Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Sábado, 28 Novembro 2020

Apagão: moradores do Amapá também sofrem com falta de água

mca_agua_1609201062
Não é apenas a falta de energia que atinge os amapaenses há mais de 7 dias. Desde o apagão, a distribuição de água também não foi totalmente restabelecida no Amapá. Pelo menos dois geradores chegaram nessa segunda-feira para reforçar o sistema central de água na capital Macapá
Sistemas isolados de distribuição ainda não funcionam totalmente. (Foto: Marcello Casal jr/Agência Brasil)

A informação oficial da Caesa, Companhia de Água e Esgoto do Amapá, é que, com a retomada do fornecimento de energia, os sistemas de água também iniciaram a ativação em 10 dos 13 municípios afetados pelo apagão.

Segundo a Caesa, a captação e distribuição de água do Sistema Central de Macapá já opera com a capacidade máxima, mas há diversos sistemas isolados que estão voltando a funcionar gradativamente à medida que novos geradores chegam ao estado.

Já a energia, segundo o Ministério de Minas e Energia, foi restabelecida em 65% desde de sábado. O fornecimento funciona em sistema de rodízio com seis horas com energia e outras seis horas sem.

Laura Cristina da Silva, moradora do Marabaixo e liderança do Movimento de Mulheres Negras afirma que nada voltou 70%, pelo menos não na periferia da capital amapaense.

Apesar do Amapá ter uma extensa rede de rios que inclui, inclusive, os da bacia do Amazonas, por causa da falta de água potável, o governo do estado está distribuindo hipoclorito de sódio para purificar a água coletada dos mananciais.

Houve protestos no fim de semana para cobrar providências. Segundo a Polícia Militar, foram registradas 45 manifestações em Macapá e Santana – cidade da região metropolitana, relativas aos impactos da falta de energia.

Veja mais notícias sobre CidadesNotíciasAmapá.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 29 Novembro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/