Publicidade

Márcya Lira

Home > Opiniao > Marcya-lira
Márcya Lira

Resoluções de Ano Novo? O ano todo!

Você não precisa de um 31 de dezembro ou 01 de janeiro para fazer suas decisões e iniciar suas mudanças


Dias atrás li uma frase no Instagram que me fez rir . Ela dizia o seguinte: “O que vou fazer de 2020?  Me recuperar de 2019”.  Fiquei com isso na cabeça. Parece que alguns anos são mais difíceis que outros, ou então estou ficando velha e rabugenta (risos).

Sempre gosto de fazer, ao final do ano, uma retrospectiva, mas também sou a “louca das listas”, amo um to do list, mas as resoluções também fazem parte da minha rotina de fim de ano.  
               
Foto: Reprodução/Shutterstock
 

Estava escrevendo e achei por bem procurar o significado de Resolução, pra garantir que possamos entender o sentido dela. Segundo o Priberam, dicionário on line da Língua Portuguesa, resolução é : 1) ato ou efeito de resolver; 2) decisão, deliberação, propósito; 3) transformação; e alguns outros significados que não se aplicarão aqui.

Virar a chave em 31 de dezembro é maravilhoso, especialmente se estamos decididos a ter uma resolução de ano novo no sentido da transformação.

Porém é possível que se pesquisarmos entre amigos próximos, teremos a surpresa do entendimento que o ano novo nada mais é do que a repetição do ano anterior, ou seja, as pessoas continuam sendo as mesmas pessoas.

Uma das resoluções mais comuns é: “Vou emagrecer e ser fitness” e são vários os motivos por trás da resolução, seja questão de saúde, qualidade de vida ou mesmo estética, porém a maioria dessas resoluções são motivadas por fatores externos, seja pelo fato de sofrer criticas e brincadeiras desagradáveis sobre peso, seja para cumprir um padrão estético comercial.


  
               
Foto: Reprodução/Shutterstock
 
Se olharmos para a definição segundo dicionário no quesito “ato ou efeito de resolver”, entende-se que a decisão tomada nem sempre foi um assunto refletido, aconselhado ou direcionado. Muitas vezes estas resoluções são tomadas no ímpeto de uma vida nova imposta por opiniões de terceiros.

Não sou contra resoluções de ano novo, pelo contrario eu mesma tenho as minhas listinhas, mas penso que temos que sempre buscar motivações corretas para tal.




Se você, assim como eu, já fez resoluções de ano novo e fracassou, sugiro que neste ano você busque saber quais são as mais importantes e relevantes decisões que precisa tomar e se isso realmente precisa ser mudado na sua vida.


Se elas forem de fato relevantes, trace um plano de ação. Se quer emagrecer este ano, adote um plano nutricional com acompanhamento, mas identifique o que for mais urgente e vá implementando seu plano em etapas. Comece pela alimentação, depois vem a atividade física, etc.

Em resumo, você não precisa de um 31 de dezembro ou 01 de janeiro para fazer suas decisões e iniciar suas mudanças. Sempre será oportuno quando as mudanças são positivas.
  
   
           
Foto: Reprodução/Shutterstock
 


Algumas dicas podem ajudar a tornar suas resoluções mais factíveis e menos desestimulantes:




1. Tenha resoluções possíveis


Se não souber definir suas resoluções e criar metas impossíveis, vai desestimular no meio do caminho. Pense em objetivos fáceis de alcançar e serem realizados ao longo do ano. Se quiser comprar um carro por exemplo, não coloque como meta algo que esteja fora do seu orçamento. Seja realista e pense se não seria o caso de começar com a economia de recursos.




2. Seus objetivos devem estar sob seu controle



Estabeleça objetivos que não dependam de terceiros ou estejam fora daquilo que efetivamente você possa realizar. Caso seja o desejo de ser promovido e melhorar o salário, esta meta não dependerá somente de você pode ter outros fatores que implicam e que podem frustrar caso não alcance.


3. Estabeleça prazos




Nem tudo poderá ser realizado de imediato. Por isso, deve estabelecer aqueles que poderão ser realizados a curto, médio e longo prazo.

 
4. Seja positivo



Olhe as dificuldades como oportunidades de aprendizado. Seja positivo em todos os aspectos de sua vida. Isso vai ajudar a fortalecer a esperança e a não desistir de alcançar suas metas por qualquer dificuldade que aparecer no meio do caminho.

4. Corra atrás



Se já tem a sua lista de resoluções, agora é hora de ir atrás do que você acredita. Movimente-se e faça do próximo ano o mais incrível de todos.

