Publicidade

Márcya Lira

Home > Opiniao > Marcya-lira
Márcya Lira

Ajude sua criança a ser mais confiante

Não existe fórmula mágica, mas algumas pequenas ações podem ajudar os pequenos a superarem suas limitações


A confiança é vital para a felicidade, saúde e sucesso futuros de uma criança. As crianças confiantes estão melhor equipadas para lidar com a pressão dos colegas, responsabilidades, frustrações , desafios e emoções positivas e negativas.

 

Claro que temos que encontrar a justa medida para não transformá-los em tiranos, mas temos que ter o foco nas crianças que tem apresentado baixa auto-estima e especialmente estão sendo levadas a quadros de depressão infantil.
 

 
Foto: Pixabay
 

E qual é o fator-chave no desenvolvimento da confiança de uma criança?

 

VOCÊ! Sim, você que é pai, mãe ou professor de crianças.


Mas não quero pressioná-lo. Não se preocupe, afinal, construir a confiança de uma criança não precisa ser uma tarefa intimidadora ou complicada.


Na verdade, o propósito desta coluna é fazer com que tudo na família seja legal e divertido e é por isso quero sugerir 25 estratégias que podem ajudar a aumentar a confiança das crianças.


 

Não há um manual para conduzir estas situações mas as dicas abaixo podem não servir para nada, mas certamente elas proporcionarão na família uma aproximação entre pais e filhos e na escola entre professor e aluno.

 

1. Verifique se eles sabem que seu amor é incondicional.

 

A maneira como vemos nossos filhos (ou a maneira como nossos filhos acreditam que os vemos) tem um impacto profundo na maneira como eles se percebem.

 

Deixe claro para seus filhos (ou para seus alunos) que você os ama e cuida deles, mesmo quando eles cometem erros ou tomam decisões erradas. 

 

Evite criticá-los excessivamente ou envergonhá-los.
 

 
Foto: Pixabay
 

 

2. Pratique o hábito das conversas positivas

 

Tanto crianças quanto adultos se envolvem em conversas negativas e prejudiciais consigo mesmos.

 

É muito comum ouvirmos crianças dizendo:  “Não posso fazer isso” ou “Sou péssimo em fazer isso” ou “Eu não sei fazer nada direito?”  

 

É importante modelar e ensinar às crianças algumas afirmações positivas, como: “Eu consigo”, “Tenho capacidade para fazer isto”, etc.

 

3. Fale com eles chamando pelo nome.

 

Abordar as crianças pelo nome é uma maneira poderosa e simples de enviar mensagens importantes , principalmente quando combinadas com um contato visual amigável.

 

4. Dê a eles “tarefas especiais” apropriadas à idade.

 

Além de tarefas domésticas e trabalhos em sala de aula, dê às crianças “tarefas especiais” para ajudá-las a se sentirem úteis, responsáveis ​​e competentes. 


Usar o termo "tarefa especial" proporciona às crianças um aumento ainda maior da confiança.


 

Em casa , essas tarefas especiais podem incluir ajudar um irmão mais novo, ser seu “assistente” de culinária ou, para uma criança muito jovem, dê a ela a tarefa especial de simplesmente vestir-se.

 

Na sala de aula, as crianças podem ajudar a fazer decorações, organização do cantinho da leitura, apagar o quadro, etc.

 

5. Participe da brincadeira (e deixe-os liderar).

 

Quando os adultos participam de uma brincadeira de criança, elas entendem que são importantes e dignas de seu tempo. 


Permita que sua criança inicie ou escolha uma atividade e que seja o líder na condução da atividade. 

 

Demonstre satisfação em estar na brincadeira pois isto faz a criança se sentir realizada.
 

 
Foto: Pixabay
 

6. Concentre-se em melhorar sua própria confiança.

 

Os pais são os primeiros e os melhores exemplos de uma criança, portanto, dedique um tempo para recuperar sua própria confiança, se necessário. 

