Publicidade

Internacional

Home > Noticias > null

Trump recebe mulher de Guaidó e pede que russos deixem a Venezuela

Ao presidente norte-americano, a mulher do venezuelano disse temer pela segurança do marido.

Portal Amazônia, com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, recebeu, na Casa Branca, Fabiana Rosales, mulher de Juan Guaidó, autodeclarado presidente da Venezuela, em Washington (EUA).

O encontro ocorreu no momento em que os venezuelanos enfrentam mais um apagão. Ao presidente norte-americano, a mulher do venezuelano disse temer pela segurança do marido.
Foto: Reprodução/Agência Brasil

Na audiência, Trump pediu para a Rússia sair da Venezuela, pois os russos dão apoio ao governo de Nicolás Maduro, com suporte econômico e militar. nesta quarta-feira (27), em Caracas, Guaidó apelou para aumentar a pressão contra Maduro.

O apagão na Venezuela é interpretado por Maduro como uma “ataque cibernético” contra seu governo. É a segunda paralisação no país em menos de 20 dias.

Especialistas estimam que as quedas de energia estão custando à economia venezuelana US $ 200 milhões por dia.



   
Internacional

Trump recebe mulher de Guaidó e pede que russos deixem a Venezuela

Ao presidente norte-americano, a mulher do venezuelano disse temer pela segurança do marido.

Portal Amazônia, com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, recebeu, na Casa Branca, Fabiana Rosales, mulher de Juan Guaidó, autodeclarado presidente da Venezuela, em Washington (EUA).

O encontro ocorreu no momento em que os venezuelanos enfrentam mais um apagão. Ao presidente norte-americano, a mulher do venezuelano disse temer pela segurança do marido.
Foto: Reprodução/Agência Brasil

Na audiência, Trump pediu para a Rússia sair da Venezuela, pois os russos dão apoio ao governo de Nicolás Maduro, com suporte econômico e militar. nesta quarta-feira (27), em Caracas, Guaidó apelou para aumentar a pressão contra Maduro.

O apagão na Venezuela é interpretado por Maduro como uma “ataque cibernético” contra seu governo. É a segunda paralisação no país em menos de 20 dias.

Especialistas estimam que as quedas de energia estão custando à economia venezuelana US $ 200 milhões por dia.



   

TAG Donald TrumpJuan Guaidovenezuelapresidente