Publicidade

Esportes

Home > Noticias > null

Iranduba lança primeira escolinha de futebol feminino do Amazonas em 2017

Escolinha do Iranduba vai atender alunos de 7 a 16 anos e tem inauguração prevista para janeiro. Hulk terá time sub-17 e mira 17 torneios no próximo ano

Gabriel Seixas

gabriel.seixas@portalamazonia.com


O Iranduba ainda vive a euforia do título do Campeonato Amazonense de Futsal Feminino, conquistado na última quinta-feira (8). Com um trabalho consolidado no campo e na quadra, o Hulk da Amazônia está pronto para dar um novo passo. A novidade para 2017 é a inauguração da primeira escolinha de futebol feminino do Amazonas, prevista para o dia 9 de janeiro.
 
Iranduba quer revelar talentos através da escolinha de futebol feminino. Foto: Mauro Neto/Sejel-AM
 
A escolinha do Iranduba vai atender meninos e meninas de 7 a 16 anos e localiza-se na Avenida Compensa, 321, nas proximidades do prédio da Prefeitura Municipal de Manaus. O diretor de futebol do clube, Lauro Tentardini, disse ao Portal Amazônia que valores de matrícula e mensalidade serão divulgados posteriormente. "É uma forma de ter a nossa base abastecida", observa o diretor. O Iranduba trabalhou com as categorias adulto e sub-20 neste ano, mas também terá um time sub-17 no ano que vem. Não à toa, o Hulk promoveu uma seletiva neste sábado (10), no campo do 3B, com atletas nascidas entre 1997 e 2002. As contratações do Iranduba já divulgadas para 2017 seguem a política de trabalho com a base. A goleira Kemelli, titular no Mundial Sub-17 deste ano, é uma delas. A zagueira Mayara, do Tiger/Corinthians, também já está acertada. Ambas têm idade para jogar pelo sub-20 do Hulk. O Iranduba já inovou neste ano ao ingressar nas competições universitárias. O clube fez uma parceria com a Faculdade Maurício de Nassau, onde as jogadoras ganham bolsas de estudo e o Hulk, em contrapartida, leva o nome da instituição nos torneios universitários.
 
Iranduba fecha ano com título amazonense de futsal. Foto: Divulgação/Emanuel Mendes Siqueira
 
O primeiro ano do novo trabalho do Iranduba foi positivo. Foram sete títulos conquistados, com destaque para a primeira conquista nacional da história do clube, a dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs), em Cuiabá. O vice-campeonato do Brasileiro Sub-20 no campo foi outra façanha da equipe. "Não foi propriamente um título, mas é um grande feito para o Amazonas. A única competição em que deixamos a desejar foi a Copa do Brasil", avalia Tentardini. O Iranduba terá um calendário ainda mais cheio para o próximo ano. Além dos torneios atuais, o Hulk terá competições inéditas como a Copa do Brasil Sub-20 (caso saia do papel), Taça Brasil (adulto e sub-20), Liga do Desporto Universitário (LDU), Copa do Brasil Universitária e Brasileiro Escolar Sub-17. "Podemos chegar a um total de 17 competições. Acredito que ano que vem pinte mais títulos importantes para o Iranduba", projeta Tentardini.
Esportes

Iranduba lança primeira escolinha de futebol feminino do Amazonas em 2017

Escolinha do Iranduba vai atender alunos de 7 a 16 anos e tem inauguração prevista para janeiro. Hulk terá time sub-17 e mira 17 torneios no próximo ano


O Iranduba ainda vive a euforia do título do Campeonato Amazonense de Futsal Feminino, conquistado na última quinta-feira (8). Com um trabalho consolidado no campo e na quadra, o Hulk da Amazônia está pronto para dar um novo passo. A novidade para 2017 é a inauguração da primeira escolinha de futebol feminino do Amazonas, prevista para o dia 9 de janeiro.
 
Iranduba quer revelar talentos através da escolinha de futebol feminino. Foto: Mauro Neto/Sejel-AM
 
A escolinha do Iranduba vai atender meninos e meninas de 7 a 16 anos e localiza-se na Avenida Compensa, 321, nas proximidades do prédio da Prefeitura Municipal de Manaus. O diretor de futebol do clube, Lauro Tentardini, disse ao Portal Amazônia que valores de matrícula e mensalidade serão divulgados posteriormente. "É uma forma de ter a nossa base abastecida", observa o diretor. O Iranduba trabalhou com as categorias adulto e sub-20 neste ano, mas também terá um time sub-17 no ano que vem. Não à toa, o Hulk promoveu uma seletiva neste sábado (10), no campo do 3B, com atletas nascidas entre 1997 e 2002. As contratações do Iranduba já divulgadas para 2017 seguem a política de trabalho com a base. A goleira Kemelli, titular no Mundial Sub-17 deste ano, é uma delas. A zagueira Mayara, do Tiger/Corinthians, também já está acertada. Ambas têm idade para jogar pelo sub-20 do Hulk. O Iranduba já inovou neste ano ao ingressar nas competições universitárias. O clube fez uma parceria com a Faculdade Maurício de Nassau, onde as jogadoras ganham bolsas de estudo e o Hulk, em contrapartida, leva o nome da instituição nos torneios universitários.
 
Iranduba fecha ano com título amazonense de futsal. Foto: Divulgação/Emanuel Mendes Siqueira
 
O primeiro ano do novo trabalho do Iranduba foi positivo. Foram sete títulos conquistados, com destaque para a primeira conquista nacional da história do clube, a dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs), em Cuiabá. O vice-campeonato do Brasileiro Sub-20 no campo foi outra façanha da equipe. "Não foi propriamente um título, mas é um grande feito para o Amazonas. A única competição em que deixamos a desejar foi a Copa do Brasil", avalia Tentardini. O Iranduba terá um calendário ainda mais cheio para o próximo ano. Além dos torneios atuais, o Hulk terá competições inéditas como a Copa do Brasil Sub-20 (caso saia do papel), Taça Brasil (adulto e sub-20), Liga do Desporto Universitário (LDU), Copa do Brasil Universitária e Brasileiro Escolar Sub-17. "Podemos chegar a um total de 17 competições. Acredito que ano que vem pinte mais títulos importantes para o Iranduba", projeta Tentardini.

TAG Esportefutebolfutebol femininoManausAmazonas