Esportes

Pesquisa sobre origem do futebol do Amazonas será publicada em livro

Publicação desvenda período de 1903 a 1914, período em que o futebol chegou ao Amazonas e teve grande influência na identidade cultural de seu povo


O futebol amazonense possui uma história mais rica do que se imagina. O presente nada reflete o passado de paixão pelos times locais e multidões nos estádios, já no início do século XX, antes mesmo da origem do Campeonato Amazonense. Curiosidades inéditas sobre a origem do esporte bretão no Amazonas estão prestes a ser desvendadas no livro 'Memórias do esporte bretão caboclo - os primórdios do futebol no Amazonas', do historiador Gaspar Vieira Neto. 
 
Com vestimenta peculiar, diretores do antigo Manaós Sporting Club eram auxiliados por mulheres. Foto: Gaspar Vieira Neto/Arquivo Pessoal
 
Com quase 600 páginas, o livro demandou cinco anos de pesquisa e revela detalhes de um período praticamente desconhecido do futebol local, entre 1903 e 1914, que antecedeu a primeira edição do Campeonato Amazonense de Futebol. "No início eu não tinha a finalidade de fazer um livro, era só curiosidade. Percebi que não havia nada sobre esse período, apenas se mencionava superficialmente alguma coisa", contou Gaspar ao canal Amazon Sat.
O historiador mergulhou nas relíquias do Instituto Geográfico e Histórico do Amazonas (IGHA) para encontrar registros da origem do futebol no Amazonas. Segundo as pesquisas, a primeira publicação data de 1903, com os ingleses jogando na antiga Praça Floriano Peixoto, na Cachoeirinha, área do Hospital Militar de Manaus. "Vi times que nunca havia ouvido falar na vida e locais onde nunca imaginei que se jogava futebol, como a Praça Floriano Peixoto, a Praça do Congresso e a Praça Dom Pedro II", relatou.

Alguns dos registros de Gaspar já foram divulgados publicamente, como o primeiro time de futebol a surgir no Amazonas (Racing Club) e a existência de um time que só aceitava jogadores negros (Euterpe). Outros serão revelados apenas no livro, mas o historiador faz questão de mencionar o quanto o esporte movia a paixão dos amazonenses, para o bem e até para o mal. "Tinha até briga de torcedores, que na época eram chamados de admiradores. Registrei briga de mulheres, uma briga num bonde em 1913. Tudo isso eu conto no livro. Já havia uma rivalidade entre os times".

Trazido pelos ingleses, o futebol foi o único esporte a se popularizar entre todas as classes sociais no Amazonas, ainda que fosse restrito à elite em sua origem. Estima-se que pelo menos 50 times surgiram no estado neste período.

Com a publicação já finalizada, Gaspar agora corre atrás de uma editora para comercializar o livro. Dentro das expectativas, ele pretende lançar o livro no primeiro semestre de 2017. Editoras interessadas no trabalho podem contactar o historiador pelo telefone (92) 99128-3937.

Esportes

Home > Noticias > null

Pesquisa sobre origem do futebol do Amazonas será publicada em livro

Publicação desvenda período de 1903 a 1914, período em que o futebol chegou ao Amazonas e teve grande influência na identidade cultural de seu povo

Gabriel Seixas

gabriel.seixas@portalamazonia.com


O futebol amazonense possui uma história mais rica do que se imagina. O presente nada reflete o passado de paixão pelos times locais e multidões nos estádios, já no início do século XX, antes mesmo da origem do Campeonato Amazonense. Curiosidades inéditas sobre a origem do esporte bretão no Amazonas estão prestes a ser desvendadas no livro 'Memórias do esporte bretão caboclo - os primórdios do futebol no Amazonas', do historiador Gaspar Vieira Neto. 
 
Com vestimenta peculiar, diretores do antigo Manaós Sporting Club eram auxiliados por mulheres. Foto: Gaspar Vieira Neto/Arquivo Pessoal
 
Com quase 600 páginas, o livro demandou cinco anos de pesquisa e revela detalhes de um período praticamente desconhecido do futebol local, entre 1903 e 1914, que antecedeu a primeira edição do Campeonato Amazonense de Futebol. "No início eu não tinha a finalidade de fazer um livro, era só curiosidade. Percebi que não havia nada sobre esse período, apenas se mencionava superficialmente alguma coisa", contou Gaspar ao canal Amazon Sat.
O historiador mergulhou nas relíquias do Instituto Geográfico e Histórico do Amazonas (IGHA) para encontrar registros da origem do futebol no Amazonas. Segundo as pesquisas, a primeira publicação data de 1903, com os ingleses jogando na antiga Praça Floriano Peixoto, na Cachoeirinha, área do Hospital Militar de Manaus. "Vi times que nunca havia ouvido falar na vida e locais onde nunca imaginei que se jogava futebol, como a Praça Floriano Peixoto, a Praça do Congresso e a Praça Dom Pedro II", relatou.

Alguns dos registros de Gaspar já foram divulgados publicamente, como o primeiro time de futebol a surgir no Amazonas (Racing Club) e a existência de um time que só aceitava jogadores negros (Euterpe). Outros serão revelados apenas no livro, mas o historiador faz questão de mencionar o quanto o esporte movia a paixão dos amazonenses, para o bem e até para o mal. "Tinha até briga de torcedores, que na época eram chamados de admiradores. Registrei briga de mulheres, uma briga num bonde em 1913. Tudo isso eu conto no livro. Já havia uma rivalidade entre os times".

Trazido pelos ingleses, o futebol foi o único esporte a se popularizar entre todas as classes sociais no Amazonas, ainda que fosse restrito à elite em sua origem. Estima-se que pelo menos 50 times surgiram no estado neste período.

Com a publicação já finalizada, Gaspar agora corre atrás de uma editora para comercializar o livro. Dentro das expectativas, ele pretende lançar o livro no primeiro semestre de 2017. Editoras interessadas no trabalho podem contactar o historiador pelo telefone (92) 99128-3937.

TAG EsporteManausAmazonasfutebol