Publicidade

Dan Holanda

Home > Opiniao > Dan-holanda
Dan Holanda

Plantas de poder

“As plantas são nossas irmãs, pois fazem parte da teia da vida, sempre ampararam a humanidade de inúmeras formas, desde alimentação até a medicina”


Olá, buscadores!

 

No artigo passado falamos do poder e da beleza dos cristais, um dos grandes presentes da natureza para a nossa cura. Hoje será a vez de abordarmos o PODER DAS PLANTAS! Elas podem te ajudar a entrar o ano novo vibrando saúde, harmonia e prosperidade.

 

As plantas são nossas irmãs, pois fazem parte da teia da vida, sempre ampararam a humanidade de inúmeras formas, desde alimentação até a medicina. Estão por todos os lugares e todo mundo tem uma história para contar relacionada aos poderes das plantas ou das ervas. Algumas servem para equilibrar o ambiente e a nós mesmos, outras têm propriedades curativas, outras conhecidas como plantas mestras, que tem o poder de expandir nossa consciência nos fazendo acessar conteúdos inconscientes.

 

Chacrona. Foto: Reprodução

 

As ervas vem sendo utilizadas desde os tempos ancestrais para o benefício da humanidade. Algumas são capazes de aliviar a dor, facilitar a digestão e fortalecer o sistema imunológico. Outras são utilizadas para afastar energias ruins ou atrair sorte. Quem nunca passou por uma benzedeira quando criança? Ou até mesmo depois de adulto? 

 

A verdade é que todas as ervas tem um campo vibratório particular e nós podemos nos beneficiar trazendo esse campo vibratório vegetal para o nosso campo vibratório pessoal. É isso que fazemos quando tomamos um banho de ervas. Banhos de ervas são especialmente populares, não é verdade? Quem nunca?

 

Seguinte...vou te contar como funciona o mecanismo de ação desses banhos. Dois elementos básicos são utilizados: a água e a erva. A água é um armazenador energético perfeito. Já foi comprovada que suas moléculas se alteram com a força do pensamento ou das palavras. Perceba que em todas as tradições religiosas se usa a água para transmitir alguma coisa: água do batismo, água benta, água fluidificada das casas espiritas, água nos banhos de ervas das casas de umbanda. Então, a água é utilizada para captar a energia das ervas e, feito isso, transferir essa energia através do banho para o campo da pessoa que necessita daquela qualidade energética para se harmonizar.

 

É exatamente assim que funciona o mecanismo de ação desses banhos. Não tem nada de místico, mágico e muito menos pecaminoso.

 

Temos, por exemplo os banhos feitos com arruda que são utilizados para limpeza energética. Temos os banhos feitos com alecrim que trazem vitalidade, alegria e clareza mental. Temos os banhos com alfazema ou lavanda que trazem tranquilidade e assim por diante. E viva a sabedoria popular das velhas senhoras!

 

Você pode ter acesso as propriedades energéticas das plantas através do uso de chás, banhos, vaporização, defumação ou mesmo se conectando diretamente a planta.

 

Já as plantas de poder, essas são usadas dentro de algumas cerimônias xamânicas. Elas também são chamadas de plantas mestras. Essas plantas quando utilizadas de forma correta e orientada por pessoas sérias funcionam como expansores de consciência, ou seja, nos levam a estados alterados de consciência, quando podemos acessar conteúdos até então inconscientes ou até mesmo interagir com a dimensão espiritual. São boas ferramentas que nos auxiliam na busca de autoconhecimento. 

 

Todas as plantas utilizadas no meio xamânico possuem uma medicina e são consideradas sagradas. Na verdade, para o xamanismo, toda forma de vida é sagrada e deve ser honrada. 

 

As plantas de poder mais conhecidas e utilizadas no xamanismo são: O Tabaco (orgânico – sem nenhum aditivo químico – o vício do cigarro não é aceito); a Chacrona e o Jagube (que compõe a Ayahuasca); o Peyote  (é um cacto originário da América Central); o Wachuma ou San Pedro (é um cacto originário da região dos Andes e é utilizada para cura e experiências visionárias e adivinhatórias, assim como a Ayahuasca e o Peyote);  a Jurema (também conhecida como Jurema-preta, que é feita com a raiz desta árvore e utilizada tradicionalmente para fins medicinais e em cerimônias religiosas).

 

 
Mariri Jagube. Foto: Reprodução
   
Peyote. Foto: Reprodução

Wachuma cactus. Foto: Reprodução

 

Para finalizar deixo aqui a receitinha de alguns banhos mágicos para entrar 2020 com o pé direito:

 

Banho de arruda – a vibração energética da arruda dissolve energias densas e miasmas astrais limpando o seu campo energético.

 

Como fazer: macere (com a mão ou em um processador) um ou dois galhos de arruda, acrescente água limpa, leve para o banheiro e jogue do pescoço para baixo mentalizado sua limpeza energética, depois tome banho com sabonete normalmente.

 

Banho de manjericão – Esse banho vai repor a energia do seu campo vibracional pessoal, além de acalmar e melhorar o sono.

 

Como fazer: macere (com a mão ou em um processador) um ou dois galhos de manjericão, acrescente 2 gotas de óleo essencial de lavanda, água limpa, leve para o banheiro e jogue molhando a cabeça. Tome esse banho depois do banho de limpeza energética. É ótimo para tomar antes de dormir.

 

É isso!

Salve o reino vegetal!

Aho!

 

Quer saber mais? Me encontre no insta: mestredanholanda.

