Publicidade

André Torbey

Home > Opiniao > Andre-torbey
André Torbey

Saiba as principais vantagens que você pode ter como Microempreendedor Individual

“Por muito tempo existia aquela desculpa de não registrar o negócio porque era muita dificultoso. Mas isso tem mudado nos últimos anos”

André Torbey

torbey.andre@gmail.com


Para quem não sabe, nesta sexta-feira (31) encerra o prazo para a entrega da Declaração Anual do Simples Nacional. Como é comum no nosso país, muita gente acaba deixando para a última hora e correndo o risco de não ter tempo hábil para enviar a declaração. Tal documentação precisa ser regularizada, também, pelo Microempreendedor Individual (MEI).

 

Já falei várias vezes e devo continuar falando sobre isso em outras postagens: ter um registro regular e em dias com as obrigações sociais pode ser uma alavanca para tornar o seu negócio cada vez mais rentável. Infelizmente, muita gente tem uma visão errada sobre isso. Prefere manter o negócio na clandestinidade do que pagar os tributos. 

 

De forma prática, vou listar as principais vantagens que você pode ter como MEI:

 

  • Menos burocracia e menos custos. Para quem não sabe, todo o processo de abertura de MEI é gratuito, não sai nada do seu bolso;
  • Rapidez! Em 15 minutos você preenche um formulário totalmente online e ao final já tem o numero do seu CNPJ;
  • Despesas mensais baixas para manutenção do registro. Dependendo do tipo de atividade que você exercerá, o custo mensal fica próximo a cinquenta reais;
  • Não precisa contratar um contador. Dá para fazer tudo por conta própria;
  • Você passa a contar com vários benéficos da Previdência Social;
  • Possibilidade de ter acesso a capital externo (empréstimo e financiamentos), seja por meio de bancos ou agências de fomento. 

 

Legal, né? Ainda existem inúmeras outras vantagens em ter um negócio regular. Por muito tempo existia aquela desculpa de não registrar o negócio porque era muita dificultoso. Mas isso tem mudado nos últimos anos. Ou seja, essa desculpa não cola mais. 

 

Vale ressaltar a importância de manter os registros das vendas e serviços prestados e assim facilitar a confecção da declaração. E, claro, não deixar para o último minuto. Declarações feitas após o prazo deverão multa e juros. 

 

Um negócio com registro gera mais credibilidade junto aos clientes, lembre-se disso. 

 

Mais informações você encontra no Portal do Empreendedor (https://portaldoempreendedor.gov.br).

 

Esse é o jeito baré de empreender.

 

     

Saiba as principais vantagens que você pode ter como Microempreendedor Individual

“Por muito tempo existia aquela desculpa de não registrar o negócio porque era muita dificultoso. Mas isso tem mudado nos últimos anos”

André Torbey

torbey.andre@gmail.com


Para quem não sabe, nesta sexta-feira (31) encerra o prazo para a entrega da Declaração Anual do Simples Nacional. Como é comum no nosso país, muita gente acaba deixando para a última hora e correndo o risco de não ter tempo hábil para enviar a declaração. Tal documentação precisa ser regularizada, também, pelo Microempreendedor Individual (MEI).

 

Já falei várias vezes e devo continuar falando sobre isso em outras postagens: ter um registro regular e em dias com as obrigações sociais pode ser uma alavanca para tornar o seu negócio cada vez mais rentável. Infelizmente, muita gente tem uma visão errada sobre isso. Prefere manter o negócio na clandestinidade do que pagar os tributos. 

 

De forma prática, vou listar as principais vantagens que você pode ter como MEI:

 

  • Menos burocracia e menos custos. Para quem não sabe, todo o processo de abertura de MEI é gratuito, não sai nada do seu bolso;
  • Rapidez! Em 15 minutos você preenche um formulário totalmente online e ao final já tem o numero do seu CNPJ;
  • Despesas mensais baixas para manutenção do registro. Dependendo do tipo de atividade que você exercerá, o custo mensal fica próximo a cinquenta reais;
  • Não precisa contratar um contador. Dá para fazer tudo por conta própria;
  • Você passa a contar com vários benéficos da Previdência Social;
  • Possibilidade de ter acesso a capital externo (empréstimo e financiamentos), seja por meio de bancos ou agências de fomento. 

 

Legal, né? Ainda existem inúmeras outras vantagens em ter um negócio regular. Por muito tempo existia aquela desculpa de não registrar o negócio porque era muita dificultoso. Mas isso tem mudado nos últimos anos. Ou seja, essa desculpa não cola mais. 

 

Vale ressaltar a importância de manter os registros das vendas e serviços prestados e assim facilitar a confecção da declaração. E, claro, não deixar para o último minuto. Declarações feitas após o prazo deverão multa e juros. 

 

Um negócio com registro gera mais credibilidade junto aos clientes, lembre-se disso. 

 

Mais informações você encontra no Portal do Empreendedor (https://portaldoempreendedor.gov.br).

 

Esse é o jeito baré de empreender.

 

     

TAG meimicro empreendedor individualSebrae Amazonasandre torbeyartigoEmpreendedorismodicas para empreender