 

Comece fazendo comentários positivos sobre você mesmo e os outros na presença de seu filho.

 

Este não é um passo que você pode realizar da noite para o dia, mas é essencial.

 

Os professores também devem evitar a autocrítica e modelar a confiança na frente de seus alunos.

 

7. Peça-lhes conselhos ou opiniões.

 

Peça às crianças conselhos ou opiniões sobre situações apropriadas à idade para mostrar que você as valoriza e suas ideias.

 

Isso também ajuda as crianças a criar confiança, demonstrando que até os adultos precisam de ajuda às vezes, e não há problema em pedir.

 

8. Faça um momento especial juntos.

 

O amor e a aceitação são componentes essenciais da confiança e da autoestima; portanto, os pais devem passar um tempo de qualidade com os filhos para demonstrar que são valiosos.

 

Leve-o para jantar juntos, jogar, sair ou fazer qualquer outra atividade que permita que você e seu filho aproveitem o tempo juntos.

 

Os professores podem ajudar as crianças a se sentirem amadas e aceitas, conhecendo os interesses ou hobbies dos alunos e fazendo questão de ter conversas personalizadas com cada criança, como: “Como foi seu jogo de futebol ontem, João?” Ou “Eu acho que você pode gostar deste livro sobre dinossauros, Maria”.
 

 
Foto: Pixabay
 

9. Ensine-os a definir e alcançar metas.

 

Estabelecer e alcançar metas desafiadoras e realistas pode ajudar as crianças a se sentirem mais capazes. 

 

Ajude seus filhos ou alunos a estabelecer e cumprir metas específicas.

 

Estabeleça as metas juntamente com eles e dê a oportunidade de alcança-las.

 

10. Reserve um tempo para prestar atenção total a eles.

 

Pais, seu filho reconhece quando sua mente está em outra coisa ou quando você não está dando a ele toda a sua atenção.

 

Para ajudar seu filho a se sentir valorizado e confiante, reserve um tempo para ficar longe dos aparelhos eletrônicos, tire pensamentos do trabalho ou outras distrações da sua mente e concentre realmente sua atenção em seu filho.

 

Os professores também podem dedicar um tempo para dar aos alunos toda a atenção e estar atentos às suas necessidades.

 

11. Incentive-os a experimentar uma aula de teatro.

 

As aulas de teatro são uma ótima maneira de aumentar a confiança.

 

Tentar algo novo ajuda as crianças a se sentirem capazes, e o teatro ajuda a desenvolver a confiança na frente dos outros através da desinibição além de expandir seu vocabulário.

 

Pais e professores podem incentivar as crianças a experimentar um teatro, e os professores podem até incorporar dramatizações ou jogos teatrais na sala de aula.
 

 
Foto: Pixabay
 

12. Elogie-os da maneira certa.

 

Simplesmente dar elogios às crianças não é eficaz, mas elogiar as crianças da maneira certa pode aumentar sua auto-estima.

 

Elogie as crianças com elogios específicos e genuínos, que se concentrem mais no esforço que nos resultados (como obter notas diretas) ou em habilidades fixas (como a inteligência).

 

13. Deixe-os ouvir você falando positivamente sobre eles para os outros.

 

Outra maneira rápida e fácil de aumentar a confiança de uma criança é “acidentalmente” deixá-la ouvir você elogiando suas grandes realizações e esforços para os outros .

 

As crianças às vezes são céticas quando as elogiamos diretamente, mas ouvir você repetir esse elogio para outras pessoas o torna mais crível (e ainda mais significativo).

 

14. Resista a compará-los com os outros.

 

Evite comparar crianças com irmãos ou colegas de classe com perguntas como: "Por que você não pode se comportar como ele / ela?" Ou "Veja como sua irmã se sai bem na escola!"

 

E por que você não pode fazer isso?

 

Essas comparações fazem as crianças duvidarem de si mesmas, acreditarem que não podem agradá-lo ou atender às suas expectativas e, finalmente, perder a confiança.

