Publicidade

Ciência e Tecnologia

Home > Noticias > null

Pará firma parceria para produção de repelente à base de andiroba

O projeto piloto vai produzir 500 mil unidades do produto que será distribuído para 500 mil mulheres grávidas e idosos

Portal Amazônia, com informações da Agência Pará

jornalismo@portalamazonia.com


O Pará firmou nesta quinta-feira (3) uma parceria inédita com a empresa Beraca Ingredientes Naturais S/A para fabricar e distribuir um repelente para insetos de grande durabilidade à base de andiroba. O objetivo é combater o mosquito Aedes aegypti. A iniciativa envolve as Secretarias de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet), de Desesnvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), de Saúde Pública (Sespa) e de Desenvolvimento Agropecuário e de Pesca (Sedap).

O repelente pode ser considerado um produto inovador por ser mais natural, tendo em vista que ele utiliza o mínimo de ativos industrializados e importados de outros países, como o N,N-diethyl-3-methylbenzamide, mais conhecido como DEET, que não é fabricado no Brasil, mas, importado da China. Por meio dessa parceria serão produzidas, como um projeto piloto, 500 mil unidades do repelentes a serem distribuídas pela Sespa a 500 mil mulheres grávidas e idosos.

A expectativa é de que, além de atuar na prevenção de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti, o projeto possa contribuir para a geração de renda de comunidades agroextrativistas e para o incentivo à verticalização produção ligada à biodiversidade no Pará. Para isso, a Sedap fornecerá apoio à organização e capacitação das cadeias agroextrativistas comunitárias instaladas no Pará que fornecerão à Beraca as sementes da andiroba.
 A ação integra os objetivos previstos no Plano Estratégico de Desenvolvimento do Estado do Pará (Pará 2030) e no Programa Paraense de Incentivo ao Uso Sustentável da Biodiversidade (Biopará), coordenado pela Sectet.
Ciência e Tecnologia

Pará firma parceria para produção de repelente à base de andiroba

O projeto piloto vai produzir 500 mil unidades do produto que será distribuído para 500 mil mulheres grávidas e idosos

Portal Amazônia, com informações da Agência Pará

jornalismo@portalamazonia.com


O Pará firmou nesta quinta-feira (3) uma parceria inédita com a empresa Beraca Ingredientes Naturais S/A para fabricar e distribuir um repelente para insetos de grande durabilidade à base de andiroba. O objetivo é combater o mosquito Aedes aegypti. A iniciativa envolve as Secretarias de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet), de Desesnvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), de Saúde Pública (Sespa) e de Desenvolvimento Agropecuário e de Pesca (Sedap).

O repelente pode ser considerado um produto inovador por ser mais natural, tendo em vista que ele utiliza o mínimo de ativos industrializados e importados de outros países, como o N,N-diethyl-3-methylbenzamide, mais conhecido como DEET, que não é fabricado no Brasil, mas, importado da China. Por meio dessa parceria serão produzidas, como um projeto piloto, 500 mil unidades do repelentes a serem distribuídas pela Sespa a 500 mil mulheres grávidas e idosos.

A expectativa é de que, além de atuar na prevenção de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti, o projeto possa contribuir para a geração de renda de comunidades agroextrativistas e para o incentivo à verticalização produção ligada à biodiversidade no Pará. Para isso, a Sedap fornecerá apoio à organização e capacitação das cadeias agroextrativistas comunitárias instaladas no Pará que fornecerão à Beraca as sementes da andiroba.
 A ação integra os objetivos previstos no Plano Estratégico de Desenvolvimento do Estado do Pará (Pará 2030) e no Programa Paraense de Incentivo ao Uso Sustentável da Biodiversidade (Biopará), coordenado pela Sectet.

TAG Amazônia LegalParáBelémrepelenteciênciatecnologiaAedes aegypti