulgada.

'Gestão dos processos existentes na Amazônia' é tema de fórum em Manaus

MANAUS - O Conselho Regional de Administração do Amazonas (CRA-AM) realiza, nesta quinta-feira (28), o lançamento oficial do ‘Fórum Amazônico de Administração’. O evento terá início às 19h, em um hotel situado na Zona Centro-Sul de Manaus. Segundo o presidente do CRA-AM, Jorge Campos, participam do encontro todos os conselheiros federais do país, mais a cúpula do Conselho Federal de Administração (CFA), formada por 51 pessoas, vinda de Brasília (DF).Campos informou ainda que a iniciativa do CRA-AM, em parceria com os demais conselhos da Amazônia Legal, tem a finalidade de dar “um olhar mais crítico e profissional na gestão dos processos existentes da Amazônia”. O encontro terá continuidade nos dias 16 e 17 de junho e deve reunir cerca de 800 pessoas. 

Cerca de 270 mil eleitores ainda não fizeram o cadastro biométrico em Manaus

MANAUS - Cerca de 270 mil eleitores ainda não fizeram o cadastro biométrico, que vem sendo realizado desde 2015 pelo Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), em Manaus. O procedimento é obrigatório para votar nas eleições deste ano. O prazo termina no dia 26 de fevereiro. O eleitor que não fizer o cadastro obrigatório terá o título cancelado. Para fazer o cadastramento é preciso agendar o dia, horário e escolher um dos dez postos de atendimento da Justiça Eleitoral na capital, pela internet por meio do site do órgão.