Publicidade

Cidades

Home > Noticias > null

Roraima deve fazer leilão para reforçar geração alternativa de energia

Foco será em geração de energia proveniente de biomassa e energia solar

Redação, com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


Roraima deve realizar ainda neste semestre um leilão para reforçar a geração e o fornecimento de energia alternativa. A expectativa é garantir a geração de 270 megawatts, o suficiente para abastecer o estado pelos próximos cinco anos. As informações são da Agência Brasil.

Ainda não há uma data certa para o leilão, mas o foco será em geração de energia proveniente de biomassa e energia solar.

No último final de semana, a queda de uma árvore em área de difícil acesso, na Venezuela, causou um blecaute na capital, Boa Vista, e em várias cidades do estado.

As termelétricas foram acionadas para o retorno do abastecimento enquanto os venezuelanos faziam os reparos na linha de transmissão.

O presidente da Eletrobrás Roraima, Anselmo Brasil, afirma que as interrupções não estão relacionadas com os problemas políticos venezuelanos, mas o estado quer garantir fontes fixas, alternativas e, principalmente, nacionais de energia.

O apagão do último fim de semana foi o maior já registrado em Roraima desde a interligação ao sistema venezuelano, em 2001.

O país vizinho interrompeu o fornecimento de energia por quase 24 horas: das 17h de sábado às 15h de domingo.

As termelétricas foram acionadas, mas depois de quatro horas em operação ocorreram desligamentos de energia causados por problemas técnicos no sistema de distribuição de energia.

Roraima é o único estado que não está interligado ao sistema nacional de fornecimento de energia. Existem projeto de interligação das linhas de transmissão de Manaus à Boa Vista, mas esbarram na necessidade de obras em áreas indígenas e ambientais.

Audiências públicas sobre o leilão de geração de energia alternativa devem ocorrer ainda este mês.
Cidades

Roraima deve fazer leilão para reforçar geração alternativa de energia

Foco será em geração de energia proveniente de biomassa e energia solar

Redação, com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


Roraima deve realizar ainda neste semestre um leilão para reforçar a geração e o fornecimento de energia alternativa. A expectativa é garantir a geração de 270 megawatts, o suficiente para abastecer o estado pelos próximos cinco anos. As informações são da Agência Brasil.

Ainda não há uma data certa para o leilão, mas o foco será em geração de energia proveniente de biomassa e energia solar.

No último final de semana, a queda de uma árvore em área de difícil acesso, na Venezuela, causou um blecaute na capital, Boa Vista, e em várias cidades do estado.

As termelétricas foram acionadas para o retorno do abastecimento enquanto os venezuelanos faziam os reparos na linha de transmissão.

O presidente da Eletrobrás Roraima, Anselmo Brasil, afirma que as interrupções não estão relacionadas com os problemas políticos venezuelanos, mas o estado quer garantir fontes fixas, alternativas e, principalmente, nacionais de energia.

O apagão do último fim de semana foi o maior já registrado em Roraima desde a interligação ao sistema venezuelano, em 2001.

O país vizinho interrompeu o fornecimento de energia por quase 24 horas: das 17h de sábado às 15h de domingo.

As termelétricas foram acionadas, mas depois de quatro horas em operação ocorreram desligamentos de energia causados por problemas técnicos no sistema de distribuição de energia.

Roraima é o único estado que não está interligado ao sistema nacional de fornecimento de energia. Existem projeto de interligação das linhas de transmissão de Manaus à Boa Vista, mas esbarram na necessidade de obras em áreas indígenas e ambientais.

Audiências públicas sobre o leilão de geração de energia alternativa devem ocorrer ainda este mês.

TAG energia limpaenergia renovavelenergia solarenergiaalternativasRoraima