Manaus 30º • Nublado
Quarta, 08 Dezembro 2021

Com 53% dos votos, Adonay Brasil vence Estúdio Nema em Manaus

[[galeriaMANAUS - Representante do Acre, Adonay Brasil é a nova estrela da música da Amazônia, vencedor do primeiro reality show musical da Amazônia, o Estúdio Nema. A premiação aconteceu neste domingo (6), com votação 'relâmpago' durante transmissão ao vivo pelo canal Amazon Sat e Portal Amazônia. Esta é a quarta edição do reality, uma iniciativa do grupo Equador Petróleo. O cantor venceu com 53,5% dos votos.
"Estou muito feliz de poder representar o estado que nasci e me considero também representante do estado que me adotou, o Amazonas. A gente quer ganhar o premio, ser reconhecido, mas o lance da voz da Amazônia, a gente é só um start e me considero muito realizado", afirmou ao Portal Amazônia."O reality só veio pra somar, para contribuir com tudo isso", assegurou.
Durante 20 anos Adonay Brasil morou em Manaus e liderou a banda Casulo. O cantor acreano passou um tempo afastado da icônica banda de reggae, mas regressou em 2014 e também lidera a banda Groove Brasil, em Rio Branco (AC). No Nema, o cantor interpretou composições do padrinho Álamo Kário: 'Temporal' e 'No martelo e no repente do fim do mundo'.População é a campeãDiretor presidente da Equador Petroleo, Humberto Carrilho afirmou que o evento superou todas as expectativas.
"O evento tomou uma proporção maravilhosa. Todos os cantores que participaram do festival foram excelentes e nos surpreendeu muito a qualidade. Os dois já são grandes campeões", disse.
Segundo Carrilho o saldo da edição de 2015 é muito positivo tanto para o esporte quanto para a cultura. "É de uma emoção muito grande a gente sentir aqui o contágio positivo junto com a sociedade uma vez que mexer com esporte e cultura é mexer com o bem. Acho que a maior retribuição que a empresa pode ter é essa alegria que foi hoje na corrida e no show. Estamos muito felizes"Segundo lugarCom 42,5% dos votos, a candidata paraense Nanna Reis ficou em segundo lugar na competição. Emocionada, a cantora afirmou ter feito uma campanha positiva dentro do Estúdio Nema. Na final, a artista paraense cantou a música 'Bom Dia' e recebeu o carinho do público presente. "O público do Amazonas não me conhecia, então o reality acabou se tornado uma aventura maluca na minha vida. A gente precisa de mais eventos assim, para que o amazônida conheça a música feita na Amazônia. Independente de quem ganhou, o saldo é positivo para a música regional", garantiu.
Cantora Nanna Reis mostrou a força da mulher amazônida. Foto: Diego Oliveira/Portal AmazôniaA cantora começou a estudar música aos oito anos no Conservatório Carlos Gomes, em Belém (PA), e em 2010 iniciou a carreira. Vinda de uma família de músicos, lançou seu primeiro EP, que leva seu nome, em março deste ano e já venceu cerca de 10 prêmios. As canções com as quais concorre no projeto são 'Bom dia' e 'You gonna love me', com ajuda do padrinho Ziza Padilha.Não pense que Nanna ficará parada. Em 2016, ela pretende continuar a intensificar os trabalhos em Belém. "Sou muito intensa e sempre busco boas opções para a minha vida. Agora é focar na carreira que ganhou notoriedade graças ao Estúdio Nema. O projeto funcionou como um start na minha vida. Daqui para frente é sonhar e realizar cada um dos meus projetos. O meu conselho para os artistas é fale da sua verdade, mas seja universal e consiga mandar um recado para todo tipo de público", afirmou a cantora.Nema 2016Após 10 episódios, o gerente de marketing do Equador, David Freidzon, acredita que o Estúdio Nema alcançou os objetivos. Ele destacou a parceria com o Portal Amazônia e Amazon Sat que transmitiu o reality para o Amazonas, Acre, Pará, Rondônia, Roraima e Amapá. "Estamos felizes com o reconhecimento que o projeto está tendo na região, principalmente por causa do Amazon Sat que elevou o alcance do Nema. E o confronto final não poderia ter sido mais emocionante, Acre contra Pará. A Nanna (Reis) e o Adonay (Brasil) representam bem a música amazônica.", disse.Para 2016, o projeto Nossa Energia Move a Amazônia promete alcançar ainda mais a classe artística. “Ano que vem teremos algo completamente novo. Infelizmente não podemos divulgar, mas já aviso para os artistas ficarem de olho. Gostamos de criar postas para a classe artística amazônida, afinal os talentos precisam ser mostrados", afirmou Freidzon.

Veja mais notícias sobre Música.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 08 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://portalamazonia.com/