Economia

Veículos vendem mais e ampliam otimismo do amazonense

Amazonas registrou mais de 40 mil emplacamentos ano passado, um aumento de 12% sobre 2016

Hellen Miranda

hmiranda@jcam.com.br


   
 
  As vendas de veículos novos no Amazonas atingiram a marca de 40,2 mil unidades em 2017, uma alta de quase 12 % sobre o ano anterior, aponta a Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).   Em 2016, foram comercializados pouco mais de 36 mil unidades entre todos os segmentos no Estado. Segundo os dados da entidade, o avanço é puxado pelas vendas de automóveis e comerciais leves, com 25,3 mil unidades comercializadas no período.   A volta do acesso ao crédito é apontada pelo presidente do Sindicato das Concessionárias e Distribuidoras de Veículos do Amazonas (Sincodiv-AM), João dos Santos Braga Neto, como fator responsável pelo crescimento das vendas no ano passado. 
Ele explica que a redução da taxa de juros, tornou os bancos mais flexíveis na hora de liberar o financiamento. “Sempre que há um aumento nas vendas, temos como principal alavancador o crédito que faz toda a economia girar. E essa facilitação das linhas fez com que tivéssemos uma melhora no segmento de automóveis zero km, principalmente, no segundo semestre de 2017“, avalia Braga Neto.  
De acordo com o balanço da Fenabrave, as vendas de veículos zero terminaram o ano com alta de 11,73% em relação a 2016. Enquanto, em 2017 foram exatos 40.258 veículos vendidos, no igual período de 2016 o número foi de 36.033 unidades. Com isso em todo o Estado foram emplacados 4.225 automóveis a mais no período.
  O mês de dezembro também representou alta, de 25% frente ao mês anterior com a marca de 4,3 mil unidades emplacadas no Amazonas.  Em novembro, foram vendidas 3,4 mil. Já na comparação com dezembro de 2016, as vendas aumentaram 18,28%, com 3,6 mil emplacamentos naquele período.
   
Foto: Walter Mendes / Jornal do Commercio
 
  Para 2018, a expectativa de Braga Neto é manter o clima favorável às vendas com novo ciclo de crescimento, podendo alcançar 8% em relação ao ano passado, somados todos os segmentos. “O mercado deve aquecer logo no primeiro semestre e no segundo deve dar  uma freada em função das eleições. 
  Além disso, tem a Copa do Mundo e o grande número de feriados durante o ano, o que prejudica a movimentação do comércio como um todo”, afirma o presidente do Sincodiv-AM.
    Por segmento
Os segmentos de automóveis e comerciais leves, somados, apresentaram aumento de 22,71% em 2017 quando comparado a 2016. No total, foram emplacadas 25.340 unidades durante o ano passado no Amazonas contra 20.650 veículos de 2016. Em dezembro, foram comercializados 2.776 veículos e o mês de novembro registrou 2.217 unidades, um crescimento de 25,21%. Na comparação com dezembro de 2016, as vendas expandiram 32,76%, com pouco mais de 2 mil emplacamentos naquele período.
  Na venda de caminhões e ônibus, a alta é de 52,94% em dezembro comparado ao mês anterior, onde subiu de 51 para 78 unidades, segundo os dados. Já na comparação com dezembro passado, houve alta de 44,44% quando registrou 54 unidades comercializadas. 
Em 2017, foram vendidos 575 automóveis pesados contra 472 de 2016, subindo 39,36%. Em relação a comercialização, o segmento de motocicletas foi o único que teve queda nas vendas. No decorrer do ano passado, foram 14.059 unidades vendidas e 14.577 em 2016, uma retração de 3,56%. O Amazonas vendeu 518 motos a menos no período. No Estado, houve a comercialização de 1.469 motos em dezembro, representando alta de 26,09% sob novembro, quando marcou 1.165 emplacamentos. Mas na comparação com dezembro de 2016, as vendas voltaram a cair (- 1,87%). 
Segundo a Fenabrave, os modelos de automóveis mais vendidos no decorrer de 2017 foram Onix (17.507); HB20 (8.770); KA (7.88); Strada (6.902); Corolla (6.568) e Gol (6.054). Entre as motos aparecem CG 160 com 19.949 unidades; BIZ (11.256); NXR 160 (10.164); POP 110 (7.280) e CG 125 (2.741).  

