Publicidade

Flavio Guimarães

Home > Opiniao > Flavio-guimaraes
Flavio Guimarães

Como fazer um currículo para o primeiro emprego

“O maior desafio que temos nesse momento é a tentativa de compensar a falta de experiência. Com isso, abaixo listei alguns fatores que podemos potencializar para alcançarmos esse objetivo”

Flávio Guimarães

flavioguimaraesjr@hotmail.com


A busca pelo primeiro emprego ainda é um grande mistério. Não somente para quem nunca teve experiência profissional, mas também para quem quer migrar de uma área para a outra, que querendo ou não, é um primeiro emprego também (porém, em outra área). Nesse processo, que mais parece um labirinto, muitos fatores complicam para que o(a) profissional alcance o seu objetivo:

 

- Como vai ter experiência se dificilmente a empresa aposta para testar a capacidade dele(a)?

 

- Será que um(a) profissional externo(a), mesmo que sem qualquer experiência, não pode contribuir muito com o processo? Quem está de fora do processo contínuo de todos os dias consegue ter uma observação mais ampla. Será que uma pessoa assim não poderia ser um apontador de erros, por exemplo? Ou uma pessoa que poderia contribuir para melhorar processos internos?

 

Enfim.

 

Mas para iniciar esse processo da busca pelo primeiro emprego, tudo começa pelo CURRÍCULO. Quando falamos nisso, a primeira pergunta que vêm à cabeça é “O QUE VOU COLOCAR NUM CURRÍCULO SE NÃO TENHO EXPERIÊNCIA ALGUMA?”. Ahaaaa, aí é que está.....Vamos descobrir como fazer?

 

O maior desafio que temos nesse momento é a tentativa de compensar a falta de experiência. Com isso, abaixo listei alguns fatores que podemos potencializar para alcançarmos esse objetivo:

 

ATIVIDADES VOLUNTÁRIAS VALEM?

 

Com toda a certeza. Projetos sociais, igrejas, ações de bairros, bazares, associações em geral, ONGs, eventos, festas, comissões de formatura, grêmios estudantis e etc, são alguns exemplos de trabalhos voluntários que podem ser potencializados na elaboração de um currículo para o primeiro emprego. Entre essas atividades voluntárias ou outras que você já exerceu durante algum período da vida, o que você fazia?

 

- Fazia compras de produtos ou serviço, ou qualquer outro tipo de negociação? Se sim, deve listar que possui capacidade prática de negociações, avaliação de qualidade de fornecedores, realização de pesquisas de mercado, controle de informações e afins. Além disso, a habilidade para negociações também pode mostrar que você é um(a) bom(boa) vendedor(a).

 

- Fazia pagamentos e controle de recebimentos? Se sim, o ideal é que potencialize a prática de contas a pagar e receber, que é uma prática ligada aos setores financeiro ou administrativo. Além disso, nessa atividade também podemos citar a realização de cobranças, a análise de custos e o controle de fluxo de caixa.

 

- Ajudava a organização eventos? Se sim, pode listar todos os detalhes de atividades desenvolvidas nessa organização: se fazia compras, se controlava a parte financeira, se avaliava desempenhos e resultados de outras pessoas envolvidas, se fazia contatos com fornecedores, se decidia sobre o layout e decorações, se fazia análises críticas, e etc. Todas essas rotinas podem ser descritas como experiência informal adquirida na prática. De uma forma ou outra, deixamos exposto que temos capacidade de exercer qualquer tipo de atividade como essas.

 

HABILIDADES PESSOAIS TAMBÉM CONTAM

 

As habilidades pessoais são fatores muito importantes para inserirmos no currículo do primeiro emprego. Você já listou todos os pontos que você fazia muito bem quando criança?

 

- Desenhos, montagens e desmontagens de brinquedos, por exemplo, mostram um bom poder de trabalhos operacionais ou técnicos. Se analisarmos a fundo essas ações veremos que, dentro delas, tem muitos detalhes a serem explorados para as descrições num currículo.

 

- Criação de cenários enquanto brincava, por exemplo, mostra um bom poder de criação, análises e críticas. Para cargos administrativos e de criações em geral são fatores comportamentais interessantes.

