Publicidade

Cidades

Home > Noticias > null

Mais de 400 pessoas foram vítimas fatais em acidentes de trânsito, no Amazonas

Para relembrar a memória dessas vítimas e alertar a população sobre segurança no trânsito, o Detran-AM realizou um ato simbólico soltando mil balões em frente ao Teatro Amazonas

Redação

jornalismo@portalamazonia.com


Entre os meses janeiro de 2018 e abril de 2019, 414 pessoas foram vítimas fatais em acidentes de trânsito no Amazonas. Os dados são da Secretaria de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública (Seai/SSP-AM). Para relembrar a memória dessas vítimas e alertar a população sobre segurança no trânsito, o Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) realizou um ato simbólico soltando mil balões em frente ao Teatro Amazonas e iluminando a fachada do ponto turisto de amarelo, no início da noite desta segunda-feira (13).


A ação faz parte do Maio Amarelo, movimento internacional de conscientização em prol da redução de acidentes de trânsito.


O diretor-presidente do Detran Amazonas, Rodrigo de Sá, ressaltou a importância da homenagem que os colaboradores da instituição fizeram às vítimas de acidentes de trânsito. “É um movimento que acontece no mundo inteiro. É uma programação que nós fizemos aqui neste mês de maio e que vai continuar durante o ano todo. A ideia é que a gente consiga conscientizar o maior número de pessoas para esses números alarmantes de mortos e feridos em decorrência de acidentes”, disse.


O ato contou com a presença de servidores da instituição e de membros do Grupo de Apoio aos Pais da Cidade (Gapes). A enfermeira Luciana Sena perdeu o filho há 5 anos quando ele tinha apenas 13 anos. Ele foi atropelado na faixa de pedestre por um motorista que avançou o sinal. “Meu filho era o Pedro Nicolás, campeão de natação. Ele tava competindo no campeonato brasileiro de natação quando ele foi atravessar a rua na faixa de pedestre e foi atropelado. O importante da campanha é conscientizar as pessoas para um trânsito seguro. Nao é só você atropelar uma pessoa, fica um buraco na vida de toda a família. Eu abraço o Maio Amarelo, assim como toda a minha família, porque é importante passar a mensagem de que a paz no trânsito é essencial”, disse.


 
Foto:Divulgação
 

Maio Amarelo


É um movimento internacional de conscientização para redução de acidentes de trânsito, que nasceu com uma só proposta de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. O objetivo da iniciativa é promover uma ação coordenada entre o Poder Público e a sociedade, envolvendo os mais diversos segmentos, como órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações, organizações da sociedade civil, entre outras.  




 
Cidades

Mais de 400 pessoas foram vítimas fatais em acidentes de trânsito, no Amazonas

Para relembrar a memória dessas vítimas e alertar a população sobre segurança no trânsito, o Detran-AM realizou um ato simbólico soltando mil balões em frente ao Teatro Amazonas


Entre os meses janeiro de 2018 e abril de 2019, 414 pessoas foram vítimas fatais em acidentes de trânsito no Amazonas. Os dados são da Secretaria de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública (Seai/SSP-AM). Para relembrar a memória dessas vítimas e alertar a população sobre segurança no trânsito, o Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) realizou um ato simbólico soltando mil balões em frente ao Teatro Amazonas e iluminando a fachada do ponto turisto de amarelo, no início da noite desta segunda-feira (13).


A ação faz parte do Maio Amarelo, movimento internacional de conscientização em prol da redução de acidentes de trânsito.


O diretor-presidente do Detran Amazonas, Rodrigo de Sá, ressaltou a importância da homenagem que os colaboradores da instituição fizeram às vítimas de acidentes de trânsito. “É um movimento que acontece no mundo inteiro. É uma programação que nós fizemos aqui neste mês de maio e que vai continuar durante o ano todo. A ideia é que a gente consiga conscientizar o maior número de pessoas para esses números alarmantes de mortos e feridos em decorrência de acidentes”, disse.


O ato contou com a presença de servidores da instituição e de membros do Grupo de Apoio aos Pais da Cidade (Gapes). A enfermeira Luciana Sena perdeu o filho há 5 anos quando ele tinha apenas 13 anos. Ele foi atropelado na faixa de pedestre por um motorista que avançou o sinal. “Meu filho era o Pedro Nicolás, campeão de natação. Ele tava competindo no campeonato brasileiro de natação quando ele foi atravessar a rua na faixa de pedestre e foi atropelado. O importante da campanha é conscientizar as pessoas para um trânsito seguro. Nao é só você atropelar uma pessoa, fica um buraco na vida de toda a família. Eu abraço o Maio Amarelo, assim como toda a minha família, porque é importante passar a mensagem de que a paz no trânsito é essencial”, disse.


 
Foto:Divulgação
 

Maio Amarelo


É um movimento internacional de conscientização para redução de acidentes de trânsito, que nasceu com uma só proposta de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. O objetivo da iniciativa é promover uma ação coordenada entre o Poder Público e a sociedade, envolvendo os mais diversos segmentos, como órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações, organizações da sociedade civil, entre outras.  




 

TAG acidentes no transitoamazonasDetran