Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Terça, 29 Setembro 2020

Amazonense vai representar o Brasil no Arnold Classic de Fisiculturismo nos EUA

Amazonense vai representar o Brasil no Arnold Classic de Fisiculturismo nos EUA
Foto: Divulgação/Sejel-AM
A amazonense Daniely Castilho, de 33 anos, será a única representante do Norte do País no Arnold Classic Pro (Arnold Festival Sports 2017), em Ohio, nos Estados Unidos, uma das competições mais importantes do fisiculturismo mundial. Do Brasil, apenas mais dois competidores de São Paulo irão fazer parte do evento que acontece de 3 a 5 de março, no território norte-americano. A atleta conta com o apoio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

Campeã Brasileira em 2015 e recentemente quinta colocada na IFBB (International Federation of BodyBuilding and Fitness), a amazonense figura entre as atletas mais importantes do país na categoria profissional. Convidada para a competição por conta dos últimos resultados, Daniely se preparou intensamente para subir no pódio, um total de oito meses seguidos, tempo recorde de preparação durante toda a carreira da atleta.
Foto: Divulgação

“Fui convidada para o Arnold depois de ter sido a quinta colocada em Porto Rico, ano passado, onde foi minha primeira competição profissional. Para o Arnold Classic Profissional, apenas os atletas destaques são convidados e fui uma das poucas do País a ter este privilégio, que encarei com muita dedicação. Estou treinando há mais de oito meses e normalmente o prazo de preparação é de três. Está sendo bem mais cansativo, estou treinando em turnos e focando no que preciso melhorar, nas minhas deficiências. Já tenho a experiência da competição anteriormente e agora é torcer para tudo dar certo”, comentou a atleta, que deixa Manaus no próximo domingo, dia 26.

Adversárias 

Ao lado das melhores fisiculturistas do mundo, a amazonense já vem estudando as adversárias para conquistar um bom resultado pela categoria Womens Physique.  O foco da atleta, inclusive, é conquistar a vaga para o Mr. Olympia, que acontece ano que vem, e é considerado o mais importante evento de fisiculturismo do planeta.
Foto: Divulgação
“Minha categoria é a mais concorrida da competição, com 41 adversárias. Consegui evoluir bem nos treinamentos e meu físico respondeu no que a gente precisava pelo tempo que venho me preparando. Estou bem confiante, já olhei o nível das adversárias, e vou mais experiente dessa vez, e bem mais segura. Este evento é uma verdadeira vitrine, e sou a primeira da região a ser convidada para o Profissional e vou cumprir essa honraria”, destacou.

Veja mais notícias sobre Esportes.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 29 Setembro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/