Internacional

Maduro diz que vice-presidente dos EUA é "cobra venenosa"

Mike Pence esteve com o presidente Michel Temer e foi a Manaus visitar um abrigo destinado ao acolhimento de imigrantes venezuelanos

Portal Amazônia,com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, chamou nessa quarta-feira (28) de "cobra venenosa" o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, que está em uma viagem pela América Latina, passando pelo Brasil e Equador. No Brasil, Pence esteve com o presidente Michel Temer e foi a Manaus visitar um abrigo destinado ao acolhimento de imigrantes venezuelanos.

"A cada vez que a cobra venenosa de Mike Pence abre a boca, eu me sinto mais forte, mais claro de qual é o caminho, o caminho é nosso, é venezuelano, não é o que nos aponta Mike Pence", disse Maduro durante ato transmitido pela emissora de televisão estatal VTV, por ocasião da entrega do Prêmio Nacional de Jornalismo.

"Não é o que ele diz que a Venezuela vai fazer, fracassado e derrotado Mike Pence. Sim, te derrotamos e vamos te derrotar onde esteja, para onde viaje, Mike Pence, a revolução bolivariana se torna cada vez mais forte", acrescentou o presidente.

Durante visita a um albergue de refugiados em Manaus, no Amazonas, Pence disse que o governo de Maduro é uma "ditadura brutal (que) debilitou a economia" e provocou "êxodo em massa" de venezuelanos.

Na viagem ao Brasil, o norte-americano pediu a adoção de "atitudes firmes contra o regime de Maduro", a quem acusou de fazer da Venezuela "um país pobre".

Defesa

Maduro se defendeu ao afirmar que seu país sofre uma "guerra econômica", uma tese do chavismo governante que atribui o pobre desempenho da sua economia a supostos atos de sabotagem orquestrados por opositores e pelos próprios Estados Unidos, e lembrando que na Venezuela foram realizadas 24 eleições nos últimos 19 anos.

O venezuelano criticou a "complexada e racista" União Europeia, que esta semana impôs novas sanções contra 11 altos cargos do governo venezuelano, e afirmou que os países do bloco estão "de joelhos" diante do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Internacional

Home > Noticias > null

Maduro diz que vice-presidente dos EUA é "cobra venenosa"

Mike Pence esteve com o presidente Michel Temer e foi a Manaus visitar um abrigo destinado ao acolhimento de imigrantes venezuelanos

Portal Amazônia,com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, chamou nessa quarta-feira (28) de "cobra venenosa" o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, que está em uma viagem pela América Latina, passando pelo Brasil e Equador. No Brasil, Pence esteve com o presidente Michel Temer e foi a Manaus visitar um abrigo destinado ao acolhimento de imigrantes venezuelanos.

"A cada vez que a cobra venenosa de Mike Pence abre a boca, eu me sinto mais forte, mais claro de qual é o caminho, o caminho é nosso, é venezuelano, não é o que nos aponta Mike Pence", disse Maduro durante ato transmitido pela emissora de televisão estatal VTV, por ocasião da entrega do Prêmio Nacional de Jornalismo.

"Não é o que ele diz que a Venezuela vai fazer, fracassado e derrotado Mike Pence. Sim, te derrotamos e vamos te derrotar onde esteja, para onde viaje, Mike Pence, a revolução bolivariana se torna cada vez mais forte", acrescentou o presidente.

Durante visita a um albergue de refugiados em Manaus, no Amazonas, Pence disse que o governo de Maduro é uma "ditadura brutal (que) debilitou a economia" e provocou "êxodo em massa" de venezuelanos.

Na viagem ao Brasil, o norte-americano pediu a adoção de "atitudes firmes contra o regime de Maduro", a quem acusou de fazer da Venezuela "um país pobre".

Defesa

Maduro se defendeu ao afirmar que seu país sofre uma "guerra econômica", uma tese do chavismo governante que atribui o pobre desempenho da sua economia a supostos atos de sabotagem orquestrados por opositores e pelos próprios Estados Unidos, e lembrando que na Venezuela foram realizadas 24 eleições nos últimos 19 anos.

O venezuelano criticou a "complexada e racista" União Europeia, que esta semana impôs novas sanções contra 11 altos cargos do governo venezuelano, e afirmou que os países do bloco estão "de joelhos" diante do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

TAG mike pence vice presidente estados unidos manausvisitavenezuelanosabrigos venezuelanosinternacionalNicolas MaduroVenezuela

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
VOCÊ VIU ?