Publicidade

Esportes

Home > Noticias > null

Remo e Santos (AP) fazem o Jogo pelas Águas nesta quinta-feira, no Mangueirão

Partida é válida pela Copa Verde e marca as comemorações do Mês das Águas

Portal Amazônia, com informações de assessoria

jornalismo@portalamazonia.com


A programação especial do Mês das Águas vai unir conscientização ambiental com a maior paixão dos brasileiros, o futebol. Nesta quinta-feira (30/3), Remo e Santos (AP) se enfrentam no estádio Mangueirão, em Belém (PA), às 19 horas, em partida válida pelas quartas de final da Copa Verde. O chamado Jogo pelas Águas é uma iniciativa do Ministério do Meio Ambiente (MMA) em parceria com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e visa conscientizar a população sobre a necessidade de preservação dos recursos hídricos.  “Já somos parceiros da Copa Verde, que é a primeira competição de futebol a usar o conceito de sustentabilidade no Brasil. Queremos, agora, aproveitar todo o seu alcance para conscientizar a população sobre a necessidade de preservação dos recursos hídricos, como forma de garantir a quantidade e a qualidade da água para esta e as futuras gerações”, declarou Sarney Filho, ministro do Meio Ambiente. Antes da partida, será feito um minuto de silêncio para alertar sobre a crise hídrica mundial. Os jogadores entrarão em campo carregando faixa com os dizeres “A água é essencial à vida. Não desperdice!” – e acompanhados do Vermelhão, arara vermelha eleita mascote da Copa Verde, e do Labareda, o tamanduá-bandeira que é mascote do Prevfogo, iniciativa do Ibama para combater incêndios florestais.
 
O estádio do Mangueirão, em Belém, será o palco do Jogo pelas Águas, entre Remo e Santos-AP (Foto:Reprodução/Agência Pará)
 
Concurso Antes da bola rolar, o ministro Sarney Filho fará o lançamento do concurso de redação e de vídeo da Copa Verde. O tema deste ano são os “rios voadores”, fenômeno responsável por massas de valor d`água, que circulam na atmosfera carregadas por correntes de ar, e que contribuem para a formação de chuva.  Poderão participar do concurso alunos de escolas públicas do Distrito Federal, Mato Grosso e Belém (PA). As redações e os vídeos (gravados em aparelhos de celular) deverão ser entregues na sede das escolas até o dia 26 de abril. Os vencedores serão conhecidos no dia 8 de maio e ganharão passagens, estadia e alimentação para a final da Copa Verde, dia 17 de maio, em local a definir.  Na solenidade, o ministro fará a troca simbólica de garrafa pet por ingresso. Ao todo, três mil torcedores adquiriram ingressos por meio desta iniciativa. O secretário-executivo do Ministério, Marcelo Cruz, também destaca a importância de preservação dos recursos hídricos. “Devemos acabar com a falsa ideia de que a água é um recurso natural inesgotável. Hoje, diferentes regiões do país já sofrem com a escassez hídrica e isso vem se agravando ano a ano. A Copa Verde é uma excelente oportunidade para alertarmos a população sobre a necessidade de mudarmos os nossos padrões de consumo e passarmos, de fato, a preservar esse bem tão valioso”. Competição Em sua quarta edição, a Copa Verde reúne 18 equipes das regiões Norte e Centro-Oeste e do estado do Espírito Santo. É a primeira competição a adotar o conceito de sustentabilidade e é considerada a competição carbono zero do futebol mundial – o CO2 (gás carbônico) emitido com a realização dos jogos foi compensado por meio do plantio de 1.122 mudas nativas. O vencedor do torneio receberá dois troféus: um tradicional e um “vivo” - uma muda de árvore do bioma do vencedor para ser plantada na sede do clube. Além disso, ingressará diretamente nas oitavas de final da Copa do Brasil de 2018. O Santos (AP) se classificou às quartas de final ao derrotar o Fast Clube, enquanto que o Remo eliminou a equipe do Atlético Acreano. O vencedor do confronto garante vaga à semifinal da competição.   Jogo pelas Águas: Remo e Santos (AP) pela Copa Verde Quando: dia 30 de março  Local: estádio Mangueirão, em Belém (PA) Horário: 19 horas
Esportes

