Publicidade

Cidades

Roraima intensifica fiscalização nos rios durante período de defeso

Proibição da pesca de peixes nativos começou no dia 1º de março e vai até 30 de junho

Portal Amazônia, com informações da Radioagência Nacional

jornalismo@portalamazonia.com


A Companhia Independente de Policiamento Ambiental de Roraima (Cipa) informou que vai reforçar, a partir deste fim de semana, as ações de fiscalização nos rios do interior do Estado, em razão do período de defeso.

Em Roraima, a proibição da pesca de peixes nativos começou no dia 1º de março e vai até 30 de junho.

As primeiras ações de fiscalização ocorreram durante o carnaval nos rios de Boa Vista. O comandante da Cipa, capitão Francisco Ponciano, destaca a importância das parcerias com os pescadores, ribeirinhos e outras instituições públicas.

“Geralmente, por parte da comunidade de pescadores, eles já respeitam a legislação ambiental. São conscientes, até porque recebem o seguro pra isso. A nossa principal ocorrência são de pessoas que não são da área da pesca, que às vezes não têm esse conhecimento ou teimam em pescar de forma inadequada", diz.

As operações da companhia de policiamento ambiental de Roraima visam garantir o período de reprodução dos peixes por meio da apreensão de materiais de pesca como malhador, arpão, tarrafa, espinhel e similares. Qualquer pessoa flagrada pescando durante os meses do defeso está sujeita à multa e detenção de um a três anos.
 

Cidades

Home > Noticias > null

Roraima intensifica fiscalização nos rios durante período de defeso

Proibição da pesca de peixes nativos começou no dia 1º de março e vai até 30 de junho

Portal Amazônia, com informações da Radioagência Nacional

jornalismo@portalamazonia.com


A Companhia Independente de Policiamento Ambiental de Roraima (Cipa) informou que vai reforçar, a partir deste fim de semana, as ações de fiscalização nos rios do interior do Estado, em razão do período de defeso.

Em Roraima, a proibição da pesca de peixes nativos começou no dia 1º de março e vai até 30 de junho.

As primeiras ações de fiscalização ocorreram durante o carnaval nos rios de Boa Vista. O comandante da Cipa, capitão Francisco Ponciano, destaca a importância das parcerias com os pescadores, ribeirinhos e outras instituições públicas.

“Geralmente, por parte da comunidade de pescadores, eles já respeitam a legislação ambiental. São conscientes, até porque recebem o seguro pra isso. A nossa principal ocorrência são de pessoas que não são da área da pesca, que às vezes não têm esse conhecimento ou teimam em pescar de forma inadequada", diz.

As operações da companhia de policiamento ambiental de Roraima visam garantir o período de reprodução dos peixes por meio da apreensão de materiais de pesca como malhador, arpão, tarrafa, espinhel e similares. Qualquer pessoa flagrada pescando durante os meses do defeso está sujeita à multa e detenção de um a três anos.
 

TAG defesororaima