Publicidade

André Torbey

Empreender é uma ação democrática

"A grande verdade é que o resultado vem mesmo da boa e velha “mão na massa”. Sem esforço, dificilmente você vai ter resultado"

André Torbey

torbey.andre@gmail.com


Quando eu estava na faculdade, de administração, em 2008, lembro que os primeiros professores sempre pediam aos alunos para que se apresentassem e falassem o motivo de terem escolhido aquele curso.

Alguns diziam que queriam abrir um negócio, outros que viam oportunidades no mercado de trabalho, alguns poucos falavam que os pais já tinham uma empresa e que queriam aprender a gerenciar e melhorar os números da empresa. E alguns poucos estavam perdidos e na dúvida, escolheram um curso mais generalista que depois poderia abrir algumas opções, me incluo nesse grupo.

A verdade é que naquela época eu não sabia bem o que eu queria. Talvez o curso de administração fosse a escolha mais simples para entrar em uma faculdade pública, talvez eu me enxergasse fazendo carreira no mercado financeiro, mas com certeza, nem se passava na minha cabeça que eu seria empresário ou que um dia iria escrever sobre empreendedorismo.
 
 
Foto: Divulgação 
E hoje, enxergo que o empreendedorismo é uma das ações mais democráticas em nossa região. Afinal de contas, mesmo com alguns privilégios, os resultados não vêm por osmose ou por genética. É fundamental colocar a mão na massa. 

E aqui abro parênteses para falar com você que acha que empreender só funciona para quem já nasce em berço esplêndido.

Até concordo que para alguns é mais fácil empreender se a genética for favorável (se alguém na família já tiver tido um negócio bem-sucedido antes). Ou se os pais estiverem incentivando ou, ainda, se for o caso de pegar uma empresa que já existe e o foco for na melhora dos indicadores. 

A grande verdade é que o resultado vem mesmo da boa e velha “mão na massa”. Sem esforço, dificilmente você vai ter resultado. Seria contar com a sorte e nem sempre ela vai estar do seu lado.

Por isso eu digo que empreender é democrático, está nas mãos de cada um. Basta correr atrás. Na verdade, basta planejar, fazer, analisar, realinhar e continuar fazendo.

Parece simples, não é?

O que você pode começar a fazer hoje, que ainda não fez, para o seu negócio engrenar? 

Não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje, esse é o jeito baré de empreender.
 

André Torbey

Home > Opiniao > Andre-torbey

Empreender é uma ação democrática

"A grande verdade é que o resultado vem mesmo da boa e velha “mão na massa”. Sem esforço, dificilmente você vai ter resultado"

André Torbey

torbey.andre@gmail.com


Quando eu estava na faculdade, de administração, em 2008, lembro que os primeiros professores sempre pediam aos alunos para que se apresentassem e falassem o motivo de terem escolhido aquele curso.

Alguns diziam que queriam abrir um negócio, outros que viam oportunidades no mercado de trabalho, alguns poucos falavam que os pais já tinham uma empresa e que queriam aprender a gerenciar e melhorar os números da empresa. E alguns poucos estavam perdidos e na dúvida, escolheram um curso mais generalista que depois poderia abrir algumas opções, me incluo nesse grupo.

A verdade é que naquela época eu não sabia bem o que eu queria. Talvez o curso de administração fosse a escolha mais simples para entrar em uma faculdade pública, talvez eu me enxergasse fazendo carreira no mercado financeiro, mas com certeza, nem se passava na minha cabeça que eu seria empresário ou que um dia iria escrever sobre empreendedorismo.
 
 
Foto: Divulgação 
E hoje, enxergo que o empreendedorismo é uma das ações mais democráticas em nossa região. Afinal de contas, mesmo com alguns privilégios, os resultados não vêm por osmose ou por genética. É fundamental colocar a mão na massa. 

E aqui abro parênteses para falar com você que acha que empreender só funciona para quem já nasce em berço esplêndido.

Até concordo que para alguns é mais fácil empreender se a genética for favorável (se alguém na família já tiver tido um negócio bem-sucedido antes). Ou se os pais estiverem incentivando ou, ainda, se for o caso de pegar uma empresa que já existe e o foco for na melhora dos indicadores. 

A grande verdade é que o resultado vem mesmo da boa e velha “mão na massa”. Sem esforço, dificilmente você vai ter resultado. Seria contar com a sorte e nem sempre ela vai estar do seu lado.

Por isso eu digo que empreender é democrático, está nas mãos de cada um. Basta correr atrás. Na verdade, basta planejar, fazer, analisar, realinhar e continuar fazendo.

Parece simples, não é?

O que você pode começar a fazer hoje, que ainda não fez, para o seu negócio engrenar? 

Não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje, esse é o jeito baré de empreender.
 

TAG Empreendedorismoandre torbey