 

15. Dê tarefas adequadas à idade em casa ou na sala de aula.

 

Quando as crianças realizam tarefas ou pequenos trabalhos , sentem que estão dando uma contribuição valiosa , o que lhes dá um senso de competência e confiança. 

 

Dê ao seu filho responsabilidades apropriadas para a idade, como arrumar a cama, alimentar o cachorro, arrumar a mesa, dobrar roupas, pegar brinquedos, etc.

 

Atribua tarefas aos alunos, como guardar materiais ou distribuir papéis. 

16. Cultive o sentimento de pertencimento 

 

Algo tão simples quanto pendurar retratos de família nas paredes de sua casa pode aumentar a confiança do seu filho!

 

Na sala de aula o professor pode pendurar fotos de seus alunos. Pode fazê-los criar autorretratos, desenhar bandeiras ou peças de quebra-cabeças que representam suas personalidades e interesses etc. e pendurá-las na sala de aula.

 

Isso dá às crianças um sentimento de pertencimento, aceitação e amor que, em última análise, ajudarão a aumentar sua confiança.

 

17. Deixe-os fazer escolhas adequadas à idade.

 

Como tarefas e tarefas especiais, as escolhas ajudam as crianças a se sentirem competentes e poderosas.

 

Permita que as crianças tomem decisões apropriadas à idade , como o que vestir, o que comer no café da manhã , que jogo jogar ou a cor a usar, onde ir a um passeio etc.  

 

Os professores podem criar escolhas na sala de aula, permitindo que os alunos tomem decisões sobre como demonstrarão o domínio de uma habilidade (mostre o que sabem sobre o clima desenhando uma figura, escrevendo uma música ou criando uma história) ou deixando a classe discutir e escolher certas livros ou atividades. 

 

18. Incentive-os a tentar coisas novas para desenvolver novas habilidades.

 

As crianças que não têm confiança geralmente evitam tentar coisas novas ou enfrentar novos desafios.

 

Incentive as crianças em sua vida a se ramificarem, experimentar novas atividades e desenvolver novas habilidades. Isso dá às crianças a confiança de que podem enfrentar qualquer coisa que surja no caminho.

 

19. Ajude-os a descobrir seus interesses e paixões.

 

Também é importante que as crianças descubram seus interesses e paixões.

 

Quando as crianças encontram o que gostam e se destacam, ganham confiança em si mesmas e em suas habilidades.

 

Crie oportunidades para seus filhos ou alunos experimentarem atividades que lhes interessem e apoiem esses empreendimentos.

 

 
Foto: Pixabay
 

20. Ajude-os a superar o medo do fracasso.

 

O medo do fracasso geralmente impede que as crianças façam o melhor e alcancem seu potencial máximo, o que pode naturalmente diminuir a confiança.

 

Ajude as crianças a superarem o medo do fracasso, ensinando-lhes que os erros são uma parte perfeitamente aceitável da vida e que as pessoas raramente alcançam o sucesso sem desafios e contratempos.  

 

21. Incentive-os a expressar seus sentimentos.

 

Quando você critica ou ignora os sentimentos de uma criança, ela pode sentir que suas emoções não importam e concluir que isso significa que ele também não importa.

 

Incentive as crianças a expressarem emoções positivas e negativas e ajude-as a falar sobre essas emoções de maneira saudável.

 

22. Verifique se eles sabem que você está chateado com as escolhas deles, não com quem eles são.

 

Ficar chateado com seus filhos ou alunos às vezes é inevitável, e você precisará oferecer críticas e consequências construtivas.

 

No entanto, deixe claro que está chateado com as escolhas ou ações da criança e  não com quem é a criança como pessoa. 

 

Direcione todas as críticas a essas ações, em vez de criticar a criança com declarações como: "Você é tão preguiçoso!" Ou "Por que você é tão desleixado?"

