Manaus 30º • Nublado
Domingo, 27 Novembro 2022

Belém ganha novos voos a partir do mês de junho

Belém ganha novos voos a partir do mês de junho
A companhia colombiana Avianca é a mais nova empresa aérea a disponibilizar voos diretos do Aeroporto Internacional de Belém para Brasília e também para Guarulhos (SP), com início marcado para 21 de junho de 2018. O início dos voos nacionais da companhia abre caminho para um futuro voo internacional Belém-Bogotá (Colômbia).

Por trás das novas rotas ofertadas aos paraenses está à política do Governo do Estado em desonerar o Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS) sobre o combustível de aviação – atualmente o tributo cobrado é de apenas 3% quando as aeronaves abastecem em solo paraense. Com isso, foi possível ao planejamento da Secretaria Estadual de Turismo (Setur) abrir caminhos para negociar junto às companhias aéreas, a oferta de novas rotas saindo de Belém. O resultado é uma ampliação gradativa da malha aérea nacional e internacional do Estado.


Foto: Reprodução/Shutterstock

Além disso, o governo também busca uma outra meta: tornar Belém o hub aéreo da região Norte do país para uma importante companhia. Um Hub é o centro de logística de uma empresa aérea. É uma engenharia complexa que pode determinar o sucesso ou fracasso de uma companhia, englobando abastecimento de aeronaves, armazenamento e transporte de cargas, conexões de passageiros e distribuição de voos, a fim de reduzir custos operacionais e proporcionar ganhos de escala ao negócio da aviação.

A Setur trabalha com a classe empresarial e aos gestores públicos, investe em qualificação e capacitação profissional do setor, amplia as vias de acessibilidade em seus diferentes níveis de mercado e modais de transporte, cria e implementa rotas turísticas, formatação e consolida produtos com o objetivo maior de incremento do fluxo e da receita proveniente do turismo como fator de desenvolvimento econômico e social. O mercado turístico e toda a cadeia produtiva ligada a ele ganham novas oportunidades de negócios com os assentos e os porões das aeronaves.

Um exemplo disso são as rotas internacionais já operados a partir de Belém, como: Belém-Lisboa (Portugal), realizado pela TAP; Belém-Miami (EUA), feito pela Latam; Belém-Caiena (Guiana Francesa) e Belém-Fort Lauderdale (EUA), operados pela Azul; Belém-Paramaribo (Suriname), já realizado pela GOL; e ainda voos Surinam Airways, que também faz rota para Caiena e Paramaribo. Desta forma, a malha aérea internacional ofertada ao paraense e aos mercados emissores de turistas com interesse de conhecer o estado abrange, através das conexões aéreas existentes com estas linhas, boa parte da América do Norte, Central, do Sul e Caribe, Europa e Ásia.

Para a Setur o objetivo maior é o incremento do fluxo e da receita proveniente do turismo como fator de desenvolvimento econômico e social que, beneficia, especialmente, a população do estado a partir da geração de trabalho e renda, além claro, do fomento do turismo como atividade econômica, cada vez mais promissora para o Estado.

Veja mais notícias sobre Turismo.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 27 Novembro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/