 

- Sentido de sempre liderar as outras crianças, por exemplo, mostra o poder de liderança e influência. Numa década que temos formado poucos executivos, essa capacidade pode ser fundamental para ter em um currículo de primeiro emprego.

 

- Ações que mostravam habilidade em comunicação, em escrita, em soluções de problemas sempre criando uma alternativa, por exemplo, mostra a capacidade de criação. Para trabalhos nas áreas de Marketing, Comunicação, Publicidade, Propaganda e afins, também são fatores positivos.

 

Essas ações são algumas das que você pode ter exercido durante a infância ou adolescência. Elas também podem contribuir muito para a tentativa de compensação da falta de experiência. Todos os fatores que citamos acima são habilidades que muitas empresas procuram e listar isso de forma ampla pode nos dar vantagens em relação a outros profissionais concorrentes. Dessa forma, precisamos listar o máximo de atividades possíveis, mesmo que diferentes das que estou citando aqui, para assim, criamos as descrições necessárias.

 

TRABALHOS NEGÓCIOS DE FAMÍLIA

 

Um trabalho informal em uma empresa da Família também é um fator que pode nos munir de informações para o currículo de primeiro emprego. As atividades desenvolvidas em uma padaria da Família, ou em uma drogaria, ou em um comércio de pequeno porte, são muitas. Precisamos buscar de forma detalhada tudo que fazíamos ou fazemos: se a habilidade maior foi ou é na área financeira, ou administrativa, ou de vendas, ou de entregas (processos logísticos), ou de cobranças a clientes inadimplentes, enfim.

 

E então? Você se identificou com algum ponto citado acima? Se sim, ótimo. Se não, ótimo também. Esses exemplos servem para nos balizarmos na tentativa de descobertas de atividades informais de qualquer natureza.

 

Flávio Guimarães é diretor da Guimarães Consultoria, Administrador de Empresas, Especializado em Negócios, Comportamento e Recursos Humanos, Articulista dos Jornais Bom Dia Amazônia e Jornal do Amazonas 1ª Edição, CBN Amazônia, Portal Amazônia e Consultor em Avaliação/Reelaboração Curricular.

 


Como fazer um currículo para o primeiro emprego

“O maior desafio que temos nesse momento é a tentativa de compensar a falta de experiência. Com isso, abaixo listei alguns fatores que podemos potencializar para alcançarmos esse objetivo”

Flávio Guimarães

flavioguimaraesjr@hotmail.com


A busca pelo primeiro emprego ainda é um grande mistério. Não somente para quem nunca teve experiência profissional, mas também para quem quer migrar de uma área para a outra, que querendo ou não, é um primeiro emprego também (porém, em outra área). Nesse processo, que mais parece um labirinto, muitos fatores complicam para que o(a) profissional alcance o seu objetivo:

 

- Como vai ter experiência se dificilmente a empresa aposta para testar a capacidade dele(a)?

 

- Será que um(a) profissional externo(a), mesmo que sem qualquer experiência, não pode contribuir muito com o processo? Quem está de fora do processo contínuo de todos os dias consegue ter uma observação mais ampla. Será que uma pessoa assim não poderia ser um apontador de erros, por exemplo? Ou uma pessoa que poderia contribuir para melhorar processos internos?

 

Enfim.

 

Mas para iniciar esse processo da busca pelo primeiro emprego, tudo começa pelo CURRÍCULO. Quando falamos nisso, a primeira pergunta que vêm à cabeça é “O QUE VOU COLOCAR NUM CURRÍCULO SE NÃO TENHO EXPERIÊNCIA ALGUMA?”. Ahaaaa, aí é que está.....Vamos descobrir como fazer?

 

O maior desafio que temos nesse momento é a tentativa de compensar a falta de experiência. Com isso, abaixo listei alguns fatores que podemos potencializar para alcançarmos esse objetivo:

 

ATIVIDADES VOLUNTÁRIAS VALEM?

 

Com toda a certeza. Projetos sociais, igrejas, ações de bairros, bazares, associações em geral, ONGs, eventos, festas, comissões de formatura, grêmios estudantis e etc, são alguns exemplos de trabalhos voluntários que podem ser potencializados na elaboração de um currículo para o primeiro emprego. Entre essas atividades voluntárias ou outras que você já exerceu durante algum período da vida, o que você fazia?