 

23. Cercá-los de pessoas positivas e confiantes (incluindo seus amigos).

 

Quanto mais uma criança se aproxima de indivíduos positivos e confiantes, mais provável é que ela se torne um indivíduo confiante e positivo.

 

Pais, deem a seu filho adultos que sejam bons exemplos e faça o possível para garantir que seus amigos sejam pessoas confiantes que elevam e incentivam seu filho, em vez de derrubá-lo.

 

Professores, sejam um modelo positivo e confiante para seus alunos e ensine-os a serem gentis e a se fortalecerem.

 
Foto: Pixabay

24. Crie um Mural da Fama para reconhecer suas realizações.

 

Em casa ou na sala de aula, você pode demonstrar seu orgulho e apreço pelas conquistas das crianças, criando um “Mural da Fama” que mostra conquistas como boas notas, projetos de arte, troféus ou certificados, fotos da criança participando de esportes ou outros atividades favoritas e muito mais.

 

Um mural da fama pode destacar o esforço e a determinação de uma criança, dando-lhe um impulso de confiança que pode ser especialmente útil em tempos de dúvida.

 

25. Regue-os com abraços!

 

O afeto físico comunica amor, aceitação e pertencimento, tornando as crianças felizes e confiantes.

 

Pais e professores de crianças pequenas podem dar às crianças  tapinhas nas costas, cafunés e muitos abraços para mostrar que são cuidados e valorizados.

 

A confiança molda tremendamente a vida de uma criança e é um dos presentes mais importantes que pais e professores podem dar a seus filhos.

 

Se não souber por onde começar, escolha algumas estratégias nesta lista para tentar implementar esta semana. Depois de dominá-las, tente mais algumas. 

 

Dê às crianças oportunidades de se sentirem capazes e competentes e demonstrem, através de palavras e ações, que elas são amadas e valorizadas.

 

Com o seu apoio, as crianças sob seus cuidados se tornarão indivíduos confiantes, felizes, bem-sucedidos e prósperos.

 


Ajude sua criança a ser mais confiante

Não existe fórmula mágica, mas algumas pequenas ações podem ajudar os pequenos a superarem suas limitações

Márcya Lira

marca.lira@redeamazonica.com.br


A confiança é vital para a felicidade, saúde e sucesso futuros de uma criança. As crianças confiantes estão melhor equipadas para lidar com a pressão dos colegas, responsabilidades, frustrações , desafios e emoções positivas e negativas.

 

Claro que temos que encontrar a justa medida para não transformá-los em tiranos, mas temos que ter o foco nas crianças que tem apresentado baixa auto-estima e especialmente estão sendo levadas a quadros de depressão infantil.
 

 
Foto: Pixabay
 

E qual é o fator-chave no desenvolvimento da confiança de uma criança?

 

VOCÊ! Sim, você que é pai, mãe ou professor de crianças.


Mas não quero pressioná-lo. Não se preocupe, afinal, construir a confiança de uma criança não precisa ser uma tarefa intimidadora ou complicada.


Na verdade, o propósito desta coluna é fazer com que tudo na família seja legal e divertido e é por isso quero sugerir 25 estratégias que podem ajudar a aumentar a confiança das crianças.


 

Não há um manual para conduzir estas situações mas as dicas abaixo podem não servir para nada, mas certamente elas proporcionarão na família uma aproximação entre pais e filhos e na escola entre professor e aluno.

 

1. Verifique se eles sabem que seu amor é incondicional.

 

A maneira como vemos nossos filhos (ou a maneira como nossos filhos acreditam que os vemos) tem um impacto profundo na maneira como eles se percebem.

 

Deixe claro para seus filhos (ou para seus alunos) que você os ama e cuida deles, mesmo quando eles cometem erros ou tomam decisões erradas. 

 

Evite criticá-los excessivamente ou envergonhá-los.
 

 
Foto: Pixabay
 

 

2. Pratique o hábito das conversas positivas

 

Tanto crianças quanto adultos se envolvem em conversas negativas e prejudiciais consigo mesmos.

