Esportes

Praia do Tupé sedia 2ª Corrida e Caminhada Ecológica Manaus

O trajeto da prova terá aproximadamente três quilômetros, com saída e chegada no lado leste da praia, na parte alta em terra firme


O período de vazante revela paisagens de rara beleza nas praias da região amazônica. E esse foi o cenário escolhido para que corredores amadores e profissionais possam participar, no próximo dia 8 de dezembro, da 2ª Corrida e Caminhada Ecológica Manaus, na Praia do Tupé, situada na comunidade São João, uma das seis comunidades que integram a Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Tupé, situada a 25 minutos de Manaus. As inscrições estão abertas a partir desta terça-feira, (7), e poderão ser feitas no site www.ticketagora.com.br.

A prova é realizada pela Prefeitura de Manaus, por meio das secretarias municipais de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) e Juventude Esporte e Lazer (Semjel), em parceria com a Associação dos Locutores Esportivos do Amazonas (Aclea).
 

 

 

Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia

 



O trajeto da prova terá aproximadamente três quilômetros, com saída e chegada no Centro de Apoio ao Desenvolvimento Sustentável Professor Roberto Vieira, no lado leste da praia, na parte alta em terra firme. No trajeto, será possível ao corredor ter o contato com a natureza preservada e a adrenalina de superar desafios como areais, trilhas dentro da floresta, trechos de charco e travessia de igarapés. Em visita técnica realizada no último domingo, 5, técnicos da Semmas, juntamente com o professor doutor Gilmar Couto, da Faculdade de Educação Física e Fisioterapia da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), fizeram o reconhecimento do trajeto. “O percurso será inesquecível. Para quem participar, é uma oportunidade de conhecer e valorizar uma área preservada do município de Manaus”, explicou Gilmar Couto.

O objetivo do circuito de Corrida e Caminhada Ecológica, lançado em junho deste ano, com a prova realizada nas trilhas do Parque Municipal do Mindu, é exatamente o de fortalecer a gestão das áreas protegidas municipais. “Assim como o Mindu, a Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Tupé é um santuário natural de grande beleza e importância estratégica para o mosaico de unidades de conservação existentes no Baixo Amazonas. Ela integra o sistema municipal de unidades de conservação geridas pela Prefeitura de Manaus, razão pela qual decidimos incluí-la nessa estratégia de fortalecimento da gestão por meio da realização de atividades que levem esporte, lazer e cultura para as comunidades locais”, afirmou o secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Antonio Nelson de Oliveira Júnior, reforçando a disposição do prefeito Arthur Virgílio Neto em manter essas áreas protegidas e criar novas unidades de conservação municipais.

O número de vagas para a 2ª Corrida e Caminhada Ecológica – Etapa Tupé é limitado. Serão 300 vagas. Os participantes sairão da Marina do Davi, às 6h30, em cinco embarcações, cada uma com capacidade para 50 pessoas. “Essa iniciativa é uma nova alternativa de levar as pessoas para conhecer a região do Tupé e apoiar a Prefeitura de Manaus no processo de gestão da reserva, estimulando cada vez mais atividades que levem a grande massa para dentro das reservas, fazendo com que entendam, conheçam e valorizem as áreas protegidas”, afirmou o diretor de Áreas Protegidas da Semmas, Márcio Bentes.

O presidente da Aclea, jornalista Eduardo Monteiro de Paula, destacou a importância do evento para quem pratica o esporte e para os moradores da reserva. “A corrida vai movimentar também a comunidade e dar oportunidade para os moradores mostrarem seu artesanato e cultura, fomentando a geração de renda para as famílias, que tem no turismo de base comunitária a sua principal rentabilidade”, lembrou.

A RDS do Tupé fica localizada na confluência do Rio Negro com o igarapé Tarumã, numa área de 11.973 hectares, gerida pela Prefeitura de Manaus, por meio da Semmas. As seis comunidades que integram a reserva têm no turismo de base comunitária e na agricultura familiar as principais fontes de renda. As comunidades são: São João, Julião, Livramento, Agrovila, Tatu e Colônia Central. Elas contam hoje com aproximadamente 5 mil moradores.


