Publicidade

Ciência e Tecnologia

Home > Noticias > null

Universidade do Pará inaugura espaços de fomento à tecnologia, ciência e proteção intelectual

Espaços têm como objetivo oferecer infraestrutura para estimular a proteção intelectual, o empreendedorismo e a pesquisa com base científica e tecnológica

Portal Amazônia, com informações da Agência Pará

jornalismo@portalamazonia.com


Infraestrutura para estimular a proteção intelectual, o empreendedorismo e a pesquisa com base científica e tecnológica. Este é o objetivo dos espaços inaugurados, nessa terça-feira (20), no Centro de Ciências Naturais e Tecnologia (CCNT), o Campus V da Universidade do Estado do Pará (Uepa), em Belém. As novas áreas beneficiarão, sobretudo, as ações do Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia (Nitt) e da Rede de Incubadora de Tecnologia (Ritu) da Universidade.

 

Entre os espaços inaugurados estão os novos escritórios da Ritu e do Nitt, que agora contam com sala de reunião, recepção e uma impressora 3D; o Espaço Empreender, que inclui o Laboratório Concept, espaço de coworking e quatro salas de incubação de empresas; o miniauditório, com capacidade para 58 pessoas, e que também poderá ser usado para ações gerais do CCNT, e um elevador, que atende à demanda por melhorias de acessibilidade no Centro. 

 

No total, o investimento contabilizou cerca de R$ 450 mil, oriundos do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da agência do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). A exceção é o elevador especial, cujo recurso foi da própria Universidade. 

 

 
Foto: Nailana Thiely/Uepa
 

Para a diretora do CCNT, Eliane Coutinho, a importância dos espaços é a ampliação da qualidade e da quantidade de pesquisas produzidas na região. "O estímulo à pesquisa e ao empreendedorismo que estes espaços proporcionam pode gerar o crescimento da Universidade como instituição de pesquisa, o que consequentemente pode ampliar o número de programas de pós-graduação e investimento em bolsas de pesquisa da Universidade", ressaltou.

 

A cerimônia de inauguração contou com mesa formada pelo reitor da Uepa, Rubens Cardoso; pelo pró-reitor de Gestão e  Planejamento,  Carlos Capela; a diretora do CCNT, Eliane Coutinho; o vice-diretor do CCNT, Márcio Frank; o coordenador da Ritu, André Melo, e o coordenador do Nitt, Antônio Batista. Os dois coordenadores foram responsáveis por breves apresentações dos trabalhos desenvolvidos pela Rede de Incubadoras e pelo Núcleo de Inovação.

 

O coordenador André Melo defendeu a importância das atividades de ideação, prototipação e incubação de projetos, e antecipou que está prevista, ainda para este ano, uma chamada para a utilização dos espaços por iniciativas de base tecnológica. "Devemos lançar um edital que prevê o uso do Espaço Empreender, onde a Universidade irá fornecer toda a capacitação necessária, tanto em relação aos espaços de escritório, quanto de pessoal e logística, para o desenvolvimento de uma cultura empreendedora voltada para a solução sustentável de demandas específicas da região", afirmou.

 

As salas de incubação e a sala de coworking são climatizadas e contam com mobiliário de escritório e internet. A proposta é que as ações realizadas por empresas em formação também atraiam grandes empresas parceiras, que agreguem tanto infraestrutura, quanto potencial intelectual para iniciativas inovadoras em pesquisa. 

 

Ecossistema de mudança

 

A inovação foi outro conceito defendido de forma intensa por Antônio Batista. Para ele, a inauguração mostra um caminho para o desenvolvimento socioeconômico do Pará. "Informação, conhecimento e inovação são características fundamentais para o desenvolvimento de um ecossistema de mudança e empreendedorismo, e a Universidade certamente dá um passo bem contundente neste sentido com a implementação de locais para fomento e qualificação de pessoas, processos e instituições", analisou. 

 

O reitor Rubens Cardoso ressaltou o percurso do CCNT em aspectos de inovação, não apenas relativos às novidades tecnológicas, mas também às formas de organização e ação social da Uepa. Segundo ele, "o capital humano deste Centro nos dá segurança de olhar para o futuro e desmitifica a velocidade e inovação por si só. Ele acrescenta empatia ao relacionamento humano durante as pesquisas e traz higidez organizacional, que possibilitam alçar voos cada vez mais altos na sociedade".

