Publicidade

André Torbey

As mentiras que contam na hora de empreender

Quem é dono do seu próprio negócio tem tempo para fazer tudo que gostaria de fazer antes e não podia?

André Torbey

torbey.andre@gmail.com


Ontem foi dia 1° de abril, dia internacional de falar ou fazer uma revelação e depois dizer que era brincadeira de primeiro de abril. Confesso que, hoje em dia, não vejo a menor graça nas piadas.

Ainda existem aqueles que aproveitam a oportunidade para pregar peças e assustar alguns colegas. Matam um artista, inventam algo que você não esperava (ou esperava) e até dizem que vão te dar dinheiro.

E na hora de começar um negócio algumas mentiras sempre aparecem, não só em 1º de abril. O sonho empreendedor brasileiro diz que na hora que você é dono do seu próprio negócio você terá tempo para fazer tudo que gostaria de fazer antes e não podia. Vai ter liberdade, mais tempo e, também, mais dinheiro.

Uma parte desse conto de fadas pode até se tornar verdade. E é aí que entra o imbróglio: você terá isso trabalhando mais do que antes ou isso vem naturalmente?

Existe uma frase muito simbólica que, em outras palavras, diz assim: “você deve trabalhar enquanto os outros dormem, estudar que enquanto os outros estão nas festas e no futuro você terá tudo aquilo que eles gostariam de ter”.
Não sei se é verdade.

Eu sou fã do trabalho. Não dá para acreditar que as coisas vão melhorar somente pelo curso natural da história. Acredito que o esforço é combustível que leva à grandes realizações, mas isso não significa que tudo precisa ser um sacrifício. Gosto bastante da ideia do equilíbrio, isso para qualquer coisa em nossa vida.

Como empreendedor, percebo dias em que trabalho mais do que as famigeradas 8h no dia. Claro que o fato de empreender em uma área que você gosta permite uma qualidade de vida maior, mesmo trabalhando mais que o normal.

O ponto chave é justamente fazer um bom planejamento e isso está ao nosso alcance. Não precisa ser um grande especialista na área (embora um especialista seja muito útil para quem tiver dificuldades).

O primeiro passo é desenvolver o que chamo de Visão de Futuro e pensar onde você quer chegar. Acredite em mim, todo objetivo pode ser mapeável. Uma vez que você tiver uma noção clara disso será muito mais simples identificar as tarefas, habilidades, comportamentos e os passos que você poderá tomar e que ajudarão na realização desse propósito.

E aí é só colocar a mão na massa. Planejar a rotina do dia-a-dia é legal para ir inserindo atividades novas. Definir as metas e os indicadores para você saber se está indo na direção correta é excelente para manter o registro da sua evolução.

Nem tudo que está por aí é verdade. Busque suas próprias afirmações e correr atrás de fazer tudo para chegar lá. Esse é o jeito baré de empreender.
     

André Torbey

Home > Opiniao > Andre-torbey

As mentiras que contam na hora de empreender

Quem é dono do seu próprio negócio tem tempo para fazer tudo que gostaria de fazer antes e não podia?

André Torbey

torbey.andre@gmail.com


Ontem foi dia 1° de abril, dia internacional de falar ou fazer uma revelação e depois dizer que era brincadeira de primeiro de abril. Confesso que, hoje em dia, não vejo a menor graça nas piadas.

Ainda existem aqueles que aproveitam a oportunidade para pregar peças e assustar alguns colegas. Matam um artista, inventam algo que você não esperava (ou esperava) e até dizem que vão te dar dinheiro.

E na hora de começar um negócio algumas mentiras sempre aparecem, não só em 1º de abril. O sonho empreendedor brasileiro diz que na hora que você é dono do seu próprio negócio você terá tempo para fazer tudo que gostaria de fazer antes e não podia. Vai ter liberdade, mais tempo e, também, mais dinheiro.

Uma parte desse conto de fadas pode até se tornar verdade. E é aí que entra o imbróglio: você terá isso trabalhando mais do que antes ou isso vem naturalmente?

Existe uma frase muito simbólica que, em outras palavras, diz assim: “você deve trabalhar enquanto os outros dormem, estudar que enquanto os outros estão nas festas e no futuro você terá tudo aquilo que eles gostariam de ter”.
Não sei se é verdade.

Eu sou fã do trabalho. Não dá para acreditar que as coisas vão melhorar somente pelo curso natural da história. Acredito que o esforço é combustível que leva à grandes realizações, mas isso não significa que tudo precisa ser um sacrifício. Gosto bastante da ideia do equilíbrio, isso para qualquer coisa em nossa vida.

Como empreendedor, percebo dias em que trabalho mais do que as famigeradas 8h no dia. Claro que o fato de empreender em uma área que você gosta permite uma qualidade de vida maior, mesmo trabalhando mais que o normal.

O ponto chave é justamente fazer um bom planejamento e isso está ao nosso alcance. Não precisa ser um grande especialista na área (embora um especialista seja muito útil para quem tiver dificuldades).

O primeiro passo é desenvolver o que chamo de Visão de Futuro e pensar onde você quer chegar. Acredite em mim, todo objetivo pode ser mapeável. Uma vez que você tiver uma noção clara disso será muito mais simples identificar as tarefas, habilidades, comportamentos e os passos que você poderá tomar e que ajudarão na realização desse propósito.

E aí é só colocar a mão na massa. Planejar a rotina do dia-a-dia é legal para ir inserindo atividades novas. Definir as metas e os indicadores para você saber se está indo na direção correta é excelente para manter o registro da sua evolução.

Nem tudo que está por aí é verdade. Busque suas próprias afirmações e correr atrás de fazer tudo para chegar lá. Esse é o jeito baré de empreender.
     

TAG Empreendedorismoo jeito bare de empreenderartigoandre torbey