Publicidade

Atualidades

Projeto Consciência Limpa realiza ações de preservação na Marina do Davi, em Manaus

Objetivo do evento, do Grupo Rede Amazônica, é levar educação ambiental, sensibilização e ações que possam gerar transformação


Com o objetivo de levar educação ambiental, sensibilização e ações que possam gerar transformação, o projeto Consciência Limpa, do Grupo Rede Amazônica (GRAM) realiza neste sábado (23), uma grande intervenção de conscientização na Marina do Davi, em Manaus. A intervenção acontece um dia após o Dia Mundial da Água, comemorado nesta sexta-feira, 22 de março.

A 2ª edição, deste ano, do projeto reunirá parceiros e a sociedade para a sensibilização dos frequentadores da Marina do Davi e do entorno, que poderão participar de oficinas, e ações de recolhimento de recicláveis e lixos do local.

Segundo a analista de sustentabilidade Rafaelle Campos, que também coordena o projeto, as ações que serão devolvidas na área são em prol do igarapé do Tarumã, que ainda está preservado, mas que já tem muitas áreas críticas.

"O Consciência Limpa já vem de uma parceria focada na área do Tarumã, pois o igarapé tem uma nascente preservada e limpa nas proximidades do Aeroporto, por exemplo, e ao chegar na área da Marina, já está bastante poluído, e nosso foco é justamente acreditar que a recuperação dessa área ainda pode acontecer", conta Rafaelle. 
 
 
Foto: Onofre Martins/Rede Amazônica
 
Outra ação do projeto é chamar a atenção do poder público para os problemas de saneamento que afetam os igarapés da cidade de Manaus.

"Muitos esgotos de áreas residenciais como nos bairros Redenção e Hiléia, na zona Oeste de Manaus, são despejados no Tarumã, e através do projeto temos a oportunidade de chamar a atenção do poder público para esse problema", conta Rafaelle, coordenadora do projeto.

Um dos parceiros do Consciência Limpa é o Remada Ambiental, um outro projeto que tem a missão de proteger e conservar o Tarumã.

"Em 3 anos de projeto, já realizamos 35 ações na área da Marina do Davi, e já envolvemos os moradores, comerciantes e frequentadores da área para o descarte correto do lixo. Nossa parceria com o Consciência Limpa começou em 2017, e aproveitamos pra tentar plantar a semente nos manauaras, do quanto é importante o nosso compromisso como cidadãos, com a preservação do igarapés e toda a nossa fauna", conta Jadson Maciel, coordenador do Remada Ambiental. 
 
 
Foto: Onofre Martins/Rede Amazônica
 
Outros parceiros do projeto e que estarão presentes na ação em alusão ao Dia Mundial da Água, na Marina do Davi serão: a Ecoforte, Igarapés Limpos, Instituto Chico Mendes, Instituto Lixo Zero, Greenpeace e SESI.

A programação será realizada no sábado (23), das 8h às 12h, na Marina do Davi, próximo ao Complexo Turístico da Ponta Negra, zona Oeste de Manaus, e a participação é gratuita.

O projeto Consciência Limpa é a bandeira ambiental do GRAM, e é realizado pela Fundação Rede Amazônica.
    

Atualidades

Home > Noticias > null

Projeto Consciência Limpa realiza ações de preservação na Marina do Davi, em Manaus

Objetivo do evento, do Grupo Rede Amazônica, é levar educação ambiental, sensibilização e ações que possam gerar transformação

William Costa

william.costa@portalamazonia.com


Com o objetivo de levar educação ambiental, sensibilização e ações que possam gerar transformação, o projeto Consciência Limpa, do Grupo Rede Amazônica (GRAM) realiza neste sábado (23), uma grande intervenção de conscientização na Marina do Davi, em Manaus. A intervenção acontece um dia após o Dia Mundial da Água, comemorado nesta sexta-feira, 22 de março.

A 2ª edição, deste ano, do projeto reunirá parceiros e a sociedade para a sensibilização dos frequentadores da Marina do Davi e do entorno, que poderão participar de oficinas, e ações de recolhimento de recicláveis e lixos do local.

Segundo a analista de sustentabilidade Rafaelle Campos, que também coordena o projeto, as ações que serão devolvidas na área são em prol do igarapé do Tarumã, que ainda está preservado, mas que já tem muitas áreas críticas.

"O Consciência Limpa já vem de uma parceria focada na área do Tarumã, pois o igarapé tem uma nascente preservada e limpa nas proximidades do Aeroporto, por exemplo, e ao chegar na área da Marina, já está bastante poluído, e nosso foco é justamente acreditar que a recuperação dessa área ainda pode acontecer", conta Rafaelle. 
 
 
Foto: Onofre Martins/Rede Amazônica
 
Outra ação do projeto é chamar a atenção do poder público para os problemas de saneamento que afetam os igarapés da cidade de Manaus.

"Muitos esgotos de áreas residenciais como nos bairros Redenção e Hiléia, na zona Oeste de Manaus, são despejados no Tarumã, e através do projeto temos a oportunidade de chamar a atenção do poder público para esse problema", conta Rafaelle, coordenadora do projeto.

Um dos parceiros do Consciência Limpa é o Remada Ambiental, um outro projeto que tem a missão de proteger e conservar o Tarumã.

"Em 3 anos de projeto, já realizamos 35 ações na área da Marina do Davi, e já envolvemos os moradores, comerciantes e frequentadores da área para o descarte correto do lixo. Nossa parceria com o Consciência Limpa começou em 2017, e aproveitamos pra tentar plantar a semente nos manauaras, do quanto é importante o nosso compromisso como cidadãos, com a preservação do igarapés e toda a nossa fauna", conta Jadson Maciel, coordenador do Remada Ambiental. 
 
 
Foto: Onofre Martins/Rede Amazônica
 
Outros parceiros do projeto e que estarão presentes na ação em alusão ao Dia Mundial da Água, na Marina do Davi serão: a Ecoforte, Igarapés Limpos, Instituto Chico Mendes, Instituto Lixo Zero, Greenpeace e SESI.

A programação será realizada no sábado (23), das 8h às 12h, na Marina do Davi, próximo ao Complexo Turístico da Ponta Negra, zona Oeste de Manaus, e a participação é gratuita.

O projeto Consciência Limpa é a bandeira ambiental do GRAM, e é realizado pela Fundação Rede Amazônica.
    

TAG Consciência LimpaGrupo Rede Amazônicamanausmarina do davi