Publicidade

Cidades

Home > Noticias > null

No AM, principais problemas de barcos são falta de tripulante habilitado e equipamento de socorro

Operação da Marinha da Brasil para fiscalizar navegação nos rios notificou, pelo menos, 50 embarcações

Portal Amazônia, com informações do G1 Amazonas

jornalismo@portalamazonia.com


Com o aumento da chegada de barcos no municípios de Parintins (AM), por conta do 54º Festival Folclórico, a Marinha do Brasil tem intensificado as fiscalizações nos rios. Até o momento, a operação para fiscalizar a navegação no Amazonas já notificou cerca de 50 embarcações por conta de irregularidades. 

 

O capitão José Carlos Sá afirmou que a ausência de tripulante habilitado e a falta de equipamento de salvatagem são os principais problemas encontrados. “A incidência de excesso de passageiros é cada vez menor. Nesses três primeiros dias, por exemplo, a incidência é baixa”, disse.

 

Foto: Divulgação/Marinha

As notificações foram emitidas pela Marinha do Brasil, no trecho entre Manaus e o município de Juriti, no Pará. A ação deve ocorrer durante todo o período do Festival e já resultou na apreensão de oito embarcações.

 

A Agência Fluvial de Parintins informou que aproximadamente 19 mil pessoas já deixaram o porto de Manaus com destino ao município. Em 2018, cerca de 60 barcos foram notificados. Atualmente, a operação está na segunda fase e já identificou diversas irregularidades.

 

Cidades

No AM, principais problemas de barcos são falta de tripulante habilitado e equipamento de socorro

Operação da Marinha da Brasil para fiscalizar navegação nos rios notificou, pelo menos, 50 embarcações

Portal Amazônia, com informações do G1 Amazonas

jornalismo@portalamazonia.com


Com o aumento da chegada de barcos no municípios de Parintins (AM), por conta do 54º Festival Folclórico, a Marinha do Brasil tem intensificado as fiscalizações nos rios. Até o momento, a operação para fiscalizar a navegação no Amazonas já notificou cerca de 50 embarcações por conta de irregularidades. 

 

O capitão José Carlos Sá afirmou que a ausência de tripulante habilitado e a falta de equipamento de salvatagem são os principais problemas encontrados. “A incidência de excesso de passageiros é cada vez menor. Nesses três primeiros dias, por exemplo, a incidência é baixa”, disse.

 

Foto: Divulgação/Marinha

As notificações foram emitidas pela Marinha do Brasil, no trecho entre Manaus e o município de Juriti, no Pará. A ação deve ocorrer durante todo o período do Festival e já resultou na apreensão de oito embarcações.

 

A Agência Fluvial de Parintins informou que aproximadamente 19 mil pessoas já deixaram o porto de Manaus com destino ao município. Em 2018, cerca de 60 barcos foram notificados. Atualmente, a operação está na segunda fase e já identificou diversas irregularidades.

 


TAG fiscalizacaoriosMarinha do Brasilfiscalizacao barcos parintinsbarcos para parintins