Esportes

Praia do Tupé sedia 2ª Corrida e Caminhada Ecológica Manaus

O trajeto da prova terá aproximadamente três quilômetros, com saída e chegada no lado leste da praia, na parte alta em terra firme

Redação

jornalismo@portalamazonia.com


O período de vazante revela paisagens de rara beleza nas praias da região amazônica. E esse foi o cenário escolhido para que corredores amadores e profissionais possam participar, no próximo dia 8 de dezembro, da 2ª Corrida e Caminhada Ecológica Manaus, na Praia do Tupé, situada na comunidade São João, uma das seis comunidades que integram a Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Tupé, situada a 25 minutos de Manaus. As inscrições estão abertas a partir desta terça-feira, (7), e poderão ser feitas no site www.ticketagora.com.br.

A prova é realizada pela Prefeitura de Manaus, por meio das secretarias municipais de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) e Juventude Esporte e Lazer (Semjel), em parceria com a Associação dos Locutores Esportivos do Amazonas (Aclea).
 

 

 

Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia

 



O trajeto da prova terá aproximadamente três quilômetros, com saída e chegada no Centro de Apoio ao Desenvolvimento Sustentável Professor Roberto Vieira, no lado leste da praia, na parte alta em terra firme. No trajeto, será possível ao corredor ter o contato com a natureza preservada e a adrenalina de superar desafios como areais, trilhas dentro da floresta, trechos de charco e travessia de igarapés. Em visita técnica realizada no último domingo, 5, técnicos da Semmas, juntamente com o professor doutor Gilmar Couto, da Faculdade de Educação Física e Fisioterapia da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), fizeram o reconhecimento do trajeto. “O percurso será inesquecível. Para quem participar, é uma oportunidade de conhecer e valorizar uma área preservada do município de Manaus”, explicou Gilmar Couto.

O objetivo do circuito de Corrida e Caminhada Ecológica, lançado em junho deste ano, com a prova realizada nas trilhas do Parque Municipal do Mindu, é exatamente o de fortalecer a gestão das áreas protegidas municipais. “Assim como o Mindu, a Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Tupé é um santuário natural de grande beleza e importância estratégica para o mosaico de unidades de conservação existentes no Baixo Amazonas. Ela integra o sistema municipal de unidades de conservação geridas pela Prefeitura de Manaus, razão pela qual decidimos incluí-la nessa estratégia de fortalecimento da gestão por meio da realização de atividades que levem esporte, lazer e cultura para as comunidades locais”, afirmou o secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Antonio Nelson de Oliveira Júnior, reforçando a disposição do prefeito Arthur Virgílio Neto em manter essas áreas protegidas e criar novas unidades de conservação municipais.

O número de vagas para a 2ª Corrida e Caminhada Ecológica – Etapa Tupé é limitado. Serão 300 vagas. Os participantes sairão da Marina do Davi, às 6h30, em cinco embarcações, cada uma com capacidade para 50 pessoas. “Essa iniciativa é uma nova alternativa de levar as pessoas para conhecer a região do Tupé e apoiar a Prefeitura de Manaus no processo de gestão da reserva, estimulando cada vez mais atividades que levem a grande massa para dentro das reservas, fazendo com que entendam, conheçam e valorizem as áreas protegidas”, afirmou o diretor de Áreas Protegidas da Semmas, Márcio Bentes.

O presidente da Aclea, jornalista Eduardo Monteiro de Paula, destacou a importância do evento para quem pratica o esporte e para os moradores da reserva. “A corrida vai movimentar também a comunidade e dar oportunidade para os moradores mostrarem seu artesanato e cultura, fomentando a geração de renda para as famílias, que tem no turismo de base comunitária a sua principal rentabilidade”, lembrou.

A RDS do Tupé fica localizada na confluência do Rio Negro com o igarapé Tarumã, numa área de 11.973 hectares, gerida pela Prefeitura de Manaus, por meio da Semmas. As seis comunidades que integram a reserva têm no turismo de base comunitária e na agricultura familiar as principais fontes de renda. As comunidades são: São João, Julião, Livramento, Agrovila, Tatu e Colônia Central. Elas contam hoje com aproximadamente 5 mil moradores.

TAG manausAmazonascorridapraia do tupe