Publicidade

Internacional

Home > Noticias > null

Maduro pede renúncia de ministros, após apagão no país, que durou uma semana

Maduro anunciou a reestruturação do seu gabinete para proteção da pátria, afirmou o vice-presidente, Delcy Rodríguez.

Portal Amazônia, com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


bApós o apagão de quase uma semana na Venezuela, o presidente Nicolás Maduro anunciou a reestruturação do seu gabinete. Ele pediu que todos os ministros coloquem os cargos à disposição. A vice-presidente da República, Delcy Rodríguez, comunicou a decisão.

"O presidente Nicolás Maduro pediu a todo o gabinete executivo para colocar seus encargos, com o fim dos efeitos de uma profunda reestruturação dos métodos e funcionamento do governo bolivariano para proteger a pátria de Bolívar e [Hugo] Chávez [presidente já morto da Venezuela] de qualquer ameaça", disse Rodriguez em sua conta no Twitter.

Leia também: Fim do apagão: Venezuela anuncia restabelecimento total do serviço elétrico

Há dois dias, Maduro anunciou a intenção de mudanças para “otimizar a gestão do governo e proteger o país contra novas ameaças”. "É uma luta moral e espiritual de um país inteiro pela honestidade, pela eficiência e pelos bons serviços", afirmou.

A iniciativa ocorre no momento em que há um impasse na Venezuela entre Maduro e Juan Guaidó, presidente autodeclarado. Mais de 50 países, incluindo o Brasil, apoiam Guaidó, enquanto China, Rússia e Turquia estão ao lado de Maduro. Há protestos constantes, de ambos os lados, nas principais cidades venezuelanas.

Confira o tweet da vice-presidente Delcy Rodríguez:
Internacional

Maduro pede renúncia de ministros, após apagão no país, que durou uma semana

Maduro anunciou a reestruturação do seu gabinete para proteção da pátria, afirmou o vice-presidente, Delcy Rodríguez.

Portal Amazônia, com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


bApós o apagão de quase uma semana na Venezuela, o presidente Nicolás Maduro anunciou a reestruturação do seu gabinete. Ele pediu que todos os ministros coloquem os cargos à disposição. A vice-presidente da República, Delcy Rodríguez, comunicou a decisão.

"O presidente Nicolás Maduro pediu a todo o gabinete executivo para colocar seus encargos, com o fim dos efeitos de uma profunda reestruturação dos métodos e funcionamento do governo bolivariano para proteger a pátria de Bolívar e [Hugo] Chávez [presidente já morto da Venezuela] de qualquer ameaça", disse Rodriguez em sua conta no Twitter.

Leia também: Fim do apagão: Venezuela anuncia restabelecimento total do serviço elétrico

Há dois dias, Maduro anunciou a intenção de mudanças para “otimizar a gestão do governo e proteger o país contra novas ameaças”. "É uma luta moral e espiritual de um país inteiro pela honestidade, pela eficiência e pelos bons serviços", afirmou.

A iniciativa ocorre no momento em que há um impasse na Venezuela entre Maduro e Juan Guaidó, presidente autodeclarado. Mais de 50 países, incluindo o Brasil, apoiam Guaidó, enquanto China, Rússia e Turquia estão ao lado de Maduro. Há protestos constantes, de ambos os lados, nas principais cidades venezuelanas.

Confira o tweet da vice-presidente Delcy Rodríguez:

TAG nicolas maduroapagao na venezuelaenergiavenezuela