Publicidade

Dan Holanda

Home > Opiniao > Dan-holanda
Dan Holanda

Mandalas: um mergulho na intuição e na cura interior

As mandalas são formas geométricas que representam as relações entre o ser humano e o Cosmo


“Dessa forma a mandala age para oferecer direcionamento para o seu momento de vida, te fazer ver aquilo que precisa ser visto e entender aquilo que precisa ser entendido para que assim você possa tomar decisões de vida mais acertadas e seguras."

 

Você já ouviu falar em mandalas? Hoje eu vou apresentar a vocês o poder das mandalas como um instrumento no processo de cura e iluminação íntima.

 

As mandalas são formas geométricas que representam as relações entre o ser humano e o Cosmo. A forma circular simboliza a proteção e o mundo interior, remete a segurança do ventre materno, é algo como uma linha protetora que delimita o mundo racional do mundo intuitivo e mágico. 

 

Foto: Divulgação

Criar uma Mandala, é abrir um espaço sagrado próprio, um lugar de proteção, um ponto de transcendência onde possam atuar de forma mais livre e curativa os nossos aspectos emocionais, mentais e espirituais.


O objetivo da mandala é servir como uma ferramenta na nossa jornada espiritual, pois simboliza ordem cósmica e psíquica e são verdadeiros portais para outras dimensões. 

 

A utilização das mandalas para fins de cura e autoconhecimento vem de tempos remotos e podem ser vistas nas mais diferentes culturas. Os índios navajos, por exemplo, utilizavam mandalas para curar e devolver a harmonia; na Índia e no Tibet, podemos ver as mandalas sendo utilizadas em ritos mágicos, nas estruturas dos templos ou como condutoras para se atingir certos estados meditativos.

 

“As mandalas, quando energeticamente ativadas, são instrumentos poderosos que nos trazem clareza sobre conteúdos inconscientes e nos ajudam a trilhar um caminho mais claro e seguro, a tomar decisões mais acertadas em nossas vidas.”

 

Foto: Divulgação

Durante os processos intuitivos impulsionados pela energia das mandalas você pode acessar uma resposta para o seu momento de vida de forma clara e direta, sem o uso do racional. É isso que chamamos de processos intuitivos. 

 

Existe diferentes tipos de mandalas e que possuem diferentes formas de serem trabalhadas em um processo terapêutico. Aqui tratamos mais especificamente das mandalas energéticas e em especial as utilizadas dentro dos processos terapêuticos xamânicos.

 

As mandalas ou roda de cura xamânicas também são estruturas circulares que contém todo um universo de informações em seu interior, mas não é só isso, essas mandalas são portais energéticos que nos transportam a dimensões paralelas.

 

No momento em que abrimos e principalmente entramos e caminhamos em uma mandala xamânica somos automaticamente levados a um estado de percepção intuitivo extremamente ampliado de nossa realidade atual. Nesse momento podemos acessar, de forma clara, conteúdos escondidos em nossa alma e obter respostas e direcionamentos para nossa vida. 

 

Dessa forma a mandala age para oferecer direcionamento para o seu momento de vida, te fazer ver aquilo que precisa ser visto e entender aquilo que precisa ser entendido para que assim você possa tomar decisões de vida mais acertadas e seguras. 

 

Foto: Divulgação

Agora me conta! Você já teve alguma experiência com mandalas? Já entrou no círculo energético mobilizado pela mandala? Já sentiu, alguma vez, os benefícios dessa terapia?

 

Dan Holanda

Insta: mestredanholanda / espacopremamanaus

Email: espacopremamanaus@gmail.com

 

     

Mandalas: um mergulho na intuição e na cura interior

As mandalas são formas geométricas que representam as relações entre o ser humano e o Cosmo

Dan Holanda

daniel_holanda@hotmail.com


“Dessa forma a mandala age para oferecer direcionamento para o seu momento de vida, te fazer ver aquilo que precisa ser visto e entender aquilo que precisa ser entendido para que assim você possa tomar decisões de vida mais acertadas e seguras."

 

Você já ouviu falar em mandalas? Hoje eu vou apresentar a vocês o poder das mandalas como um instrumento no processo de cura e iluminação íntima.

 

As mandalas são formas geométricas que representam as relações entre o ser humano e o Cosmo. A forma circular simboliza a proteção e o mundo interior, remete a segurança do ventre materno, é algo como uma linha protetora que delimita o mundo racional do mundo intuitivo e mágico. 

 

Foto: Divulgação

Criar uma Mandala, é abrir um espaço sagrado próprio, um lugar de proteção, um ponto de transcendência onde possam atuar de forma mais livre e curativa os nossos aspectos emocionais, mentais e espirituais.


O objetivo da mandala é servir como uma ferramenta na nossa jornada espiritual, pois simboliza ordem cósmica e psíquica e são verdadeiros portais para outras dimensões. 

 

A utilização das mandalas para fins de cura e autoconhecimento vem de tempos remotos e podem ser vistas nas mais diferentes culturas. Os índios navajos, por exemplo, utilizavam mandalas para curar e devolver a harmonia; na Índia e no Tibet, podemos ver as mandalas sendo utilizadas em ritos mágicos, nas estruturas dos templos ou como condutoras para se atingir certos estados meditativos.

 

“As mandalas, quando energeticamente ativadas, são instrumentos poderosos que nos trazem clareza sobre conteúdos inconscientes e nos ajudam a trilhar um caminho mais claro e seguro, a tomar decisões mais acertadas em nossas vidas.”

 

Foto: Divulgação

Durante os processos intuitivos impulsionados pela energia das mandalas você pode acessar uma resposta para o seu momento de vida de forma clara e direta, sem o uso do racional. É isso que chamamos de processos intuitivos. 

 

Existe diferentes tipos de mandalas e que possuem diferentes formas de serem trabalhadas em um processo terapêutico. Aqui tratamos mais especificamente das mandalas energéticas e em especial as utilizadas dentro dos processos terapêuticos xamânicos.

 

As mandalas ou roda de cura xamânicas também são estruturas circulares que contém todo um universo de informações em seu interior, mas não é só isso, essas mandalas são portais energéticos que nos transportam a dimensões paralelas.

 

No momento em que abrimos e principalmente entramos e caminhamos em uma mandala xamânica somos automaticamente levados a um estado de percepção intuitivo extremamente ampliado de nossa realidade atual. Nesse momento podemos acessar, de forma clara, conteúdos escondidos em nossa alma e obter respostas e direcionamentos para nossa vida. 

 

Dessa forma a mandala age para oferecer direcionamento para o seu momento de vida, te fazer ver aquilo que precisa ser visto e entender aquilo que precisa ser entendido para que assim você possa tomar decisões de vida mais acertadas e seguras. 

 

Foto: Divulgação

Agora me conta! Você já teve alguma experiência com mandalas? Já entrou no círculo energético mobilizado pela mandala? Já sentiu, alguma vez, os benefícios dessa terapia?

 

Dan Holanda

Insta: mestredanholanda / espacopremamanaus

Email: espacopremamanaus@gmail.com

 

     

TAG autoconhecimentosaude mentalmandalasxamanismoDan Holanda