Publicidade

Economia

Home > Noticias > null

Nova economia: o papel do jovem empreendedor e os desafios de inovar

O assunto é foco da próxima edição do Plano B, que contará com as presenças de Expedito Belmont - CEO da startup DriveON e de Breno Maciel - CEO & Founder da Vanguarda Comunicação

William Costa

william.costa@portalamazonia.com


Empreender é quando a pessoa que faz, sai da zona de conforto e da área de sonhos e parte para a ação, ou seja, é otimista, autoconfiante, corajosa, persistente e resiliente. Essas são algumas das características de um empreendedor, e os desafios estão nos jovens, já que segundo o levantamento Global Entrepreunership Monitor, de 2018, do Sebrae, mostra que eles lideram com as menores taxas de empreendedorismo.
   
Foto:Diego Oliveira/Portal Amazônia
 


Segundo o coach e colunista de empreendedorismo do Grupo Rede Amazônica (GRAM), Carlos Oshiro, essa janela de possibilidades para juventude empreender, demanda conhecimento e expertise em proporcionar experiências aos clientes.


"O principal desafio de começar empreender na nova economia é entender o conceito de 'Nova Economia', entender de marketing digital, de redes sociais, entender que o consumidor-cliente está, cada vez mais, voltado para buscar experiências e não preço, então, é entender todo um processo que funciona hoje com relação à tocar com emoção no sentimento das pessoas é que faz a diferença".


Ainda segundo Oshiro, o papel do jovem empreendedor está pautado, principalmente, em novos modelos de negócios tendo as tecnologias como suporte.


"Com o surgimento de novos negócios, com relação a startups ou empresas que de repente utilizam a internet ou a tecnologia para poder fazer a diferença, constroem o papel do jovem empreendedor na nova economia, e que utilizam e entendem bastante de marketing digital, além de ter muita informação de como essa nova forma de fazer negócios em relação aos empreendedores que fizeram riqueza e cresceram na velha economia", pontua Oshiro.
   
 

Plano B



A Fundação Rede Amazônica (FRAM), através do selo de apoio "Acelera Amazônia", realiza no próximo sábado (7), a partir das 10h, o 'Plano B', com o tema "O papel do jovem empreendedor na nova economia". No debate, as presenças de Expedito Belmont - CEO da startup DriveON e de Breno Maciel - CEO & Founder da Vanguarda Comunicação.


A condução do programa é de Carlos Oshiro e será transmitido ao vivo da Rádio CBN Amazônia, no programa Empreender na Amazônia ou através do site cbnamazonia.com, a partir das 10h (horário de Manaus).


Acelera Amazônia


O Acelera Amazônia é um selo de apoio da Fundação Rede Amazônica que tem como objetivo inspirar e fortalecer o empreendedorismo inovador através de ações que conectem empreendedores, instituições e comunidade levando em consideração o desenvolvimento sustentável da Amazônia.


Fundação Rede Amazônica
A Fundação Rede Amazônica é o braço institucional do Grupo Rede Amazônica, comprometida com a integração e desenvolvimento da Amazônia, com a missão de capacitar pessoas, articular parcerias e contribuir para o desenvolvimento social, ambiental e científico-tecnológico da região.​

   
 


    
Economia

Nova economia: o papel do jovem empreendedor e os desafios de inovar

O assunto é foco da próxima edição do Plano B, que contará com as presenças de Expedito Belmont - CEO da startup DriveON e de Breno Maciel - CEO & Founder da Vanguarda Comunicação


Empreender é quando a pessoa que faz, sai da zona de conforto e da área de sonhos e parte para a ação, ou seja, é otimista, autoconfiante, corajosa, persistente e resiliente. Essas são algumas das características de um empreendedor, e os desafios estão nos jovens, já que segundo o levantamento Global Entrepreunership Monitor, de 2018, do Sebrae, mostra que eles lideram com as menores taxas de empreendedorismo.
   
Foto:Diego Oliveira/Portal Amazônia
 


Segundo o coach e colunista de empreendedorismo do Grupo Rede Amazônica (GRAM), Carlos Oshiro, essa janela de possibilidades para juventude empreender, demanda conhecimento e expertise em proporcionar experiências aos clientes.


"O principal desafio de começar empreender na nova economia é entender o conceito de 'Nova Economia', entender de marketing digital, de redes sociais, entender que o consumidor-cliente está, cada vez mais, voltado para buscar experiências e não preço, então, é entender todo um processo que funciona hoje com relação à tocar com emoção no sentimento das pessoas é que faz a diferença".


Ainda segundo Oshiro, o papel do jovem empreendedor está pautado, principalmente, em novos modelos de negócios tendo as tecnologias como suporte.


"Com o surgimento de novos negócios, com relação a startups ou empresas que de repente utilizam a internet ou a tecnologia para poder fazer a diferença, constroem o papel do jovem empreendedor na nova economia, e que utilizam e entendem bastante de marketing digital, além de ter muita informação de como essa nova forma de fazer negócios em relação aos empreendedores que fizeram riqueza e cresceram na velha economia", pontua Oshiro.
   
 

Plano B



A Fundação Rede Amazônica (FRAM), através do selo de apoio "Acelera Amazônia", realiza no próximo sábado (7), a partir das 10h, o 'Plano B', com o tema "O papel do jovem empreendedor na nova economia". No debate, as presenças de Expedito Belmont - CEO da startup DriveON e de Breno Maciel - CEO & Founder da Vanguarda Comunicação.


A condução do programa é de Carlos Oshiro e será transmitido ao vivo da Rádio CBN Amazônia, no programa Empreender na Amazônia ou através do site cbnamazonia.com, a partir das 10h (horário de Manaus).


Acelera Amazônia


O Acelera Amazônia é um selo de apoio da Fundação Rede Amazônica que tem como objetivo inspirar e fortalecer o empreendedorismo inovador através de ações que conectem empreendedores, instituições e comunidade levando em consideração o desenvolvimento sustentável da Amazônia.


Fundação Rede Amazônica
A Fundação Rede Amazônica é o braço institucional do Grupo Rede Amazônica, comprometida com a integração e desenvolvimento da Amazônia, com a missão de capacitar pessoas, articular parcerias e contribuir para o desenvolvimento social, ambiental e científico-tecnológico da região.​

   
 


    

TAG carlos oshiroplano b