Cidades

Mais de 20 municípios do AM estão em estado de atenção ou alerta por conta da cheia

Governo criou força-tarefa para atender às demandas emergenciais por causa da subida dos rios no estado

Portal Amazônia, com informações da Radioagência Nacional

jornalismo@portalamazonia.com


O Governo de Amazonas criou uma força-tarefa para atender às demandas emergenciais por causa da subida dos rios no estado. Dezesseis municípios das calhas do Alto e Médio Solimões, Madeira e Baixo Amazonas estão em estado de atenção para cheia e oito nas calhas do Purus e Juruá em alerta.

Os dados são da Defesa Civil do Amazonas, que monitora diariamente o nível dos rios e adotou uma espécie de status para diferenciar o comportamento de cada um deles. É o que explica o secretário do órgão, o tenente-coronel Francisco Máximo.

 
Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia

  De acordo com Máximo, ainda não é possível afirmar que haverá uma grande cheia no estado este ano. A Defesa Civil informou que o governo amazonense criou uma força-tarefa para atender às demandas emergenciais da cheia com a participação de secretarias de áreas estratégicas como saúde e direitos humanos. 

 

Cidades

Home > Noticias > null

Mais de 20 municípios do AM estão em estado de atenção ou alerta por conta da cheia

Governo criou força-tarefa para atender às demandas emergenciais por causa da subida dos rios no estado

Portal Amazônia, com informações da Radioagência Nacional

jornalismo@portalamazonia.com


O Governo de Amazonas criou uma força-tarefa para atender às demandas emergenciais por causa da subida dos rios no estado. Dezesseis municípios das calhas do Alto e Médio Solimões, Madeira e Baixo Amazonas estão em estado de atenção para cheia e oito nas calhas do Purus e Juruá em alerta.

Os dados são da Defesa Civil do Amazonas, que monitora diariamente o nível dos rios e adotou uma espécie de status para diferenciar o comportamento de cada um deles. É o que explica o secretário do órgão, o tenente-coronel Francisco Máximo.

 
Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia

  De acordo com Máximo, ainda não é possível afirmar que haverá uma grande cheia no estado este ano. A Defesa Civil informou que o governo amazonense criou uma força-tarefa para atender às demandas emergenciais da cheia com a participação de secretarias de áreas estratégicas como saúde e direitos humanos. 

 

TAG cheiaenchenteamazonas