 

É muito comum ouvirmos crianças dizendo:  “Não posso fazer isso” ou “Sou péssimo em fazer isso” ou “Eu não sei fazer nada direito?”  

 

É importante modelar e ensinar às crianças algumas afirmações positivas, como: “Eu consigo”, “Tenho capacidade para fazer isto”, etc.

 

3. Fale com eles chamando pelo nome.

 

Abordar as crianças pelo nome é uma maneira poderosa e simples de enviar mensagens importantes , principalmente quando combinadas com um contato visual amigável.

 

4. Dê a eles “tarefas especiais” apropriadas à idade.

 

Além de tarefas domésticas e trabalhos em sala de aula, dê às crianças “tarefas especiais” para ajudá-las a se sentirem úteis, responsáveis ​​e competentes. 


Usar o termo "tarefa especial" proporciona às crianças um aumento ainda maior da confiança.


 

Em casa , essas tarefas especiais podem incluir ajudar um irmão mais novo, ser seu “assistente” de culinária ou, para uma criança muito jovem, dê a ela a tarefa especial de simplesmente vestir-se.

 

Na sala de aula, as crianças podem ajudar a fazer decorações, organização do cantinho da leitura, apagar o quadro, etc.

 

5. Participe da brincadeira (e deixe-os liderar).

 

Quando os adultos participam de uma brincadeira de criança, elas entendem que são importantes e dignas de seu tempo. 


Permita que sua criança inicie ou escolha uma atividade e que seja o líder na condução da atividade. 

 

Demonstre satisfação em estar na brincadeira pois isto faz a criança se sentir realizada.
 

 
Foto: Pixabay
 

6. Concentre-se em melhorar sua própria confiança.

 

Os pais são os primeiros e os melhores exemplos de uma criança, portanto, dedique um tempo para recuperar sua própria confiança, se necessário. 

 

Comece fazendo comentários positivos sobre você mesmo e os outros na presença de seu filho.

 

Este não é um passo que você pode realizar da noite para o dia, mas é essencial.

 

Os professores também devem evitar a autocrítica e modelar a confiança na frente de seus alunos.

 

7. Peça-lhes conselhos ou opiniões.

 

Peça às crianças conselhos ou opiniões sobre situações apropriadas à idade para mostrar que você as valoriza e suas ideias.

 

Isso também ajuda as crianças a criar confiança, demonstrando que até os adultos precisam de ajuda às vezes, e não há problema em pedir.

 

8. Faça um momento especial juntos.

 

O amor e a aceitação são componentes essenciais da confiança e da autoestima; portanto, os pais devem passar um tempo de qualidade com os filhos para demonstrar que são valiosos.

 

Leve-o para jantar juntos, jogar, sair ou fazer qualquer outra atividade que permita que você e seu filho aproveitem o tempo juntos.

 

Os professores podem ajudar as crianças a se sentirem amadas e aceitas, conhecendo os interesses ou hobbies dos alunos e fazendo questão de ter conversas personalizadas com cada criança, como: “Como foi seu jogo de futebol ontem, João?” Ou “Eu acho que você pode gostar deste livro sobre dinossauros, Maria”.
 

 
Foto: Pixabay
 

9. Ensine-os a definir e alcançar metas.

 

Estabelecer e alcançar metas desafiadoras e realistas pode ajudar as crianças a se sentirem mais capazes. 

 

Ajude seus filhos ou alunos a estabelecer e cumprir metas específicas.

 

Estabeleça as metas juntamente com eles e dê a oportunidade de alcança-las.

 

10. Reserve um tempo para prestar atenção total a eles.

 

Pais, seu filho reconhece quando sua mente está em outra coisa ou quando você não está dando a ele toda a sua atenção.

 

Para ajudar seu filho a se sentir valorizado e confiante, reserve um tempo para ficar longe dos aparelhos eletrônicos, tire pensamentos do trabalho ou outras distrações da sua mente e concentre realmente sua atenção em seu filho.

