Economia

Prefeitura de Maués lança selo oficial na entrega de certificado do Inpi

Com o selo os consumidores terão a certeza que estão tomando um produto 'Made In Maués'


Após uma década de espera e entraves burocráticos, os produtores rurais de Maués receberão oficialmente, na manhã desta sexta-feira (6), o Registro de Indicação Geográfica (IG), na espécie indicação de procedência, para o guaraná cultivado, produzido e beneficiado no município, com a entrega do certificado atestando as características exclusivas do produto, emitido pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi), órgão federal ligado ao Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

Na solenidade, que acontece na sede do Instituto Federal do Amazonas (Ifam), a Prefeitura de Maués também apresentará o Selo do Guaraná, a ser utilizado exclusivamente pelos produtos que utilizem a fruta, que é natural do município e cujos primeiros relatos de suas propriedades e consumo pelos índios Sateré Mawe remetem ao século XVII feitos por missões jesuítas europeias na Amazônia.  
 
Foto: Divulgação
 

Durante o evento, a associação de produtores recebeu da prefeitura um prédio localizado na sede do município onde será instalada a sede administrativa da entidade e onde estão previstas a implantação da agroindústria da fruta e também de uma exposição permanente sobre o produto e toda a cadeia produtiva do guaraná.

Também fazem parte da programação as assinaturas de convênios com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-AM) e com Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) para prestação de assessorias técnicas aos produtores.

No encerramento, convidados e produtores rurais participarão da entrega de mudas de guaraná no viveiro municipal onde já são cultivadas 200 mil mudas do produto e de outras espécies frutíferas.

Novos Mercados

De acordo com o prefeito de Maués, Junior Leite, com a oficialização da IG e a implantação do selo, os próximos passos para fortalecer o produto serão a ampliação e busca de novos mercados consumidores, principalmente na região Sudeste do País e no exterior, visando a valorização do produto e beneficiando diretamente 2,5 mil agricultores.

"No início deste mês, o guaraná de Maués participou e foi destaque em um dos maiores eventos de gastronomia e hotelaria do mundo, o que mostra o imenso potencial que a fruta tem e que vamos trabalhar para reverter em ganhos econômicos e sociais para o município, principalmente para a Zona Rural", acrescentou.

Ainda de acordo com Junior Leite, o selo também irá atestar aos consumidores, principalmente de Manaus, que o guaraná que estão consumindo e comprando nas lojas, feiras e supermercados da capital possuem realmente as propriedades e características do produto 'Made In Maués'.

"A prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Produção Rural, tem acompanhado e monitorado uma série de produtos em Manaus e até em outros estados que utilizam os nomes 'Guaraná de Maués' ou 'Guaraná da Amazônia' em suas embalagens, mas que não tem nada das características do produto local", alertou o prefeito ao citar que boa parte do guaraná em pó vendido e consumido na capital é misturado com serragem de madeira e outras substâncias.

Economia

Home > Noticias > null

Prefeitura de Maués lança selo oficial na entrega de certificado do Inpi

Com o selo os consumidores terão a certeza que estão tomando um produto 'Made In Maués'

Redação

jornalismo@portalamazonia.com


Após uma década de espera e entraves burocráticos, os produtores rurais de Maués receberão oficialmente, na manhã desta sexta-feira (6), o Registro de Indicação Geográfica (IG), na espécie indicação de procedência, para o guaraná cultivado, produzido e beneficiado no município, com a entrega do certificado atestando as características exclusivas do produto, emitido pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi), órgão federal ligado ao Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

Na solenidade, que acontece na sede do Instituto Federal do Amazonas (Ifam), a Prefeitura de Maués também apresentará o Selo do Guaraná, a ser utilizado exclusivamente pelos produtos que utilizem a fruta, que é natural do município e cujos primeiros relatos de suas propriedades e consumo pelos índios Sateré Mawe remetem ao século XVII feitos por missões jesuítas europeias na Amazônia.  
 
Foto: Divulgação
 

Durante o evento, a associação de produtores recebeu da prefeitura um prédio localizado na sede do município onde será instalada a sede administrativa da entidade e onde estão previstas a implantação da agroindústria da fruta e também de uma exposição permanente sobre o produto e toda a cadeia produtiva do guaraná.

Também fazem parte da programação as assinaturas de convênios com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-AM) e com Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) para prestação de assessorias técnicas aos produtores.

No encerramento, convidados e produtores rurais participarão da entrega de mudas de guaraná no viveiro municipal onde já são cultivadas 200 mil mudas do produto e de outras espécies frutíferas.

Novos Mercados

De acordo com o prefeito de Maués, Junior Leite, com a oficialização da IG e a implantação do selo, os próximos passos para fortalecer o produto serão a ampliação e busca de novos mercados consumidores, principalmente na região Sudeste do País e no exterior, visando a valorização do produto e beneficiando diretamente 2,5 mil agricultores.

"No início deste mês, o guaraná de Maués participou e foi destaque em um dos maiores eventos de gastronomia e hotelaria do mundo, o que mostra o imenso potencial que a fruta tem e que vamos trabalhar para reverter em ganhos econômicos e sociais para o município, principalmente para a Zona Rural", acrescentou.

Ainda de acordo com Junior Leite, o selo também irá atestar aos consumidores, principalmente de Manaus, que o guaraná que estão consumindo e comprando nas lojas, feiras e supermercados da capital possuem realmente as propriedades e características do produto 'Made In Maués'.

"A prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Produção Rural, tem acompanhado e monitorado uma série de produtos em Manaus e até em outros estados que utilizam os nomes 'Guaraná de Maués' ou 'Guaraná da Amazônia' em suas embalagens, mas que não tem nada das características do produto local", alertou o prefeito ao citar que boa parte do guaraná em pó vendido e consumido na capital é misturado com serragem de madeira e outras substâncias.

TAG MauésAmazonasguaranaeconomia