Manaus 30º • Nublado
Sábado, 21 Mai 2022

O tacacá é o prato indígena feito com jambu e camarão 

Festa celebra a diversidade e a cultura paraense na noite que antecede o domingo do Círio de Nazaré, em Belém 

Principal símbolo cultural e arquitetônico do Estado, o Teatro Amazonas, localizado no Largo de São Sebastião, no Centro de Manaus 

O nome, Caprichoso, teria um significado intrínseco a ele, isto é, pessoas cheias de capricho, trabalho e honestidade.

O jacaré é um dos maiores répteis brasileiros (só perde para as grandes cobras da Amazônia, como a sucuri).

A espécie é conhecida como ave fantasma da Amazônia.

Muiraquitã é o nome dado pelos índios a pequenos amuletos trabalhados em forma de animal, geralmente representando sapos. São feitos de pedras de cor verde, ou de minerais como a nefrita.

Um dos frutos indispensáveis na mesa dos amazônidas, o tucumã é a cara da Amazônia

O híbrido tambacu é o resultado do cruzamento de ovócitos de uma fêmea do tambaqui e o sêmen do macho de pacu-caranha 

A tambatinga é um peixe híbrido, obtido pelo cruzamento entre os ovócitos de uma fêmea de tambaqui e o sêmen de um macho de pirapitinga  

Referência de identidade paraense mais em voga na atualidade, o carimbó é uma forma de expressão marcada pelo ritmo e pela dança

 A UFAM é constituída por 96 cursos de graduação e 39 cursos de pós - graduação, fundada em 17 de janeiro de 1909

 O nome "Ponta da Agulha" surgiu em alusão à ponta de uma bússola, devido ao fato de a ponta da pedra apontar para o norte magnético da Terra.

Desmembrado de Manaus há 66 anos, o município de Careiro, tem como destaque o cultivo do cupuaçu

O sapo-cururu, conhecido como sapo-boi, sapo-jururu e sapo-gigante, é um dos maiores sapos que vivem na Amazônia.

As Três Caixas D'Água, além de serem um dos mais importantes símbolos de Porto Velho, foram a inspiração para a criação da bandeira de Porto Velho. 

Santa Maria de Belém do Grão Pará, ou simplesmente Belém do Pará.

A igreja tombada como patrimônio histórico do Amazonas abre apenas uma vez ao ano e está localizada no bairro Cachoeirinha, em Manaus.

Essa cobra possuía entre 13 a 15 metros de comprimento, quase um metro de largura e pesava mais de uma tonelada.

O escorpião amarelo amazônico é considerado uma das espécies mais raras de escorpião do Amazonas.