Publicidade

Álvaro Leal Filho

Home > Opiniao > Alvaro-leal-filho

Coaching na Educação

“Empresas, em especial, procuraram o Coaching para buscar mais resultados, pois está relacionado ao desenvolvimento do comportamento humano”

Álvaro Leal Filho

sanches_alvaro@hotmail.com


Esta palavrinha, Coaching, mudou minha vida de 2010 em diante, quando entendi que a trajetória era mais importante que a chegada. Desde então, tenho dedicado minha vida a entender como meus resultados serão alcançados fazendo as pessoas mais felizes. Mas, antes de falarmos mais sobre o Coaching e como esse tema vem mudando a vida de pessoas e empresas, vamos falar sobre a história dessa filosofia (ou metodologia, como muitos chamam). 

Tudo começou com uma gíria, dá para acreditar? Nas universidades norte-americanas, usam o termo para designar “tutor particular”, o “Coach”, que prepara os alunos para exames de determinada matéria. Esse significado de condução tem uma raiz mais antiga ainda, lá por meados do século XVIII, nas universidades inglesas, onde coach era carruagem.

Para o Coaching se tornar o que é hoje, levou muito tempo, e cronologicamente fica mais ou menos assim:

1400 — Kócs, uma cidade da Hungria começou a desenvolver carruagens e deram a elas o nome de “kócs”, em inglês, “Coach”.

1830 — Em Oxford University e outras universidades, o termo “Coach” ganha significado de tutor, aquele que carrega, conduz.

1931 — O termo foi utilizado pela primeira vez no âmbito dos esportes.

1991 — Ano de fundação da Coach University por Thomas Leonard.

2000 — “COACHING” é tema de tese de doutorado pela primeira vez.

2010 — Eu, Álvaro Sanches, passo a ter acesso pela primeira vez a esse termo por meio de um querido amigo, Christian Coelho, que me fez acreditar que eu era capaz de ir muito além do que eu mesmo acreditava que poderia (Gratidão eterna ao querido Christian).

2011 — O primeiro Congresso Brasileiro de Coaching é realizado.

DEFINIÇÃO DE COACHING POR ÁLVARO SANCHES

Definir Coaching talvez seja uma das maiores dificuldades de um profissional da área. Primeiro porque o verbo é sentir. Como assim? Coaching é muito além de um conjunto de ferramentas, crenças, sessões e possíveis resultados. Coaching é uma filosofia de vida; e algumas pessoas preferem chamar de metodologia, ou ainda de uma prática. Seja qual for o nome dado, você vivencia. Há muitas escolas hoje em dia que aplicam a ferramenta — como também é chamada — como um simples propósito de gestão, seja gestão profissional ou gestão pessoal. 

Empresas, em especial, procuraram o Coaching para buscar mais resultados, pois está relacionado ao desenvolvimento do comportamento humano, o que também envolve as habilidades e emoções de cada um.  Quando buscamos a definição na internet, vemos que o Coaching pode ser definido como um conjunto de ações e atividades que visam evidenciar o potencial do ser humano, por meio de ferramentas práticas, de atividades individuais ou atividades em grupo. Seja qual for a opção escolhida, o objetivo é gerar uma reflexão; para gerar uma alteração no comportamento. Eu prefiro chamar Coaching de filosofia, porque a filosofia está mais enraizada nas suas práticas como ser humano. 

E o que isso significa? Primeiro de tudo é entender que Coaching é a arte de fazer acordos, e o primeiro acordo é com você mesmo. Quais acordos você faz com você mesmo desde a hora em que acorda de manhã? É sério! Pare um pouco esta leitura. Tire um ou dois minutos e lembre (de verdade) dos acordos que você fez com você hoje cedo. Talvez você tenha feito acordo de estar no trabalho às 7 horas, de ligar para alguém, de pegar seu filho na escola... 

O começo de tudo é você identificar quais acordos você pretende fazer com você mesmo e para isso é preciso identificar quais são seus objetivos. Próxima pergunta: que objetivos você tinha ao fazer cada acordo desse com você? Quais deles você conseguiu cumprir? Quais você não conseguiu cumprir? O que impediu você de cumprir o que se propôs a  fazer? No geral, observamos a dificuldade inicial de fazer acordos consigo mesmo. Ou mais do que isso, fazer acordos e cumpri-los.  

