Publicidade

Dan Holanda

Home > Opiniao > Dan-holanda
Dan Holanda

Você sabe o que é magia?

Entenda como usar esse conhecimento natural a seu favor


A magia existe e é praticada desde tempos imemoriais.

 

Em eras remotas o homem já tinha uma relação de temor e admiração com os fenômenos naturais e, além disso, se conectava a essa energia na esperança de satisfazer suas necessidades pessoais ou as necessidades dos grupos onde estava inserido, buscando a cura de doenças, o afastamento de pragas e também estar mais próximo  de Deus ou dos deuses - uma conexão com o mundo etérico ou espiritual.

 

A magia é um meio de se conectar, entender e manipular os segredos da natureza . Sua prática visa ao desenvolvimento integral das faculdades internas espirituais e ocultas do homem, até que este tenha o domínio total sobre si mesmo e sobre os fatores da natureza.

 

Foto: Pixabay

Agora, muita atenção!!! Não confunda magia com ilusionismo!!!

 

Os filmes e seriados atribuem à magia um caráter totalmente fantástico e irreal. Ao contrário do que muitos imaginam, a magia é algo natural e inerente ao homem. Todos nós praticamos algum tipo de ritual magístico. 

 

Quem nunca acendeu uma vela e fez uma prece? Quem nunca bateu na madeira 3 x para “isolar” uma situação indesejada? Quem nunca fez o “sinal da cruz” ao sair de casa para se proteger de perigos? 

 

Perceba que os fenômenos de magia estão sempre ligados à força do pensamento de cada um. A ideia é que podemos utilizar nossas forças mentais para atingirmos qualquer objetivo. Assim, todo e qualquer desejo bem-intencionado recebe o nome de magia branca. Por outro lado, quando o objetivo for causar mal a alguém, denomina-se magia negra.

 

De acordo com a história, os magos, alquimistas ou bruxas antepassados descobriram que tinham a capacidade de influenciar a realidade ordinária dos acontecimentos manipulando as energias naturais para atingir um objetivo especifico com mais facilidade. Então eles observaram que ao aplicar uma intenção forte, com o pensamento focado, sobre algo, e ainda utilizando o apoio de alguns elementos como ervas, cristais, água e fogo, eles conseguiam resultados.

 

Observamos pela nossa história que o culto imposto ao Deus único (Deus de Abraão) quase matou as tradições de magia natural. As mulheres que rezavam e curavam com a ajuda das ervas e poções foram perseguidas e queimadas, assim como muitos magos.

 

Mas.... outros sobreviveram e mantiveram a transmissão de conhecimentos desses sistemas mágicos naturais. Conhecimentos esses que chegam de forma mais livre a nossa sociedade moderna. E, para falar um pouco mais sobre o assunto, eu convidei um Mago que está ministrando um curso de magia em Manaus: 

 

Júlio Novo é Sacerdote e Mago da Magia Divina e nos diz o seguinte: 

 

“A magia tem por função principal trazer cura em todos os níveis -  físico, mental e espiritual, e não serve só como ferramenta para vencer situações difíceis, mas serve também para trabalhar a prosperidade, abundância, bem estar, etc. A Magia Divina só pode ser usada para fazer o bem pois ela se apoia nos poderes e mistérios divinos que sustentam a vida, sendo a Magia Divina um refreador poderoso de magias negativas, pois quem a pratica, seja na sua forma iniciática ou profana, não tem a outorga para seu uso de forma invertida.” 

 

Foto: Divulgação

Ele explica que a Magia Divina iniciou em 1999, quando a magia ainda era apenas ensinada por ordens herméticas e quase inacessíveis. Ainda informa que a Magia Divina não requer conhecimento anterior e nem cobra religiosidade de ninguém, requer apenas o desejo de aprender e de fazer uso para o bem pessoal, familiar e social, onde o seu ensino-aprendizagem é baseado na prática eficiente e funcional num curto espaço de tempo, onde o praticante vai se apropriando dos meios e despertando as suas capacidades.

 

Júlio ainda completa dizendo que: “muitas brigas tiveram que ser travadas pelo meu Mestre Mago Rubem Saraceni, desde a descrença até os ataques verbais e por meio das mídias da época. Com paciência, resignação e persistência após o primeiro grau – a Magia das Velas ou das Sete Chamas Sagradas – Rubem Saraceni foi abrindo outros graus, 32 antes da sua transição, onde destes sou iniciado em 8 desses graus.”

 

A magia possibilita o seu uso com ou sem elementos, não tendo limites para o seu uso, não importa a hora, lugar ou vestimenta especial, bastando apenas que o seu praticante se coloque a disposição do seu sagrado e pronto.

 

A Magia Divina cura

A Magia Divina liberta

A Magia Divina desperta

A Magia Divina ensina

A Magia Divina eleva os padrões vibracionais do corpo, da mente e da alma.

 

Bom, espero ter contribuído com esse assunto para desmistificar um pouco essa questão.

 

Curtiu o tema? Tem dúvidas? Sugestões? Fale comigo ou com o Mago Júlio Novo através das nossas redes sociais: Intagram mestredanholanda e Instagram julio_novo.

