Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Terça, 22 Setembro 2020

PF desarticula organização criminosa que explorava ouro ilegalmente no Amapá

PF desarticula organização criminosa que explorava ouro ilegalmente no Amapá

Os investigados são suspeitos de explorar e comercializar ouro extraído ilegalmente de garimpos clandestinos localizados no Amapá e na fronteira com a Guiana Francesa e o Suriname.

A operação da Polícia Federal, denominada Ouro Perdido, conta com a colaboração do governo francês e de outras instituições brasileiras como a Receita Federal, o Ministério Público, a Força Aérea e o Exército. Já foi determinado pela Justiça Federal o bloqueio de aproximadamente 146 milhões de reais da quadrilha e a proibição das atividades comerciais e financeiras dos investigados.

De acordo com a Polícia Federal, estabelecimentos comerciais no Oiapoque, no Amapá, seriam destinos de ouro extraído clandestinamente da região de fronteira entre Brasil, Guiana Francesa e Suriname. A Receita Federal estima que pelo menos 20 empresas sem autorização para o comércio de ouro estejam envolvidas nas ilegalidades.

Os investigados poderão responder pela prática dos crimes de associação e organização criminosa, crimes financeiros, lavagem de capitais, receptação, usurpação de matéria prima da União e crimes tributários.

Veja mais notícias sobre Cidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 22 Setembro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/

No Internet Connection