 

Os professores também podem dedicar um tempo para dar aos alunos toda a atenção e estar atentos às suas necessidades.

 

11. Incentive-os a experimentar uma aula de teatro.

 

As aulas de teatro são uma ótima maneira de aumentar a confiança.

 

Tentar algo novo ajuda as crianças a se sentirem capazes, e o teatro ajuda a desenvolver a confiança na frente dos outros através da desinibição além de expandir seu vocabulário.

 

Pais e professores podem incentivar as crianças a experimentar um teatro, e os professores podem até incorporar dramatizações ou jogos teatrais na sala de aula.
 

 
Foto: Pixabay
 

12. Elogie-os da maneira certa.

 

Simplesmente dar elogios às crianças não é eficaz, mas elogiar as crianças da maneira certa pode aumentar sua auto-estima.

 

Elogie as crianças com elogios específicos e genuínos, que se concentrem mais no esforço que nos resultados (como obter notas diretas) ou em habilidades fixas (como a inteligência).

 

13. Deixe-os ouvir você falando positivamente sobre eles para os outros.

 

Outra maneira rápida e fácil de aumentar a confiança de uma criança é “acidentalmente” deixá-la ouvir você elogiando suas grandes realizações e esforços para os outros .

 

As crianças às vezes são céticas quando as elogiamos diretamente, mas ouvir você repetir esse elogio para outras pessoas o torna mais crível (e ainda mais significativo).

 

14. Resista a compará-los com os outros.

 

Evite comparar crianças com irmãos ou colegas de classe com perguntas como: "Por que você não pode se comportar como ele / ela?" Ou "Veja como sua irmã se sai bem na escola!"

 

E por que você não pode fazer isso?

 

Essas comparações fazem as crianças duvidarem de si mesmas, acreditarem que não podem agradá-lo ou atender às suas expectativas e, finalmente, perder a confiança.

 

15. Dê tarefas adequadas à idade em casa ou na sala de aula.

 

Quando as crianças realizam tarefas ou pequenos trabalhos , sentem que estão dando uma contribuição valiosa , o que lhes dá um senso de competência e confiança. 

 

Dê ao seu filho responsabilidades apropriadas para a idade, como arrumar a cama, alimentar o cachorro, arrumar a mesa, dobrar roupas, pegar brinquedos, etc.

 

Atribua tarefas aos alunos, como guardar materiais ou distribuir papéis. 

16. Cultive o sentimento de pertencimento 

 

Algo tão simples quanto pendurar retratos de família nas paredes de sua casa pode aumentar a confiança do seu filho!

 

Na sala de aula o professor pode pendurar fotos de seus alunos. Pode fazê-los criar autorretratos, desenhar bandeiras ou peças de quebra-cabeças que representam suas personalidades e interesses etc. e pendurá-las na sala de aula.

 

Isso dá às crianças um sentimento de pertencimento, aceitação e amor que, em última análise, ajudarão a aumentar sua confiança.

 

17. Deixe-os fazer escolhas adequadas à idade.

 

Como tarefas e tarefas especiais, as escolhas ajudam as crianças a se sentirem competentes e poderosas.

 

Permita que as crianças tomem decisões apropriadas à idade , como o que vestir, o que comer no café da manhã , que jogo jogar ou a cor a usar, onde ir a um passeio etc.  

 

Os professores podem criar escolhas na sala de aula, permitindo que os alunos tomem decisões sobre como demonstrarão o domínio de uma habilidade (mostre o que sabem sobre o clima desenhando uma figura, escrevendo uma música ou criando uma história) ou deixando a classe discutir e escolher certas livros ou atividades. 

 

18. Incentive-os a tentar coisas novas para desenvolver novas habilidades.

 

As crianças que não têm confiança geralmente evitam tentar coisas novas ou enfrentar novos desafios.

