Publicidade

Cidades

Nível do Juruá volta a subir e cidade do Acre enfrenta terceira cheia em menos de 4 meses

Cruzeiro do Sul é a segunda maior cidade do Acre e já está sendo monitorada pela Defesa Civil

Portal Amazônia, com informações do G1 Acre

jornalismo@portalamazonia.com


O nível do Rio Juruá subiu 30 centímetros, em apenas 24 horas, e chegou a 12,96 metros, na manhã desta segunda-feira (11), em Cruzeiro do Sul, se aproximando da cota de transbordo que é de 13 metros. A Defesa Civil informou que está em alerta na cidade, que é a segunda maior cidade do Acre e enfrenta a terceira enchente em menos de 4 meses.

O nível do manancial que banha cinco cidades do Acre, e outras do Amazonas, chegou a 13,57 m e desabrigou 19 famílias, em novembro do ano passado. No mês passado, a cota do rio Juruá chegou a quase 14 metros e desabrigou 123 famílias e afetou diretamente quase 30 mil moradores.
 
 
Foto: Mazinho Rogério/Rede Amazônica
 
Segundo o coordenador da Defesa Civil, José Lima, por enquanto a situação ainda é de tranquilidade, mas, se o nível chegar aos 13,30 m, as famílias devem ser obrigadas a sair de casa. “A gente só começa a remover famílias a partir dessa cota, mas, como está subindo, já há uma preocupação por parte da Defesa Civil”, afirmou Lima.

Das 123 famílias que foram desabrigadas pela cheia de fevereiro, pelo menos seis ainda estão em aluguel social, pois não tiveram como voltar para suas casas que ficam em áreas que correm risco de desbarrancamento. As que ficaram por mais de 20 dias em abrigos coletivos, todas já voltaram para suas moradias.

Com a possibilidade de uma nova cheia, a Defesa Civil já começou a monitorar as áreas ribeirinhas para acompanhar a situação dos moradores.
 

Cidades

Home > Noticias > null

Nível do Juruá volta a subir e cidade do Acre enfrenta terceira cheia em menos de 4 meses

Cruzeiro do Sul é a segunda maior cidade do Acre e já está sendo monitorada pela Defesa Civil

Portal Amazônia, com informações do G1 Acre

jornalismo@portalamazonia.com


O nível do Rio Juruá subiu 30 centímetros, em apenas 24 horas, e chegou a 12,96 metros, na manhã desta segunda-feira (11), em Cruzeiro do Sul, se aproximando da cota de transbordo que é de 13 metros. A Defesa Civil informou que está em alerta na cidade, que é a segunda maior cidade do Acre e enfrenta a terceira enchente em menos de 4 meses.

O nível do manancial que banha cinco cidades do Acre, e outras do Amazonas, chegou a 13,57 m e desabrigou 19 famílias, em novembro do ano passado. No mês passado, a cota do rio Juruá chegou a quase 14 metros e desabrigou 123 famílias e afetou diretamente quase 30 mil moradores.
 
 
Foto: Mazinho Rogério/Rede Amazônica
 
Segundo o coordenador da Defesa Civil, José Lima, por enquanto a situação ainda é de tranquilidade, mas, se o nível chegar aos 13,30 m, as famílias devem ser obrigadas a sair de casa. “A gente só começa a remover famílias a partir dessa cota, mas, como está subindo, já há uma preocupação por parte da Defesa Civil”, afirmou Lima.

Das 123 famílias que foram desabrigadas pela cheia de fevereiro, pelo menos seis ainda estão em aluguel social, pois não tiveram como voltar para suas casas que ficam em áreas que correm risco de desbarrancamento. As que ficaram por mais de 20 dias em abrigos coletivos, todas já voltaram para suas moradias.

Com a possibilidade de uma nova cheia, a Defesa Civil já começou a monitorar as áreas ribeirinhas para acompanhar a situação dos moradores.
 

TAG acreCruzeiro do SulcheiaDefesa CivilRio Jurua