Publicidade

Meio Ambiente

Home > Noticias > null

Justiça do Pará mantém suspensão de atividades da Hydro Alunorte

A Hydro tenta anular decisão do Juízo de Barcarena que determinou a suspensão parcial das atividades da empresa

Portal Amazônia, com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


As atividades da empresa Hydro Alunorte, em Barcarena, no Pará, devem permanecer suspensas. Em decisão unânime, na última segunda-feira (11), os desembargadores do Tribunal de Justiça do Pará negaram pedido em Mandado de Segurança.

A defesa requeria a cassação da decisão do Juízo de Barcarena, que determinou a suspensão parcial das atividades. Entre outros pontos, a empresa alegou a falta de fundamentação na decisão do juiz.

O relator da ação, desembargador Leonam Gondim, disse que “não se despreza que a suspensão parcial das atividades da Hydro Alunorte resulta em prejuízo financeiro, tanto quanto tais atividades, eventualmente, também resultariam em dano ao meio ambiente e à comunidade da área”. Segundo ele, é preciso ter discernimento e medir a quem causaria maior dano a continuidade das atividades.

A empresa foi denunciada pelo Ministério Público do Pará, que, em fevereiro deste ano, instaurou procedimento para apurar a responsabilidade da empresa pelos possíveis crimes ambientais ocasionados pelo rompimento de uma bacia de rejeitos, causando vazamento de resíduos tóxicos.
Meio Ambiente

Justiça do Pará mantém suspensão de atividades da Hydro Alunorte

A Hydro tenta anular decisão do Juízo de Barcarena que determinou a suspensão parcial das atividades da empresa

Portal Amazônia, com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


As atividades da empresa Hydro Alunorte, em Barcarena, no Pará, devem permanecer suspensas. Em decisão unânime, na última segunda-feira (11), os desembargadores do Tribunal de Justiça do Pará negaram pedido em Mandado de Segurança.

A defesa requeria a cassação da decisão do Juízo de Barcarena, que determinou a suspensão parcial das atividades. Entre outros pontos, a empresa alegou a falta de fundamentação na decisão do juiz.

O relator da ação, desembargador Leonam Gondim, disse que “não se despreza que a suspensão parcial das atividades da Hydro Alunorte resulta em prejuízo financeiro, tanto quanto tais atividades, eventualmente, também resultariam em dano ao meio ambiente e à comunidade da área”. Segundo ele, é preciso ter discernimento e medir a quem causaria maior dano a continuidade das atividades.

A empresa foi denunciada pelo Ministério Público do Pará, que, em fevereiro deste ano, instaurou procedimento para apurar a responsabilidade da empresa pelos possíveis crimes ambientais ocasionados pelo rompimento de uma bacia de rejeitos, causando vazamento de resíduos tóxicos.

TAG hydro alunortevazamento residuosbarcarena Para