Sidebar Menu

Manaus 30º • Nublado
Terça, 27 Outubro 2020

Furacão do Boi: cantor Klinger Araújo morre aos 51 anos

A Covid-19 levou na tarde desta terça-feira (29), o cantor Klinger Araújo, de 51 anos. O artista estava internado há 18 dias em um hospital particular de Manaus. Conhecido popularmente como Furacão do Boi, Klinger era figura cativa em todas festas populares do Amazonas.

Foto: Reprodução/Internet

Klinger viveu em Manaus desde os 13 anos e foi um dos responsáveis pelo crescimento do movimento boi-bumbá na capital do Amazonas, nos anos 1980 e 1990. Tinha múltiplos talentos: além de músico, compositor e levantador de toadas, fez sua vida profissional como radialista, atuando nas rádios Alvorada (Parintins) e Difusora (Manaus), além de ter se revelado um excelente comediante e imitador.

A última apresentação em Parintins, pelo Boi Caprichoso, foi durante o Carnaboi 2020, onde comandou a Nação Azul e Branca, e ainda foi homenageado no Carnailha.

Klínger Araújo foi um dos grandes responsáveis pela divulgação da cultura amazonense no Brasil e no exterior, tendo levado o ritmo do boi-bumbá para Las Vegas e Nova York, entre outras cidades. Em outubro de 2017, ele gravou o primeiro DVD, no palco do maior templo da cultura local, o Teatro Amazonas.

Klinger Araújo deixa uma família de artistas, a esposa Vanessa Alfaia, o filho Klinger Júnior e a filha Iandiara, de apenas 8 anos.

Foto: Reprodução/Internet

Vários órgãos, autoridades e artistas se pronunciaram sobre a morte do cantor; confira:

Direção do Boi-Bumbá Caprichoso

Hoje, Klinger, sua flauta se silencia. Seu bailado chora. Seu palco está vazio. E mesmo com as cortinas do palco da vida se fechando sem termos a oportunidade da despedida, o aplaudimos de pé! O Boi Caprichoso e a Nação Azul e Branca se despedem com um MUITO OBRIGADO por tudo!

Karine Aguiar

O Klinger foi meu primeiro ídolo na música. Aos meus 8 anos de idade, eu o perseguia em todos os seus shows em Manaus. Eu sonhava com o dia em que ele iria me notar e me chamar pra dançar o "repeneirando" com ele. Infelizmente, isso nunca aconteceu. Passaram-se quase duas décadas e eu reencontrei o Klinger, mas já como colega de profissão. Tornamo-nos amigos e compartilhamos enorme admiração mútua. Tudo era festa quando a gente se encontrava. Nas últimas conversas que tivemos, sonhávamos em gravar algo juntos quando a pandemia acabasse. Ah, o "repeneirando" eu acabei dançando com ele em um de seus shows em 2016. Ele fez questão de realizar meu sonho tardio e foi um dos dias mais divertidos de toda a minha vida. A voz do Klinger estará gravada pra sempre na memória do meu afeto, e eu serei eternamente grata por ter recebido um pouco da luz que ele emanava nesse mundo. Meu ídolo e amigo, que você brilhe ainda mais na Eternidade. Obrigada pela tua existência. Muita força e serenidade à família e a cada um(a) de nós que sofre pela partida deste ser humano tão incrível. Klinger não é só mais um número da pandemia, ele é parte da alma do povo amazonense.

Prefeitura de Manaus

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, e a primeira-dama e presidente do Fundo Manaus Solidária, Elisabeth Valeiko Ribeiro, manifestaram profundo pesar pela morte do artista parintinense e um dos ícones do folclore amazônico, o boi-bumbá, Klinger Araújo, vítima de complicações provocadas pela Covid-19, causada pelo novo coronavírus.

"Aos 51 anos, Klinger ou o 'Furacão do Boi', como era conhecido, deixa a cidade de Manaus e todo o Amazonas de luto e com o coração entristecido. É mais uma vítima dessa doença nefasta e sai de cena, prematuramente, deixando o sentimento de que ele ainda tinha muito a contribuir com nossas manifestações culturais", disse o prefeito.

"Ele tinha uma veia inegável de artista e de comunicador e se entregou de corpo e alma ao boi-bumbá, sendo um dos primeiros locutores de rádio a divulgar as toadas que recebia de seus amigos compositores", resgatou a primeira-dama. "Deixará saudades e muitas histórias para essa e as futuras gerações", destacou Elisabeth Valeiko.

Juca Semem

E muita dor neste momento. Eu nunca vou te esquecer MEU AMIGO MEU IRMAO, o seu irmao aqui este sem chao, meu Deus salve o mundo, e muito sofrimento. Desculpa mas nao gosto de postar tristeza, mas estou com muita dor no coracao. Va ao encontro do.nosso Idolo mestre como vc chamava (ARLINDO JR O SEU POP DA SELVA). OBRIGADO POR TUDO QUE VC FEZ POR NOS. Meus sentimentos Vanessa a vc e toda Familia.

Adeilson Albuquerque

No dia 25 de agosto, Klinger Araújo fez esta publicação em homenagem ao amigo Arlindo Junior. Hoje, dia 29 de setembro, pouco mais de um mês, estão juntos ao lado de Deus. Obrigado, Furacão e Pop da Selva. Gratidão por tudo que fizeram pela cultura do Estado!! Estejam em paz, juntos do Senhor Jesus!!!

Waillem Freitas

Descanse em paz grande Mestre Klinger Araújo. Que o nosso Deus possa confortar o coração de todos os familiares, amigos, fãs e admiradores. Quantas e quantas vezes aqui em Rio Preto nos trouxe muiiitas alegrias. Mas hoje infelizmente o Covid-19 venceu toda sua alegria

Lucilene Castro

Chocada com essa partida inesperada do nosso furacão @klingeraraujo. Numa hora dessas é que temos a certeza da nossa fragilidade humana. Que o Senhor o receba em sua morada e console os seus. Muito triste!!!!! 

Veja mais notícias sobre AmazonasCidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 28 Outubro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/