Saúde

Malária afeta cerca de 25% da população em São Gabriel da Cachoeira, no Amazonas

Segundo dados divulgados pelo Boletim Epidemiológico da Malária, São Gabriel da Cachoeira tem 9.399 casos notificados da doença


São Gabriel da Cachoeira no Amazonas é o município que mais notifica casos de malária no Brasil, até o momento são 9.399 casos da doença. Seguido de Cruzeiro do Sul, no Acre, com 8.362 casos e Oeiras do Pará, com 4.914 casos, segundo dados do Ministério da Saúde.

Com uma população estimada em 44 mil pessoas, o índice de malária em São Gabriel da Cachoeira representa quase um quarto da população com a doença.  
   
Foto: Divulgação
 
Um decreto de situação de emergência está vigente desde o dia 2 de maio, e segundo dados do Boletim Epidemiológico da Malária, São Gabriel da Cachoeira continua registrando crescimento no número de casos, mesmo com ações de combate, como borrifação intradomiciliar e busca ativa intensificadas pelos órgãos competentes.

Sobre a Malária

A malária é causada por um parasita denominado Plasmodium, e transmitida através de picadas do mosquito Anopheles.

Entre os principais sintomas da malária estão: febre, dor de cabeça e vômitos, que aparecem entre 10 e 15 dias após a picada do mosquito. É importante procurar tratamento médico o quanto antes, para evitar riscos.

Em áreas com altos índices de notificações da malária é necessário o uso de medidas de proteção como repelentes, mosquiteiros, telas nas portas e janelas das casas, inseticidas e outros mecanismos que possam afastar os mosquitos transmissores.   
     
Foto: Reprodução/USP
     

Saúde

Home > Noticias > null

Malária afeta cerca de 25% da população em São Gabriel da Cachoeira, no Amazonas

Segundo dados divulgados pelo Boletim Epidemiológico da Malária, São Gabriel da Cachoeira tem 9.399 casos notificados da doença

William Costa

william.costa@portalamazonia.com


São Gabriel da Cachoeira no Amazonas é o município que mais notifica casos de malária no Brasil, até o momento são 9.399 casos da doença. Seguido de Cruzeiro do Sul, no Acre, com 8.362 casos e Oeiras do Pará, com 4.914 casos, segundo dados do Ministério da Saúde.

Com uma população estimada em 44 mil pessoas, o índice de malária em São Gabriel da Cachoeira representa quase um quarto da população com a doença.  
   
Foto: Divulgação
 
Um decreto de situação de emergência está vigente desde o dia 2 de maio, e segundo dados do Boletim Epidemiológico da Malária, São Gabriel da Cachoeira continua registrando crescimento no número de casos, mesmo com ações de combate, como borrifação intradomiciliar e busca ativa intensificadas pelos órgãos competentes.

Sobre a Malária

A malária é causada por um parasita denominado Plasmodium, e transmitida através de picadas do mosquito Anopheles.

Entre os principais sintomas da malária estão: febre, dor de cabeça e vômitos, que aparecem entre 10 e 15 dias após a picada do mosquito. É importante procurar tratamento médico o quanto antes, para evitar riscos.

Em áreas com altos índices de notificações da malária é necessário o uso de medidas de proteção como repelentes, mosquiteiros, telas nas portas e janelas das casas, inseticidas e outros mecanismos que possam afastar os mosquitos transmissores.   

TAG São Gabriel da Cachoeiramalaria