Economia

Home > Noticias > null

Veículos vendem mais e ampliam otimismo do amazonense

Amazonas registrou mais de 40 mil emplacamentos ano passado, um aumento de 12% sobre 2016

Hellen Miranda

hmiranda@jcam.com.br


   
 
  As vendas de veículos novos no Amazonas atingiram a marca de 40,2 mil unidades em 2017, uma alta de quase 12 % sobre o ano anterior, aponta a Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).   Em 2016, foram comercializados pouco mais de 36 mil unidades entre todos os segmentos no Estado. Segundo os dados da entidade, o avanço é puxado pelas vendas de automóveis e comerciais leves, com 25,3 mil unidades comercializadas no período.   A volta do acesso ao crédito é apontada pelo presidente do Sindicato das Concessionárias e Distribuidoras de Veículos do Amazonas (Sincodiv-AM), João dos Santos Braga Neto, como fator responsável pelo crescimento das vendas no ano passado. 
Ele explica que a redução da taxa de juros, tornou os bancos mais flexíveis na hora de liberar o financiamento. “Sempre que há um aumento nas vendas, temos como principal alavancador o crédito que faz toda a economia girar. E essa facilitação das linhas fez com que tivéssemos uma melhora no segmento de automóveis zero km, principalmente, no segundo semestre de 2017“, avalia Braga Neto.  
De acordo com o balanço da Fenabrave, as vendas de veículos zero terminaram o ano com alta de 11,73% em relação a 2016. Enquanto, em 2017 foram exatos 40.258 veículos vendidos, no igual período de 2016 o número foi de 36.033 unidades. Com isso em todo o Estado foram emplacados 4.225 automóveis a mais no período.
  O mês de dezembro também representou alta, de 25% frente ao mês anterior com a marca de 4,3 mil unidades emplacadas no Amazonas.  Em novembro, foram vendidas 3,4 mil. Já na comparação com dezembro de 2016, as vendas aumentaram 18,28%, com 3,6 mil emplacamentos naquele período.
   
Foto: Walter Mendes / Jornal do Commercio
 
  Para 2018, a expectativa de Braga Neto é manter o clima favorável às vendas com novo ciclo de crescimento, podendo alcançar 8% em relação ao ano passado, somados todos os segmentos. “O mercado deve aquecer logo no primeiro semestre e no segundo deve dar  uma freada em função das eleições. 
  Além disso, tem a Copa do Mundo e o grande número de feriados durante o ano, o que prejudica a movimentação do comércio como um todo”, afirma o presidente do Sincodiv-AM.
    Por segmento
Os segmentos de automóveis e comerciais leves, somados, apresentaram aumento de 22,71% em 2017 quando comparado a 2016. No total, foram emplacadas 25.340 unidades durante o ano passado no Amazonas contra 20.650 veículos de 2016. Em dezembro, foram comercializados 2.776 veículos e o mês de novembro registrou 2.217 unidades, um crescimento de 25,21%. Na comparação com dezembro de 2016, as vendas expandiram 32,76%, com pouco mais de 2 mil emplacamentos naquele período.
  Na venda de caminhões e ônibus, a alta é de 52,94% em dezembro comparado ao mês anterior, onde subiu de 51 para 78 unidades, segundo os dados. Já na comparação com dezembro passado, houve alta de 44,44% quando registrou 54 unidades comercializadas. 
Em 2017, foram vendidos 575 automóveis pesados contra 472 de 2016, subindo 39,36%. Em relação a comercialização, o segmento de motocicletas foi o único que teve queda nas vendas. No decorrer do ano passado, foram 14.059 unidades vendidas e 14.577 em 2016, uma retração de 3,56%. O Amazonas vendeu 518 motos a menos no período. No Estado, houve a comercialização de 1.469 motos em dezembro, representando alta de 26,09% sob novembro, quando marcou 1.165 emplacamentos. Mas na comparação com dezembro de 2016, as vendas voltaram a cair (- 1,87%). 
Segundo a Fenabrave, os modelos de automóveis mais vendidos no decorrer de 2017 foram Onix (17.507); HB20 (8.770); KA (7.88); Strada (6.902); Corolla (6.568) e Gol (6.054). Entre as motos aparecem CG 160 com 19.949 unidades; BIZ (11.256); NXR 160 (10.164); POP 110 (7.280) e CG 125 (2.741).  

TAG Jornal do Commerciovendasveiculoscrescimento