Internacional

Nicolás Maduro desembarca em Nova Iorque para Assembleia Geral da ONU

Na ONU, presidente americano Donald Trump demonstrou interesse em se reunir com o venezuelano


O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, chegou nesta quarta-feira (26), à cidade de Nova Iorque, onde participará da 73ª Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU).

"Aterrizando em Nova Iorque para participar da Assembleia Geral das Nações Unidas. Trago a voz de todo o meu povo, venho carregado com a paixão para defender a verdade", escreveu o líder venezuelano em uma rede social.

Ainda na manhã de quarta-feira, o presidente norte-americano Donald Trump demonstrou, em entrevista concedida a jornalistas na sede da ONU estar aberto ao diálogo com o presidente venezuelano, caso Maduro assim desejasse.

"Se ele estiver aqui [na ONU], se ele quiser se encontrar... isso não estava na minha cabeça, não era minha ideia, mas, se eu puder ajudar as pessoas, é para isso que estou aqui", disse o americano.

De acordo com o republicano, o país vive uma "tragédia humana", e apontou que foi o socialismo o responsável por ter levado a população venezuelana à pobreza extrema.

Apesar disso, segundo fontes da Casa Branca, até o fim do dia o encontro entre Trump e Maduro ainda não havia sido agendado.         

Internacional

Home > Noticias > null

Nicolás Maduro desembarca em Nova Iorque para Assembleia Geral da ONU

Na ONU, presidente americano Donald Trump demonstrou interesse em se reunir com o venezuelano

Portal Amazônia

jornalismo@portalamazonia.com


O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, chegou nesta quarta-feira (26), à cidade de Nova Iorque, onde participará da 73ª Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU).

"Aterrizando em Nova Iorque para participar da Assembleia Geral das Nações Unidas. Trago a voz de todo o meu povo, venho carregado com a paixão para defender a verdade", escreveu o líder venezuelano em uma rede social.

Ainda na manhã de quarta-feira, o presidente norte-americano Donald Trump demonstrou, em entrevista concedida a jornalistas na sede da ONU estar aberto ao diálogo com o presidente venezuelano, caso Maduro assim desejasse.

"Se ele estiver aqui [na ONU], se ele quiser se encontrar... isso não estava na minha cabeça, não era minha ideia, mas, se eu puder ajudar as pessoas, é para isso que estou aqui", disse o americano.

De acordo com o republicano, o país vive uma "tragédia humana", e apontou que foi o socialismo o responsável por ter levado a população venezuelana à pobreza extrema.

Apesar disso, segundo fontes da Casa Branca, até o fim do dia o encontro entre Trump e Maduro ainda não havia sido agendado.         

TAG assembleia geral da onunicolas maduropresidentevenezuela