Cidades

Venezuelanos da etnia Warao serão transferidos para residências em Manaus

Mais de 140 indígenas serão abrigados em residências de quatro bairros da capital


Mais de cem indígenas venezuelanos da etnia Warao, que vivem atualmente em prédios antigos nas ruas Quintino Bocaiúva e Dr. Almino Afonso, no Centro de Manaus, serão transferidos para abrigos nesta sexta-feira (14). De acordo com reportagem publicada no G1 Amazonas, o grupo será abrigado em residências localizadas nos bairros Educandos, Redenção, Cidade Nova (Vale do Sinai) e Cidade Nova II.

 

Foto:Reprodução/Rede Amazônica

 

No total, 142 venezuelanos serão abrigados. Este é o segundo grupo de indígenas venezuelanos transferido na capital amazonense. No último mês de junho, índios que ocupavam o entorno da rodoviária de Manaus foram transferidos para um abrigo localizado no bairro Coroado, Zona Leste da capital.

Entenda o caso

Cerca de sete meses depois de iniciarem migração para a capital do Amazonas, os Warao continuam a se instalar na cidade. A migração surge como uma alternativa para fugir da crise que afeta a Venezuela.

Inicialmente, os venezuelanos ficaram alojados na Rodoviária de Manaus. Aos poucos eles foram para as ruas e cortiços no Centro e bairro Educandos, Zona Sul. Um grupo de aproximadamente 50 indígenas - cerca de 20 crianças entre eles - acampou em barracas debaixo do Viaduto de Flores, na Zona Centro-Sul.


Cidades

Venezuelanos da etnia Warao serão transferidos para residências em Manaus

Mais de 140 indígenas serão abrigados em residências de quatro bairros da capital

Redação

jornalismo@portalamazonia.com


Mais de cem indígenas venezuelanos da etnia Warao, que vivem atualmente em prédios antigos nas ruas Quintino Bocaiúva e Dr. Almino Afonso, no Centro de Manaus, serão transferidos para abrigos nesta sexta-feira (14). De acordo com reportagem publicada no G1 Amazonas, o grupo será abrigado em residências localizadas nos bairros Educandos, Redenção, Cidade Nova (Vale do Sinai) e Cidade Nova II.

 

Foto:Reprodução/Rede Amazônica

 

No total, 142 venezuelanos serão abrigados. Este é o segundo grupo de indígenas venezuelanos transferido na capital amazonense. No último mês de junho, índios que ocupavam o entorno da rodoviária de Manaus foram transferidos para um abrigo localizado no bairro Coroado, Zona Leste da capital.

Entenda o caso

Cerca de sete meses depois de iniciarem migração para a capital do Amazonas, os Warao continuam a se instalar na cidade. A migração surge como uma alternativa para fugir da crise que afeta a Venezuela.

Inicialmente, os venezuelanos ficaram alojados na Rodoviária de Manaus. Aos poucos eles foram para as ruas e cortiços no Centro e bairro Educandos, Zona Sul. Um grupo de aproximadamente 50 indígenas - cerca de 20 crianças entre eles - acampou em barracas debaixo do Viaduto de Flores, na Zona Centro-Sul.

TAG waraoindigenas venezuelanosManausAmazonas