 


Você sabe o que é magia?

Entenda como usar esse conhecimento natural a seu favor

Dan Holanda

daniel_holanda@hotmail.com


A magia existe e é praticada desde tempos imemoriais.

 

Em eras remotas o homem já tinha uma relação de temor e admiração com os fenômenos naturais e, além disso, se conectava a essa energia na esperança de satisfazer suas necessidades pessoais ou as necessidades dos grupos onde estava inserido, buscando a cura de doenças, o afastamento de pragas e também estar mais próximo  de Deus ou dos deuses - uma conexão com o mundo etérico ou espiritual.

 

A magia é um meio de se conectar, entender e manipular os segredos da natureza . Sua prática visa ao desenvolvimento integral das faculdades internas espirituais e ocultas do homem, até que este tenha o domínio total sobre si mesmo e sobre os fatores da natureza.

 

Foto: Pixabay

Agora, muita atenção!!! Não confunda magia com ilusionismo!!!

 

Os filmes e seriados atribuem à magia um caráter totalmente fantástico e irreal. Ao contrário do que muitos imaginam, a magia é algo natural e inerente ao homem. Todos nós praticamos algum tipo de ritual magístico. 

 

Quem nunca acendeu uma vela e fez uma prece? Quem nunca bateu na madeira 3 x para “isolar” uma situação indesejada? Quem nunca fez o “sinal da cruz” ao sair de casa para se proteger de perigos? 

 

Perceba que os fenômenos de magia estão sempre ligados à força do pensamento de cada um. A ideia é que podemos utilizar nossas forças mentais para atingirmos qualquer objetivo. Assim, todo e qualquer desejo bem-intencionado recebe o nome de magia branca. Por outro lado, quando o objetivo for causar mal a alguém, denomina-se magia negra.

 

De acordo com a história, os magos, alquimistas ou bruxas antepassados descobriram que tinham a capacidade de influenciar a realidade ordinária dos acontecimentos manipulando as energias naturais para atingir um objetivo especifico com mais facilidade. Então eles observaram que ao aplicar uma intenção forte, com o pensamento focado, sobre algo, e ainda utilizando o apoio de alguns elementos como ervas, cristais, água e fogo, eles conseguiam resultados.

 

Observamos pela nossa história que o culto imposto ao Deus único (Deus de Abraão) quase matou as tradições de magia natural. As mulheres que rezavam e curavam com a ajuda das ervas e poções foram perseguidas e queimadas, assim como muitos magos.

 

Mas.... outros sobreviveram e mantiveram a transmissão de conhecimentos desses sistemas mágicos naturais. Conhecimentos esses que chegam de forma mais livre a nossa sociedade moderna. E, para falar um pouco mais sobre o assunto, eu convidei um Mago que está ministrando um curso de magia em Manaus: 

 

Júlio Novo é Sacerdote e Mago da Magia Divina e nos diz o seguinte: 

 

“A magia tem por função principal trazer cura em todos os níveis -  físico, mental e espiritual, e não serve só como ferramenta para vencer situações difíceis, mas serve também para trabalhar a prosperidade, abundância, bem estar, etc. A Magia Divina só pode ser usada para fazer o bem pois ela se apoia nos poderes e mistérios divinos que sustentam a vida, sendo a Magia Divina um refreador poderoso de magias negativas, pois quem a pratica, seja na sua forma iniciática ou profana, não tem a outorga para seu uso de forma invertida.” 

 

Foto: Divulgação

Ele explica que a Magia Divina iniciou em 1999, quando a magia ainda era apenas ensinada por ordens herméticas e quase inacessíveis. Ainda informa que a Magia Divina não requer conhecimento anterior e nem cobra religiosidade de ninguém, requer apenas o desejo de aprender e de fazer uso para o bem pessoal, familiar e social, onde o seu ensino-aprendizagem é baseado na prática eficiente e funcional num curto espaço de tempo, onde o praticante vai se apropriando dos meios e despertando as suas capacidades.

 

Júlio ainda completa dizendo que: “muitas brigas tiveram que ser travadas pelo meu Mestre Mago Rubem Saraceni, desde a descrença até os ataques verbais e por meio das mídias da época. Com paciência, resignação e persistência após o primeiro grau – a Magia das Velas ou das Sete Chamas Sagradas – Rubem Saraceni foi abrindo outros graus, 32 antes da sua transição, onde destes sou iniciado em 8 desses graus.”

 

A magia possibilita o seu uso com ou sem elementos, não tendo limites para o seu uso, não importa a hora, lugar ou vestimenta especial, bastando apenas que o seu praticante se coloque a disposição do seu sagrado e pronto.

 

A Magia Divina cura

A Magia Divina liberta

A Magia Divina desperta

A Magia Divina ensina

A Magia Divina eleva os padrões vibracionais do corpo, da mente e da alma.

 

Bom, espero ter contribuído com esse assunto para desmistificar um pouco essa questão.

 

Curtiu o tema? Tem dúvidas? Sugestões? Fale comigo ou com o Mago Júlio Novo através das nossas redes sociais: Intagram mestredanholanda e Instagram julio_novo.

 

TAG Dan Holandaautoconhecimentoo que e magiamagia