Publicidade

André Torbey

Home > Opiniao > Andre-torbey
André Torbey

Tem idade para empreender?

Pessoas mais novas estão mais propensas a ter melhores resultados? As pessoas mais velhas só empreendem por necessidade?

André Torbey

torbey.andre@gmail.com


Não sei você, mas por muito tempo eu associei empreendedorismo com pessoas mais jovens e que estivessem empreendendo em áreas relacionadas com tecnologia. Talvez o espectro da minha observação fosse muito limitado e isso influenciava diretamente nessa percepção. 

 

A provocação de hoje está relacionada a esse questionamento, será que existe uma idade indicada para quem quer empreender? Pessoas mais novas estão mais propensas a ter melhores resultados? As pessoas mais velhas só empreendem por necessidade? 

 

Segundo dados do Sebrae, no Brasil os empreendedores acima de 35 anos representam mais de 57% do total de empreendedores. Outro dado relacionado é que os jovens empreendedores (com idade até 34 anos) representam a maior fatia dos novos negócios enquanto os que estão com mais de 34 anos dominam a fatia dos negócios mais estabilizados. 

 

Em um estudo realizado pelo MIT, fizeram a ponte para identificar a relação entre a idade e o sucesso no empreendedorismo. E para a surpresa de alguns, eles concluíram que a experiência conta muito. Empreendedores mais velhos tiveram a oportunidade de aprender mais, tiveram mais experiências profissionais e puderam desenvolver uma rede de contatos mais sólida. 

 

Outro fato importante, pessoas mais velhas tendem a empreender em negócios/áreas que já dominam de alguma forma. Não se arriscam só apenas pela oportunidade.

 

Volto na primeira pergunta: existe uma idade certa para empreender? 

 

Eu diria que não. Podemos dizer que hoje os jovens tanto pela necessidade quanto pela coragem estão tomando decisões mais arriscadas. Enquanto que a frustração, também somada à necessidade tem feito pessoas mais velhas buscarem diferentes fontes de renda. 

 

O que não muda para nenhuma das faixas etárias é a importância de analisar bem as possibilidades, buscar planejar o máximo possível e desenvolver estratégias para a estabilização do negócio. 

 

Quem sabe, com toda essa discussão sobre a nova previdência surjam também maiores incentivos para o empreendedorismo em idades mais avançadas ao invés da ideia de você trabalhar para alguém para sempre até o fim dos seus dias. 

 

Ficamos na expectativa, esse é o jeito baré de empreender. 

 


Tem idade para empreender?

Pessoas mais novas estão mais propensas a ter melhores resultados? As pessoas mais velhas só empreendem por necessidade?

André Torbey

torbey.andre@gmail.com


Não sei você, mas por muito tempo eu associei empreendedorismo com pessoas mais jovens e que estivessem empreendendo em áreas relacionadas com tecnologia. Talvez o espectro da minha observação fosse muito limitado e isso influenciava diretamente nessa percepção. 

 

A provocação de hoje está relacionada a esse questionamento, será que existe uma idade indicada para quem quer empreender? Pessoas mais novas estão mais propensas a ter melhores resultados? As pessoas mais velhas só empreendem por necessidade? 

 

Segundo dados do Sebrae, no Brasil os empreendedores acima de 35 anos representam mais de 57% do total de empreendedores. Outro dado relacionado é que os jovens empreendedores (com idade até 34 anos) representam a maior fatia dos novos negócios enquanto os que estão com mais de 34 anos dominam a fatia dos negócios mais estabilizados. 

 

Em um estudo realizado pelo MIT, fizeram a ponte para identificar a relação entre a idade e o sucesso no empreendedorismo. E para a surpresa de alguns, eles concluíram que a experiência conta muito. Empreendedores mais velhos tiveram a oportunidade de aprender mais, tiveram mais experiências profissionais e puderam desenvolver uma rede de contatos mais sólida. 

 

Outro fato importante, pessoas mais velhas tendem a empreender em negócios/áreas que já dominam de alguma forma. Não se arriscam só apenas pela oportunidade.

 

Volto na primeira pergunta: existe uma idade certa para empreender? 

 

Eu diria que não. Podemos dizer que hoje os jovens tanto pela necessidade quanto pela coragem estão tomando decisões mais arriscadas. Enquanto que a frustração, também somada à necessidade tem feito pessoas mais velhas buscarem diferentes fontes de renda. 

 

O que não muda para nenhuma das faixas etárias é a importância de analisar bem as possibilidades, buscar planejar o máximo possível e desenvolver estratégias para a estabilização do negócio. 

 

Quem sabe, com toda essa discussão sobre a nova previdência surjam também maiores incentivos para o empreendedorismo em idades mais avançadas ao invés da ideia de você trabalhar para alguém para sempre até o fim dos seus dias. 

 

Ficamos na expectativa, esse é o jeito baré de empreender. 

 

TAG dicas para empreenderEmpreendedorismoandre torbey