 


 

Ciência e Tecnologia

Universidade do Pará inaugura espaços de fomento à tecnologia, ciência e proteção intelectual

Espaços têm como objetivo oferecer infraestrutura para estimular a proteção intelectual, o empreendedorismo e a pesquisa com base científica e tecnológica

Portal Amazônia, com informações da Agência Pará

jornalismo@portalamazonia.com


Infraestrutura para estimular a proteção intelectual, o empreendedorismo e a pesquisa com base científica e tecnológica. Este é o objetivo dos espaços inaugurados, nessa terça-feira (20), no Centro de Ciências Naturais e Tecnologia (CCNT), o Campus V da Universidade do Estado do Pará (Uepa), em Belém. As novas áreas beneficiarão, sobretudo, as ações do Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia (Nitt) e da Rede de Incubadora de Tecnologia (Ritu) da Universidade.

 

Entre os espaços inaugurados estão os novos escritórios da Ritu e do Nitt, que agora contam com sala de reunião, recepção e uma impressora 3D; o Espaço Empreender, que inclui o Laboratório Concept, espaço de coworking e quatro salas de incubação de empresas; o miniauditório, com capacidade para 58 pessoas, e que também poderá ser usado para ações gerais do CCNT, e um elevador, que atende à demanda por melhorias de acessibilidade no Centro. 

 

No total, o investimento contabilizou cerca de R$ 450 mil, oriundos do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da agência do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). A exceção é o elevador especial, cujo recurso foi da própria Universidade. 

 

 
Foto: Nailana Thiely/Uepa
 

Para a diretora do CCNT, Eliane Coutinho, a importância dos espaços é a ampliação da qualidade e da quantidade de pesquisas produzidas na região. "O estímulo à pesquisa e ao empreendedorismo que estes espaços proporcionam pode gerar o crescimento da Universidade como instituição de pesquisa, o que consequentemente pode ampliar o número de programas de pós-graduação e investimento em bolsas de pesquisa da Universidade", ressaltou.

 

A cerimônia de inauguração contou com mesa formada pelo reitor da Uepa, Rubens Cardoso; pelo pró-reitor de Gestão e  Planejamento,  Carlos Capela; a diretora do CCNT, Eliane Coutinho; o vice-diretor do CCNT, Márcio Frank; o coordenador da Ritu, André Melo, e o coordenador do Nitt, Antônio Batista. Os dois coordenadores foram responsáveis por breves apresentações dos trabalhos desenvolvidos pela Rede de Incubadoras e pelo Núcleo de Inovação.

 

O coordenador André Melo defendeu a importância das atividades de ideação, prototipação e incubação de projetos, e antecipou que está prevista, ainda para este ano, uma chamada para a utilização dos espaços por iniciativas de base tecnológica. "Devemos lançar um edital que prevê o uso do Espaço Empreender, onde a Universidade irá fornecer toda a capacitação necessária, tanto em relação aos espaços de escritório, quanto de pessoal e logística, para o desenvolvimento de uma cultura empreendedora voltada para a solução sustentável de demandas específicas da região", afirmou.

 

As salas de incubação e a sala de coworking são climatizadas e contam com mobiliário de escritório e internet. A proposta é que as ações realizadas por empresas em formação também atraiam grandes empresas parceiras, que agreguem tanto infraestrutura, quanto potencial intelectual para iniciativas inovadoras em pesquisa. 

 

Ecossistema de mudança

 

A inovação foi outro conceito defendido de forma intensa por Antônio Batista. Para ele, a inauguração mostra um caminho para o desenvolvimento socioeconômico do Pará. "Informação, conhecimento e inovação são características fundamentais para o desenvolvimento de um ecossistema de mudança e empreendedorismo, e a Universidade certamente dá um passo bem contundente neste sentido com a implementação de locais para fomento e qualificação de pessoas, processos e instituições", analisou. 

 

O reitor Rubens Cardoso ressaltou o percurso do CCNT em aspectos de inovação, não apenas relativos às novidades tecnológicas, mas também às formas de organização e ação social da Uepa. Segundo ele, "o capital humano deste Centro nos dá segurança de olhar para o futuro e desmitifica a velocidade e inovação por si só. Ele acrescenta empatia ao relacionamento humano durante as pesquisas e traz higidez organizacional, que possibilitam alçar voos cada vez mais altos na sociedade".

 


 


TAG uepaciencia tecnologiatecnologia amazonia