Esportes

Morre Amadeu Teixeira, um dos maiores nomes do futebol amazonense

Teixeira é considerado um dos maiores ícones da história do futebol amazonense. Sua história se confunde com a do América Futebol Clube


Morreu na noite desta terça-feira (7) o ex-treinador Amadeu Teixeira. Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular da capital. A neta de Teixeira, Bruna Parente, confirmou a informação, mas não divulgou a causa da morte e nem local do velório.

Em entrevista ao Portal Amazônia, Bruna falou sobre a luta de seu avó para viver. "Meu avô provou para o mundo seu valor, ele lutou até  último momento. Ele foi para a UTI uma vez, mas conseguiu dar a volta por cima. Para família é um choque, o vovô era um homem querido por todos”, contou.

Sobre o velório, Bruna contou que a família ainda está decidindo e agradeceu carinho dos amazonenses. “Ainda não decidimos nada. Só quero agradecer as mensagens que estamos recebendo”, disse.

Lenda

Amadeu Teixeira é considerado um dos maiores ícones da história do futebol amazonense. Sua história se confunde com a do América Futebol Clube, clube que ajudou a fundar. Ademais, ele treinou o Mequinha durante nada menos que 53 anos, entrando para a história como o treinador com maior tempo no comando de um clube em todo o planeta.



 

 

 

 

 

Amadeu Teixeira marcou época no futebol do Amazonas. Foto: Michael Dantas/Sejel-AM

 


No América, 'Seu Amadeu' conquistou um título como treinador: o Campeonato Amazonense de 1994. Ele também viu o clube do coração ser campeão estadual em 2009 e subir para a terceira divisão do futebol brasileiro em 2010, algo que não se concretizou porque o time amazonense foi punido no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e perdeu o acesso.


A família de Amadeu sempre foi envolvida com o trabalho do pai e lenda do futebol amazonense. A neta Bruna Parente, por exemplo, foi a sucessora de Amadeu após sua aposentadoria.


Em Manaus há uma praça esportiva que leva o seu nome: a Arena Poliesportiva Amadeu Teixeira, anexada à Arena da Amazônia. O espaço comporta 11 mil pessoas e é usado para torneios de basquete, futsal, vôlei, handebol e outras modalidades de quadra, além de shows musicais.


Esportes

Morre Amadeu Teixeira, um dos maiores nomes do futebol amazonense

Teixeira é considerado um dos maiores ícones da história do futebol amazonense. Sua história se confunde com a do América Futebol Clube

Redação

jornalismo@portalamazonia.com


Morreu na noite desta terça-feira (7) o ex-treinador Amadeu Teixeira. Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular da capital. A neta de Teixeira, Bruna Parente, confirmou a informação, mas não divulgou a causa da morte e nem local do velório.

Em entrevista ao Portal Amazônia, Bruna falou sobre a luta de seu avó para viver. "Meu avô provou para o mundo seu valor, ele lutou até  último momento. Ele foi para a UTI uma vez, mas conseguiu dar a volta por cima. Para família é um choque, o vovô era um homem querido por todos”, contou.

Sobre o velório, Bruna contou que a família ainda está decidindo e agradeceu carinho dos amazonenses. “Ainda não decidimos nada. Só quero agradecer as mensagens que estamos recebendo”, disse.

Lenda

Amadeu Teixeira é considerado um dos maiores ícones da história do futebol amazonense. Sua história se confunde com a do América Futebol Clube, clube que ajudou a fundar. Ademais, ele treinou o Mequinha durante nada menos que 53 anos, entrando para a história como o treinador com maior tempo no comando de um clube em todo o planeta.



 

 

 

 

 

Amadeu Teixeira marcou época no futebol do Amazonas. Foto: Michael Dantas/Sejel-AM

 


No América, 'Seu Amadeu' conquistou um título como treinador: o Campeonato Amazonense de 1994. Ele também viu o clube do coração ser campeão estadual em 2009 e subir para a terceira divisão do futebol brasileiro em 2010, algo que não se concretizou porque o time amazonense foi punido no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e perdeu o acesso.


A família de Amadeu sempre foi envolvida com o trabalho do pai e lenda do futebol amazonense. A neta Bruna Parente, por exemplo, foi a sucessora de Amadeu após sua aposentadoria.


Em Manaus há uma praça esportiva que leva o seu nome: a Arena Poliesportiva Amadeu Teixeira, anexada à Arena da Amazônia. O espaço comporta 11 mil pessoas e é usado para torneios de basquete, futsal, vôlei, handebol e outras modalidades de quadra, além de shows musicais.

TAG EsportefutebolAmazonas