 

Incentive as crianças em sua vida a se ramificarem, experimentar novas atividades e desenvolver novas habilidades. Isso dá às crianças a confiança de que podem enfrentar qualquer coisa que surja no caminho.

 

19. Ajude-os a descobrir seus interesses e paixões.

 

Também é importante que as crianças descubram seus interesses e paixões.

 

Quando as crianças encontram o que gostam e se destacam, ganham confiança em si mesmas e em suas habilidades.

 

Crie oportunidades para seus filhos ou alunos experimentarem atividades que lhes interessem e apoiem esses empreendimentos.

 

 
Foto: Pixabay
 

20. Ajude-os a superar o medo do fracasso.

 

O medo do fracasso geralmente impede que as crianças façam o melhor e alcancem seu potencial máximo, o que pode naturalmente diminuir a confiança.

 

Ajude as crianças a superarem o medo do fracasso, ensinando-lhes que os erros são uma parte perfeitamente aceitável da vida e que as pessoas raramente alcançam o sucesso sem desafios e contratempos.  

 

21. Incentive-os a expressar seus sentimentos.

 

Quando você critica ou ignora os sentimentos de uma criança, ela pode sentir que suas emoções não importam e concluir que isso significa que ele também não importa.

 

Incentive as crianças a expressarem emoções positivas e negativas e ajude-as a falar sobre essas emoções de maneira saudável.

 

22. Verifique se eles sabem que você está chateado com as escolhas deles, não com quem eles são.

 

Ficar chateado com seus filhos ou alunos às vezes é inevitável, e você precisará oferecer críticas e consequências construtivas.

 

No entanto, deixe claro que está chateado com as escolhas ou ações da criança e  não com quem é a criança como pessoa. 

 

Direcione todas as críticas a essas ações, em vez de criticar a criança com declarações como: "Você é tão preguiçoso!" Ou "Por que você é tão desleixado?"

 

23. Cercá-los de pessoas positivas e confiantes (incluindo seus amigos).

 

Quanto mais uma criança se aproxima de indivíduos positivos e confiantes, mais provável é que ela se torne um indivíduo confiante e positivo.

 

Pais, deem a seu filho adultos que sejam bons exemplos e faça o possível para garantir que seus amigos sejam pessoas confiantes que elevam e incentivam seu filho, em vez de derrubá-lo.

 

Professores, sejam um modelo positivo e confiante para seus alunos e ensine-os a serem gentis e a se fortalecerem.

 
Foto: Pixabay

24. Crie um Mural da Fama para reconhecer suas realizações.

 

Em casa ou na sala de aula, você pode demonstrar seu orgulho e apreço pelas conquistas das crianças, criando um “Mural da Fama” que mostra conquistas como boas notas, projetos de arte, troféus ou certificados, fotos da criança participando de esportes ou outros atividades favoritas e muito mais.

 

Um mural da fama pode destacar o esforço e a determinação de uma criança, dando-lhe um impulso de confiança que pode ser especialmente útil em tempos de dúvida.

 

25. Regue-os com abraços!

 

O afeto físico comunica amor, aceitação e pertencimento, tornando as crianças felizes e confiantes.

 

Pais e professores de crianças pequenas podem dar às crianças  tapinhas nas costas, cafunés e muitos abraços para mostrar que são cuidados e valorizados.

 

A confiança molda tremendamente a vida de uma criança e é um dos presentes mais importantes que pais e professores podem dar a seus filhos.

 

Se não souber por onde começar, escolha algumas estratégias nesta lista para tentar implementar esta semana. Depois de dominá-las, tente mais algumas. 

 

Dê às crianças oportunidades de se sentirem capazes e competentes e demonstrem, através de palavras e ações, que elas são amadas e valorizadas.

 

Com o seu apoio, as crianças sob seus cuidados se tornarão indivíduos confiantes, felizes, bem-sucedidos e prósperos.

 

TAG filhosfamiliaMarcya Lira