Manaus 30º • Nublado
Sexta, 09 Dezembro 2022

David Almeida assume oficialmente o cargo de governador interino do Amazonas

David Almeida assume oficialmente o cargo de governador interino do Amazonas
O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), deputado David Almeida (PSD), recebeu na manhã desta terça-feira (9) a notificação com a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que o tornou o governador interino do Estado do Amazonas. A notificação veio depois da cassação de José Melo (PROS), e do vice, Henrique Oliveira (SD) pela compra de votos nas eleições de 2014. David Almeida deve cumprir o mandato até que novas eleições sejam realizadas.

O ofício que regulamenta a mudança no comando do estado foi assinado pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), Iedo Simões, por volta de 8h30 desta terça-feira. Após a assinatura, um oficial de justiça saiu da sede do tribunal e seguiu para sede da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM).
Deputado David Almeida tomou posse como governador do Amazonas na manhã desta terça-feira (9) Foto:Reprodução/Rede Amazônica
A cerimônia de posse começou por volta das 10h30 (horário de Manaus). A solenidade aconteceu no plenário Ruy Araújo onde Almeida fez um juramento e assinou o termo de posse. O então deputado Abdala deve assumir o lugar de Almeida na presidência da ALEAM. "Estou preparado para sair do governo amanhã se for necessário, mas temos que tomar medidas necessárias para que os serviços continuem sendo feitos para a população. Vou jogar com time escalado por mim. Farei mudanças que já estão em curso. Buscarei apoio de quem foi oposição do governo Melo. Estou desarmado, buscando caminhos e mecanismos para o estado", disse Almeida em pronunciamento na ALE-AM.

Nomeação

O voto decisivo para a cassação de Melo e Oliveira foi dados pela Ministra Rosa Maria Weber, que acatou o pedido do senador Eduardo Braga. O senador foi adversário de José Melo nas eleições de 2014 e foi responsável pela ação que resultou na cassação do cargo de governador e vice. De acordo com o documento, Braga argumentou que o TRE-AM já havia sido notificado sobre o resultado do julgamento, inclusive sobre a determinação para afastar o governador e o vice dos respectivos cargos. A assessoria de Melo comunicou, por meio de nota, que só se pronunciará quando for notificado oficialmente.

A nova eleição para o cargo de governador do Amazonas deve acontecer ainda em 2017 e custar aos cofres públicas entre R$R$ 14 e R$ 17 milhões, segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM).

Veja mais notícias sobre Cidades.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 09 Dezembro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/