Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Domingo, 28 Fevereiro 2021

Saúde Animal: Vacinação antirrábica para cães e gatos continua sendo realizada em Porto Velho

iStock-1024627056

Proprietários de cães e gatos que ainda não vacinaram seus animais de estimação contra a raiva devem garantir a saúde dos bichinhos. Para facilitar o acesso da população ao serviço, a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) oferece a vacinação antirrábica de forma permanente, na Unidade de Controle de Zoonoses, à avenida Mamoré, 1120, bairro Cascalheira, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

As unidades itinerantes de Vigilância e Controle de Zoonoses da Semusa são mais uma opção para quem vive em regiões mais remotas e ainda não vacinou os bichinhos. Nos próximos dias, os trailers percorrerão os bairros para levar o serviço de vacinação para próximo das pessoas. O cronograma de atividades está sendo montado e será amplamente divulgado.

A campanha de vacinação antirrábica iniciou no dia 23 de novembro, com o Dia D de mobilização realizado no último sábado, 5 de dezembro, e a procura superou as expectativas. Balanço preliminar da ação aponta que foram aplicadas 20.786 doses da vacina em 45 postos de vacinação.

"Superamos em 3% a marca proporcional da vacinação de 2018. Isso durante uma pandemia, com força de trabalho reduzida, sem apoio maciço dos parceiros que sempre nos ajudam e com menos pontos de vacinação de outros anos", explica Daniele Souza, assessora técnica do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS) da Semusa.

Uma outra etapa da vacinação será realizada em breve para atender a população canina e felina que vive nos distritos, zonas rurais e localidades. A estratégia de trabalho para imunização deste público está sendo desenvolvida pela equipe da Semusa.

A vacina antirrábica é oferecida gratuitamente para cães e gatos a partir de 3 meses de vida. Desde 2003 Porto Velho não registra casos de raiva animal. "E para continuar assim é necessário que os animais sejam vacinados, pois esta é uma das principais ações de controle da raiva em áreas urbanas", explica o médico veterinário Alexandre Ribeiro.

Pontos de Vacinação que não abriram no Dia D

Após acordo oficializado com os parceiros, a Semusa colocou 52 pontos de vacinação à disposição da população entre escolas estaduais, municipais, igrejas, associações e unidades de saúde, espalhados em todos os pontos da cidade. No entanto, seis diretores de escolas estaduais não atenderam a orientação da Secretaria Estadual de Educação e mantiveram os portões fechados, impossibilitando a vacinação no local anunciado.

Além disso, duas escolas municipais (12 de Outubro e Darwich Zacarias) abriram com atraso. O problema foi ocasionado por falha no veículo que transportava as equipes de trabalho. A situação foi resolvida com celeridade e a vacinação seguiu normalmente durante todo o dia.

"Nossa equipe trabalhou com empenho e afinco para atender nossa população. Buscamos solucionar com celeridade os obstáculos que apareceram durante o dia para não prejudicar o andamento do serviço. A Semusa agradece o empenho dos profissionais que se dedicaram durante todo o dia de vacinação, pede desculpas à população por algum transtorno e se compromete a continuar trabalhando para oferecer serviços de qualidade a todos os munícipes", finaliza a secretária da Semusa, Eliana Pasini. 

Veja mais notícias sobre RondôniaSaúde.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 28 Fevereiro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/