Publicidade

Saúde

Home > Noticias > null

Município de Rondônia emite alerta para raiva animal após 13 casos

A ação tem como objetivo evitar a propagação da raiva e prejuízos à produção agropecuária.

Portal Amazônia, com informações da Radioagência Nacional

jornalismo@portalamazonia.com


Após a morte de 13 animais por suspeita de raiva, no município rondoniense de Cabixi, a Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril de Rondônia (Idaron) - emitiu alerta aos produtores rurais para que informem, em até 24 horas, qualquer enfermidade animal ao serviço veterinário oficial.


A ação tem como objetivo evitar a propagação da raiva e prejuízos à produção agropecuária.
   
Foto:Divulgação/Idaron
 

A Idaron só foi notificada do foco em Cabixi, após 12 animais terem morrido. O décimo terceiro caso foi acompanhado por técnicos da agência, que confirmaram a presença do vírus da raiva.


Medidas sanitárias foram adotadas para controlar e prevenir a ocorrência de novos casos da doença, entre elas a investigação epidemiológica na propriedade de origem, a análise de trânsito animal no período de incubação da raiva e a notificação de produtores rurais da região para vacinação do rebanho.


A agência destaca que a raiva não tem cura e a vacinação é a única forma de conter os focos da doença, para garantir um rebanho saudável.


Para mais informações e esclarecimentos a Idaron disponibiliza o telefone 0800 643 4337.


Saúde

Município de Rondônia emite alerta para raiva animal após 13 casos

A ação tem como objetivo evitar a propagação da raiva e prejuízos à produção agropecuária.

Portal Amazônia, com informações da Radioagência Nacional

jornalismo@portalamazonia.com


Após a morte de 13 animais por suspeita de raiva, no município rondoniense de Cabixi, a Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril de Rondônia (Idaron) - emitiu alerta aos produtores rurais para que informem, em até 24 horas, qualquer enfermidade animal ao serviço veterinário oficial.


A ação tem como objetivo evitar a propagação da raiva e prejuízos à produção agropecuária.
   
Foto:Divulgação/Idaron
 

A Idaron só foi notificada do foco em Cabixi, após 12 animais terem morrido. O décimo terceiro caso foi acompanhado por técnicos da agência, que confirmaram a presença do vírus da raiva.


Medidas sanitárias foram adotadas para controlar e prevenir a ocorrência de novos casos da doença, entre elas a investigação epidemiológica na propriedade de origem, a análise de trânsito animal no período de incubação da raiva e a notificação de produtores rurais da região para vacinação do rebanho.


A agência destaca que a raiva não tem cura e a vacinação é a única forma de conter os focos da doença, para garantir um rebanho saudável.


Para mais informações e esclarecimentos a Idaron disponibiliza o telefone 0800 643 4337.



TAG cabixi febre aftosa cabixi rondonia febre aftosa