&nb     

Resoluções de Ano Novo? O ano todo!

Você não precisa de um 31 de dezembro ou 01 de janeiro para fazer suas decisões e iniciar suas mudanças

Márcya Lira

marcya.lira@redeamazonica.com.br


Dias atrás li uma frase no Instagram que me fez rir . Ela dizia o seguinte: “O que vou fazer de 2020?  Me recuperar de 2019”.  Fiquei com isso na cabeça. Parece que alguns anos são mais difíceis que outros, ou então estou ficando velha e rabugenta (risos).

Sempre gosto de fazer, ao final do ano, uma retrospectiva, mas também sou a “louca das listas”, amo um to do list, mas as resoluções também fazem parte da minha rotina de fim de ano.  
               
Foto: Reprodução/Shutterstock
 

Estava escrevendo e achei por bem procurar o significado de Resolução, pra garantir que possamos entender o sentido dela. Segundo o Priberam, dicionário on line da Língua Portuguesa, resolução é : 1) ato ou efeito de resolver; 2) decisão, deliberação, propósito; 3) transformação; e alguns outros significados que não se aplicarão aqui.

Virar a chave em 31 de dezembro é maravilhoso, especialmente se estamos decididos a ter uma resolução de ano novo no sentido da transformação.

Porém é possível que se pesquisarmos entre amigos próximos, teremos a surpresa do entendimento que o ano novo nada mais é do que a repetição do ano anterior, ou seja, as pessoas continuam sendo as mesmas pessoas.

Uma das resoluções mais comuns é: “Vou emagrecer e ser fitness” e são vários os motivos por trás da resolução, seja questão de saúde, qualidade de vida ou mesmo estética, porém a maioria dessas resoluções são motivadas por fatores externos, seja pelo fato de sofrer criticas e brincadeiras desagradáveis sobre peso, seja para cumprir um padrão estético comercial.


  
               
Foto: Reprodução/Shutterstock
 
Se olharmos para a definição segundo dicionário no quesito “ato ou efeito de resolver”, entende-se que a decisão tomada nem sempre foi um assunto refletido, aconselhado ou direcionado. Muitas vezes estas resoluções são tomadas no ímpeto de uma vida nova imposta por opiniões de terceiros.

Não sou contra resoluções de ano novo, pelo contrario eu mesma tenho as minhas listinhas, mas penso que temos que sempre buscar motivações corretas para tal.




Se você, assim como eu, já fez resoluções de ano novo e fracassou, sugiro que neste ano você busque saber quais são as mais importantes e relevantes decisões que precisa tomar e se isso realmente precisa ser mudado na sua vida.


Se elas forem de fato relevantes, trace um plano de ação. Se quer emagrecer este ano, adote um plano nutricional com acompanhamento, mas identifique o que for mais urgente e vá implementando seu plano em etapas. Comece pela alimentação, depois vem a atividade física, etc.

Em resumo, você não precisa de um 31 de dezembro ou 01 de janeiro para fazer suas decisões e iniciar suas mudanças. Sempre será oportuno quando as mudanças são positivas.
  
   
           
Foto: Reprodução/Shutterstock
 


Algumas dicas podem ajudar a tornar suas resoluções mais factíveis e menos desestimulantes:




1. Tenha resoluções possíveis


Se não souber definir suas resoluções e criar metas impossíveis, vai desestimular no meio do caminho. Pense em objetivos fáceis de alcançar e serem realizados ao longo do ano. Se quiser comprar um carro por exemplo, não coloque como meta algo que esteja fora do seu orçamento. Seja realista e pense se não seria o caso de começar com a economia de recursos.




2. Seus objetivos devem estar sob seu controle



Estabeleça objetivos que não dependam de terceiros ou estejam fora daquilo que efetivamente você possa realizar. Caso seja o desejo de ser promovido e melhorar o salário, esta meta não dependerá somente de você pode ter outros fatores que implicam e que podem frustrar caso não alcance.


3. Estabeleça prazos




Nem tudo poderá ser realizado de imediato. Por isso, deve estabelecer aqueles que poderão ser realizados a curto, médio e longo prazo.

 
4. Seja positivo



Olhe as dificuldades como oportunidades de aprendizado. Seja positivo em todos os aspectos de sua vida. Isso vai ajudar a fortalecer a esperança e a não desistir de alcançar suas metas por qualquer dificuldade que aparecer no meio do caminho.

4. Corra atrás



Se já tem a sua lista de resoluções, agora é hora de ir atrás do que você acredita. Movimente-se e faça do próximo ano o mais incrível de todos.

&nb     

TAG Marcya Liraartigoarticulistaeducacao