 

   

Plantas de poder

“As plantas são nossas irmãs, pois fazem parte da teia da vida, sempre ampararam a humanidade de inúmeras formas, desde alimentação até a medicina”

Dan Holanda

daniel_holanda@hotmail.com


Olá, buscadores!

 

No artigo passado falamos do poder e da beleza dos cristais, um dos grandes presentes da natureza para a nossa cura. Hoje será a vez de abordarmos o PODER DAS PLANTAS! Elas podem te ajudar a entrar o ano novo vibrando saúde, harmonia e prosperidade.

 

As plantas são nossas irmãs, pois fazem parte da teia da vida, sempre ampararam a humanidade de inúmeras formas, desde alimentação até a medicina. Estão por todos os lugares e todo mundo tem uma história para contar relacionada aos poderes das plantas ou das ervas. Algumas servem para equilibrar o ambiente e a nós mesmos, outras têm propriedades curativas, outras conhecidas como plantas mestras, que tem o poder de expandir nossa consciência nos fazendo acessar conteúdos inconscientes.

 

Chacrona. Foto: Reprodução

 

As ervas vem sendo utilizadas desde os tempos ancestrais para o benefício da humanidade. Algumas são capazes de aliviar a dor, facilitar a digestão e fortalecer o sistema imunológico. Outras são utilizadas para afastar energias ruins ou atrair sorte. Quem nunca passou por uma benzedeira quando criança? Ou até mesmo depois de adulto? 

 

A verdade é que todas as ervas tem um campo vibratório particular e nós podemos nos beneficiar trazendo esse campo vibratório vegetal para o nosso campo vibratório pessoal. É isso que fazemos quando tomamos um banho de ervas. Banhos de ervas são especialmente populares, não é verdade? Quem nunca?

 

Seguinte...vou te contar como funciona o mecanismo de ação desses banhos. Dois elementos básicos são utilizados: a água e a erva. A água é um armazenador energético perfeito. Já foi comprovada que suas moléculas se alteram com a força do pensamento ou das palavras. Perceba que em todas as tradições religiosas se usa a água para transmitir alguma coisa: água do batismo, água benta, água fluidificada das casas espiritas, água nos banhos de ervas das casas de umbanda. Então, a água é utilizada para captar a energia das ervas e, feito isso, transferir essa energia através do banho para o campo da pessoa que necessita daquela qualidade energética para se harmonizar.

 

É exatamente assim que funciona o mecanismo de ação desses banhos. Não tem nada de místico, mágico e muito menos pecaminoso.

 

Temos, por exemplo os banhos feitos com arruda que são utilizados para limpeza energética. Temos os banhos feitos com alecrim que trazem vitalidade, alegria e clareza mental. Temos os banhos com alfazema ou lavanda que trazem tranquilidade e assim por diante. E viva a sabedoria popular das velhas senhoras!

 

Você pode ter acesso as propriedades energéticas das plantas através do uso de chás, banhos, vaporização, defumação ou mesmo se conectando diretamente a planta.

 

Já as plantas de poder, essas são usadas dentro de algumas cerimônias xamânicas. Elas também são chamadas de plantas mestras. Essas plantas quando utilizadas de forma correta e orientada por pessoas sérias funcionam como expansores de consciência, ou seja, nos levam a estados alterados de consciência, quando podemos acessar conteúdos até então inconscientes ou até mesmo interagir com a dimensão espiritual. São boas ferramentas que nos auxiliam na busca de autoconhecimento. 

 

Todas as plantas utilizadas no meio xamânico possuem uma medicina e são consideradas sagradas. Na verdade, para o xamanismo, toda forma de vida é sagrada e deve ser honrada. 

 

As plantas de poder mais conhecidas e utilizadas no xamanismo são: O Tabaco (orgânico – sem nenhum aditivo químico – o vício do cigarro não é aceito); a Chacrona e o Jagube (que compõe a Ayahuasca); o Peyote  (é um cacto originário da América Central); o Wachuma ou San Pedro (é um cacto originário da região dos Andes e é utilizada para cura e experiências visionárias e adivinhatórias, assim como a Ayahuasca e o Peyote);  a Jurema (também conhecida como Jurema-preta, que é feita com a raiz desta árvore e utilizada tradicionalmente para fins medicinais e em cerimônias religiosas).

 

 
Mariri Jagube. Foto: Reprodução
   
Peyote. Foto: Reprodução

Wachuma cactus. Foto: Reprodução

 

Para finalizar deixo aqui a receitinha de alguns banhos mágicos para entrar 2020 com o pé direito:

 

Banho de arruda – a vibração energética da arruda dissolve energias densas e miasmas astrais limpando o seu campo energético.

 

Como fazer: macere (com a mão ou em um processador) um ou dois galhos de arruda, acrescente água limpa, leve para o banheiro e jogue do pescoço para baixo mentalizado sua limpeza energética, depois tome banho com sabonete normalmente.

 

Banho de manjericão – Esse banho vai repor a energia do seu campo vibracional pessoal, além de acalmar e melhorar o sono.

 

Como fazer: macere (com a mão ou em um processador) um ou dois galhos de manjericão, acrescente 2 gotas de óleo essencial de lavanda, água limpa, leve para o banheiro e jogue molhando a cabeça. Tome esse banho depois do banho de limpeza energética. É ótimo para tomar antes de dormir.

 

É isso!

Salve o reino vegetal!

Aho!

 

Quer saber mais? Me encontre no insta: mestredanholanda.

 

   

TAG plantaplantas medicinaisplantas amazonicasDan Holandaautoconhecimentonaturezaartigo