Álvaro Leal Filho

Coaching na Educação

“Empresas, em especial, procuraram o Coaching para buscar mais resultados, pois está relacionado ao desenvolvimento do comportamento humano”

Álvaro Leal Filho

sanches_alvaro@hotmail.com


Esta palavrinha, Coaching, mudou minha vida de 2010 em diante, quando entendi que a trajetória era mais importante que a chegada. Desde então, tenho dedicado minha vida a entender como meus resultados serão alcançados fazendo as pessoas mais felizes. Mas, antes de falarmos mais sobre o Coaching e como esse tema vem mudando a vida de pessoas e empresas, vamos falar sobre a história dessa filosofia (ou metodologia, como muitos chamam). 

Tudo começou com uma gíria, dá para acreditar? Nas universidades norte-americanas, usam o termo para designar “tutor particular”, o “Coach”, que prepara os alunos para exames de determinada matéria. Esse significado de condução tem uma raiz mais antiga ainda, lá por meados do século XVIII, nas universidades inglesas, onde coach era carruagem.

Para o Coaching se tornar o que é hoje, levou muito tempo, e cronologicamente fica mais ou menos assim:

1400 — Kócs, uma cidade da Hungria começou a desenvolver carruagens e deram a elas o nome de “kócs”, em inglês, “Coach”.

1830 — Em Oxford University e outras universidades, o termo “Coach” ganha significado de tutor, aquele que carrega, conduz.

1931 — O termo foi utilizado pela primeira vez no âmbito dos esportes.

1991 — Ano de fundação da Coach University por Thomas Leonard.

2000 — “COACHING” é tema de tese de doutorado pela primeira vez.

2010 — Eu, Álvaro Sanches, passo a ter acesso pela primeira vez a esse termo por meio de um querido amigo, Christian Coelho, que me fez acreditar que eu era capaz de ir muito além do que eu mesmo acreditava que poderia (Gratidão eterna ao querido Christian).

2011 — O primeiro Congresso Brasileiro de Coaching é realizado.

DEFINIÇÃO DE COACHING POR ÁLVARO SANCHES

Definir Coaching talvez seja uma das maiores dificuldades de um profissional da área. Primeiro porque o verbo é sentir. Como assim? Coaching é muito além de um conjunto de ferramentas, crenças, sessões e possíveis resultados. Coaching é uma filosofia de vida; e algumas pessoas preferem chamar de metodologia, ou ainda de uma prática. Seja qual for o nome dado, você vivencia. Há muitas escolas hoje em dia que aplicam a ferramenta — como também é chamada — como um simples propósito de gestão, seja gestão profissional ou gestão pessoal. 

Empresas, em especial, procuraram o Coaching para buscar mais resultados, pois está relacionado ao desenvolvimento do comportamento humano, o que também envolve as habilidades e emoções de cada um.  Quando buscamos a definição na internet, vemos que o Coaching pode ser definido como um conjunto de ações e atividades que visam evidenciar o potencial do ser humano, por meio de ferramentas práticas, de atividades individuais ou atividades em grupo. Seja qual for a opção escolhida, o objetivo é gerar uma reflexão; para gerar uma alteração no comportamento. Eu prefiro chamar Coaching de filosofia, porque a filosofia está mais enraizada nas suas práticas como ser humano. 

E o que isso significa? Primeiro de tudo é entender que Coaching é a arte de fazer acordos, e o primeiro acordo é com você mesmo. Quais acordos você faz com você mesmo desde a hora em que acorda de manhã? É sério! Pare um pouco esta leitura. Tire um ou dois minutos e lembre (de verdade) dos acordos que você fez com você hoje cedo. Talvez você tenha feito acordo de estar no trabalho às 7 horas, de ligar para alguém, de pegar seu filho na escola... 

O começo de tudo é você identificar quais acordos você pretende fazer com você mesmo e para isso é preciso identificar quais são seus objetivos. Próxima pergunta: que objetivos você tinha ao fazer cada acordo desse com você? Quais deles você conseguiu cumprir? Quais você não conseguiu cumprir? O que impediu você de cumprir o que se propôs a  fazer? No geral, observamos a dificuldade inicial de fazer acordos consigo mesmo. Ou mais do que isso, fazer acordos e cumpri-los.  


TAG educacaoeducacao transformadoraods 4 educacao qualidade