 

- Fazia compras de produtos ou serviço, ou qualquer outro tipo de negociação? Se sim, deve listar que possui capacidade prática de negociações, avaliação de qualidade de fornecedores, realização de pesquisas de mercado, controle de informações e afins. Além disso, a habilidade para negociações também pode mostrar que você é um(a) bom(boa) vendedor(a).

 

- Fazia pagamentos e controle de recebimentos? Se sim, o ideal é que potencialize a prática de contas a pagar e receber, que é uma prática ligada aos setores financeiro ou administrativo. Além disso, nessa atividade também podemos citar a realização de cobranças, a análise de custos e o controle de fluxo de caixa.

 

- Ajudava a organização eventos? Se sim, pode listar todos os detalhes de atividades desenvolvidas nessa organização: se fazia compras, se controlava a parte financeira, se avaliava desempenhos e resultados de outras pessoas envolvidas, se fazia contatos com fornecedores, se decidia sobre o layout e decorações, se fazia análises críticas, e etc. Todas essas rotinas podem ser descritas como experiência informal adquirida na prática. De uma forma ou outra, deixamos exposto que temos capacidade de exercer qualquer tipo de atividade como essas.

 

HABILIDADES PESSOAIS TAMBÉM CONTAM

 

As habilidades pessoais são fatores muito importantes para inserirmos no currículo do primeiro emprego. Você já listou todos os pontos que você fazia muito bem quando criança?

 

- Desenhos, montagens e desmontagens de brinquedos, por exemplo, mostram um bom poder de trabalhos operacionais ou técnicos. Se analisarmos a fundo essas ações veremos que, dentro delas, tem muitos detalhes a serem explorados para as descrições num currículo.

 

- Criação de cenários enquanto brincava, por exemplo, mostra um bom poder de criação, análises e críticas. Para cargos administrativos e de criações em geral são fatores comportamentais interessantes.

 

- Sentido de sempre liderar as outras crianças, por exemplo, mostra o poder de liderança e influência. Numa década que temos formado poucos executivos, essa capacidade pode ser fundamental para ter em um currículo de primeiro emprego.

 

- Ações que mostravam habilidade em comunicação, em escrita, em soluções de problemas sempre criando uma alternativa, por exemplo, mostra a capacidade de criação. Para trabalhos nas áreas de Marketing, Comunicação, Publicidade, Propaganda e afins, também são fatores positivos.

 

Essas ações são algumas das que você pode ter exercido durante a infância ou adolescência. Elas também podem contribuir muito para a tentativa de compensação da falta de experiência. Todos os fatores que citamos acima são habilidades que muitas empresas procuram e listar isso de forma ampla pode nos dar vantagens em relação a outros profissionais concorrentes. Dessa forma, precisamos listar o máximo de atividades possíveis, mesmo que diferentes das que estou citando aqui, para assim, criamos as descrições necessárias.

 

TRABALHOS NEGÓCIOS DE FAMÍLIA

 

Um trabalho informal em uma empresa da Família também é um fator que pode nos munir de informações para o currículo de primeiro emprego. As atividades desenvolvidas em uma padaria da Família, ou em uma drogaria, ou em um comércio de pequeno porte, são muitas. Precisamos buscar de forma detalhada tudo que fazíamos ou fazemos: se a habilidade maior foi ou é na área financeira, ou administrativa, ou de vendas, ou de entregas (processos logísticos), ou de cobranças a clientes inadimplentes, enfim.

 

E então? Você se identificou com algum ponto citado acima? Se sim, ótimo. Se não, ótimo também. Esses exemplos servem para nos balizarmos na tentativa de descobertas de atividades informais de qualquer natureza.

 

Flávio Guimarães é diretor da Guimarães Consultoria, Administrador de Empresas, Especializado em Negócios, Comportamento e Recursos Humanos, Articulista dos Jornais Bom Dia Amazônia e Jornal do Amazonas 1ª Edição, CBN Amazônia, Portal Amazônia e Consultor em Avaliação/Reelaboração Curricular.

 

TAG como enviar curriculocomo fazer curriculocurriculoempregovaga de empregoFlavio Guimaraesartigo