Internacional

Pelo menos 68 morrem em incêndio na Venezuela, diz procurador

Tarek Saab, procurador-geral da Venezuela, anunciou as mortes em sua conta no twitter na noite desta quarta-feira


 
Foto:Reprodução/ANSA
 
Pelo menos 68 pessoas morreram em um suposto incêndio no Centro de Detenção da Polícia Estadual de Carabobo, em Valencia, norte da Venezuela, é o que que informou o procurador-geral da Venezuela, Tarek Saab, nesta quarta-feira (28), em sua conta no twitter.

"O @MinpublicoVE (Ministério Público da Venezuela) informa à opinião pública que perante os fatos terríveis acontecidos no Comando da Polícia do Estado Carabobo, onde 68 pessoas morreram por um suposto incêndio, nomeamos quatro promotores para esclarecer esses eventos dramáticos", disse Saab, por sua conta no Twitter  (@TarekWiliamSaab).

Ainda pelo twitter o procurador Tarek afima que há informações preliminares de pelo menos 66 homens mortos e duas mulheres, que estava em pernoite, e que em todos foram feitos os protocolos de autópsia e entrega dos corpos aos familiares".

E acrescentou que "O @MinpublicoVE garante que aprofundará as investigações para esclarecer, de forma imediata, esses dolorosos eventos que enlutaram dezenas de famílias venezuelanas. Assim como estabelecer as responsabilidades que possam surgir", disse Saab.
Em nota, o governo de Carabobo manifestou solidariedade aos familiares e deu a garantia de que prestará todo o apoio fúnebre necessário.

Internacional

Home > Noticias > null

Pelo menos 68 morrem em incêndio na Venezuela, diz procurador

Tarek Saab, procurador-geral da Venezuela, anunciou as mortes em sua conta no twitter na noite desta quarta-feira

Redação

jornalismo@portalamazonia.com


 
Foto:Reprodução/ANSA
 
Pelo menos 68 pessoas morreram em um suposto incêndio no Centro de Detenção da Polícia Estadual de Carabobo, em Valencia, norte da Venezuela, é o que que informou o procurador-geral da Venezuela, Tarek Saab, nesta quarta-feira (28), em sua conta no twitter.

"O @MinpublicoVE (Ministério Público da Venezuela) informa à opinião pública que perante os fatos terríveis acontecidos no Comando da Polícia do Estado Carabobo, onde 68 pessoas morreram por um suposto incêndio, nomeamos quatro promotores para esclarecer esses eventos dramáticos", disse Saab, por sua conta no Twitter  (@TarekWiliamSaab).

Ainda pelo twitter o procurador Tarek afima que há informações preliminares de pelo menos 66 homens mortos e duas mulheres, que estava em pernoite, e que em todos foram feitos os protocolos de autópsia e entrega dos corpos aos familiares".

E acrescentou que "O @MinpublicoVE garante que aprofundará as investigações para esclarecer, de forma imediata, esses dolorosos eventos que enlutaram dezenas de famílias venezuelanas. Assim como estabelecer as responsabilidades que possam surgir", disse Saab.
Em nota, o governo de Carabobo manifestou solidariedade aos familiares e deu a garantia de que prestará todo o apoio fúnebre necessário.

TAG mortesVenezuelaincendiorebeliaopresidiariosinternacionalAmazonia Internacionalcrise politica

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
VOCÊ VIU ?
TV