Remo e Santos (AP) fazem o Jogo pelas Águas nesta quinta-feira, no Mangueirão

Partida é válida pela Copa Verde e marca as comemorações do Mês das Águas

Portal Amazônia, com informações de assessoria

jornalismo@portalamazonia.com


A programação especial do Mês das Águas vai unir conscientização ambiental com a maior paixão dos brasileiros, o futebol. Nesta quinta-feira (30/3), Remo e Santos (AP) se enfrentam no estádio Mangueirão, em Belém (PA), às 19 horas, em partida válida pelas quartas de final da Copa Verde. O chamado Jogo pelas Águas é uma iniciativa do Ministério do Meio Ambiente (MMA) em parceria com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e visa conscientizar a população sobre a necessidade de preservação dos recursos hídricos.  “Já somos parceiros da Copa Verde, que é a primeira competição de futebol a usar o conceito de sustentabilidade no Brasil. Queremos, agora, aproveitar todo o seu alcance para conscientizar a população sobre a necessidade de preservação dos recursos hídricos, como forma de garantir a quantidade e a qualidade da água para esta e as futuras gerações”, declarou Sarney Filho, ministro do Meio Ambiente. Antes da partida, será feito um minuto de silêncio para alertar sobre a crise hídrica mundial. Os jogadores entrarão em campo carregando faixa com os dizeres “A água é essencial à vida. Não desperdice!” – e acompanhados do Vermelhão, arara vermelha eleita mascote da Copa Verde, e do Labareda, o tamanduá-bandeira que é mascote do Prevfogo, iniciativa do Ibama para combater incêndios florestais.
 
O estádio do Mangueirão, em Belém, será o palco do Jogo pelas Águas, entre Remo e Santos-AP (Foto:Reprodução/Agência Pará)
 
Concurso Antes da bola rolar, o ministro Sarney Filho fará o lançamento do concurso de redação e de vídeo da Copa Verde. O tema deste ano são os “rios voadores”, fenômeno responsável por massas de valor d`água, que circulam na atmosfera carregadas por correntes de ar, e que contribuem para a formação de chuva.  Poderão participar do concurso alunos de escolas públicas do Distrito Federal, Mato Grosso e Belém (PA). As redações e os vídeos (gravados em aparelhos de celular) deverão ser entregues na sede das escolas até o dia 26 de abril. Os vencedores serão conhecidos no dia 8 de maio e ganharão passagens, estadia e alimentação para a final da Copa Verde, dia 17 de maio, em local a definir.  Na solenidade, o ministro fará a troca simbólica de garrafa pet por ingresso. Ao todo, três mil torcedores adquiriram ingressos por meio desta iniciativa. O secretário-executivo do Ministério, Marcelo Cruz, também destaca a importância de preservação dos recursos hídricos. “Devemos acabar com a falsa ideia de que a água é um recurso natural inesgotável. Hoje, diferentes regiões do país já sofrem com a escassez hídrica e isso vem se agravando ano a ano. A Copa Verde é uma excelente oportunidade para alertarmos a população sobre a necessidade de mudarmos os nossos padrões de consumo e passarmos, de fato, a preservar esse bem tão valioso”. Competição Em sua quarta edição, a Copa Verde reúne 18 equipes das regiões Norte e Centro-Oeste e do estado do Espírito Santo. É a primeira competição a adotar o conceito de sustentabilidade e é considerada a competição carbono zero do futebol mundial – o CO2 (gás carbônico) emitido com a realização dos jogos foi compensado por meio do plantio de 1.122 mudas nativas. O vencedor do torneio receberá dois troféus: um tradicional e um “vivo” - uma muda de árvore do bioma do vencedor para ser plantada na sede do clube. Além disso, ingressará diretamente nas oitavas de final da Copa do Brasil de 2018. O Santos (AP) se classificou às quartas de final ao derrotar o Fast Clube, enquanto que o Remo eliminou a equipe do Atlético Acreano. O vencedor do confronto garante vaga à semifinal da competição.   Jogo pelas Águas: Remo e Santos (AP) pela Copa Verde Quando: dia 30 de março  Local: estádio Mangueirão, em Belém (PA) Horário: 19 horas

TAG Jogo pelas ÁguasMês da águaremosantosMangueiraoBelem