Saúde

Inpa inicia programa de qualidade de vida em Manaus

Entre os benefícios da caminhada estão a melhoria da circulação, afasta a depressão e proporciona bem-estar, melhorando o humor e a autoestima

Portal Amazônia, com informações da assessoria do Inpama

jornalismo@portalamazonia.com


Para incentivar os servidores à prática de exercícios físicos e promover a melhoria de sua qualidade de vida, o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC) promoverá caminhadas regulares duas vezes por semana, as terças e quintas-feiras. A atividade terá início já na próxima terça-feira (20), das 7h às 8h e das 17h às 18h.

Coordenada pela Comissão do Programa de Qualidade de Vida (PQV/Inpa), a caminhada é destinada a toda a comunidade do Inpa. O ponto de encontro é o Empório, próximo aos caixas eletrônicos, no Campus I da Instituição, onde será feito alongamento, aquecimento e de onde os participantes sairão para caminhar pelas trilhas do instituto e do Bosque da Ciência.    

De acordo com a presidente substituta da Comissão do Programa de Qualidade de Vida, a técnica Pollyanne Simas, a caminhada é uma modalidade incentivada desde a realização da I Semana de Qualidade de Vida (2015), através da EcoCaminhada, realizada anualmente no Bosque da Ciência e que tem conquistado público de todas as idades. “Desta vez, a Comissão quer tornar essa modalidade mais frequente no Instituto”, destacou Simas.

Alguns servidores já caminham pelas trilhas da Instituição há algum tempo. É o caso servidor Hailton do Nascimento, da Coordenação de Apoio Técnico Logístico, que desde 2012 pratica caminhada matinal no Instituto. Ele chega às 6h ao Inpa, e de segunda a sexta-feira percorre em média de quatro a cinco quilômetros, num tempo de 50 minutos.

 

 

Foto: Divulgação/Inpa

 


“É um exercício fácil de praticar, de baixo custo e pode ser feito em qualquer lugar. Um dos grandes benefícios da caminhada é o condicionamento físico, outro é e a boa disposição que sinto para o trabalho, além de melhorar a circulação sanguínea e queimar gorduras”, diz o servidor.

A prática também tem conquistado as pesquisadoras e amigas Raimunda Liege (Coordenação de Tecnologia e Inovação/Cotei), Joselita dos Santos (Coordenação de Sociedade, Ambiente e Saúde/ Cosas) e Ieda Amaral (Coordenação de Biodiversidade/Cobio). Raimundo Liege, por exemplo, caminha há quase dois anos no Inpa, das 17h às 18h, e percorre de cinco a sete quilômetros, incluindo escadas e as ladeiras.

“Sempre pratiquei atividades físicas na academia, e um dia, na cantina do Inpa, as amigas me convidaram, aceitei e hoje não paro mais. Mesmo sozinha, vou caminhar. Além do prazer de caminhar entre as árvores do bosque, noto que fico com mais disposição e ânimo para fazer qualquer outra coisa. A caminhada nas escadas e ladeiras me proporciona um bom preparo físico para outras atividades do dia a dia”, conta Liege.

Outros servidores que alegam não serem adeptos à academia escolheram o Bosque da Ciência e as trilhas do Instituto como um lugar favorável para suas caminhadas. Este é o caso das servidoras Doralice Torres (Setor de Treinamento de Recursos Humanos/SETH) e Cíntia Pinheiro (Coordenação de Ações Estratégicas/Coes). “Por não gostar de academia, pratico a caminhada no Instituto desde 2016, no horário das 18h às 19h, três vezes por semana. Isso tem trazido uma série de benefícios: disposição, durmo bem, além de evitar o sedentarismo e ganhar resistência”, diz a servidora.

Benefícios da caminhada

Segundo a acadêmica de Educação Física, Mirna Miyamoto, também servidora técnica do Inpa, alguns minutos de caminhada diária após algumas semanas traz vários benefícios para a saúde. Entre eles estão a melhoria da circulação, do funcionamento do pulmão, o combate à osteoporose, afasta a depressão e proporciona bem estar (melhorando o humor e a autoestima).

A caminhada também contribui com a saúde do cérebro, melhora a qualidade do sono, ajuda a manter a boa forma (sempre associada a uma boa alimentação), protege contra derrames e infartos, ajuda na prevenção contra a diabetes. “O hábito de caminhar pode ajudar a prevenir muitas doenças, além de muitos outros benefícios para uma boa qualidade de vida”, destaca Miyamoto.


Saúde

Inpa inicia programa de qualidade de vida em Manaus

Entre os benefícios da caminhada estão a melhoria da circulação, afasta a depressão e proporciona bem-estar, melhorando o humor e a autoestima

Portal Amazônia, com informações da assessoria do Inpama

jornalismo@portalamazonia.com


Para incentivar os servidores à prática de exercícios físicos e promover a melhoria de sua qualidade de vida, o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC) promoverá caminhadas regulares duas vezes por semana, as terças e quintas-feiras. A atividade terá início já na próxima terça-feira (20), das 7h às 8h e das 17h às 18h.

Coordenada pela Comissão do Programa de Qualidade de Vida (PQV/Inpa), a caminhada é destinada a toda a comunidade do Inpa. O ponto de encontro é o Empório, próximo aos caixas eletrônicos, no Campus I da Instituição, onde será feito alongamento, aquecimento e de onde os participantes sairão para caminhar pelas trilhas do instituto e do Bosque da Ciência.    

De acordo com a presidente substituta da Comissão do Programa de Qualidade de Vida, a técnica Pollyanne Simas, a caminhada é uma modalidade incentivada desde a realização da I Semana de Qualidade de Vida (2015), através da EcoCaminhada, realizada anualmente no Bosque da Ciência e que tem conquistado público de todas as idades. “Desta vez, a Comissão quer tornar essa modalidade mais frequente no Instituto”, destacou Simas.

Alguns servidores já caminham pelas trilhas da Instituição há algum tempo. É o caso servidor Hailton do Nascimento, da Coordenação de Apoio Técnico Logístico, que desde 2012 pratica caminhada matinal no Instituto. Ele chega às 6h ao Inpa, e de segunda a sexta-feira percorre em média de quatro a cinco quilômetros, num tempo de 50 minutos.

 

 

Foto: Divulgação/Inpa

 


“É um exercício fácil de praticar, de baixo custo e pode ser feito em qualquer lugar. Um dos grandes benefícios da caminhada é o condicionamento físico, outro é e a boa disposição que sinto para o trabalho, além de melhorar a circulação sanguínea e queimar gorduras”, diz o servidor.

A prática também tem conquistado as pesquisadoras e amigas Raimunda Liege (Coordenação de Tecnologia e Inovação/Cotei), Joselita dos Santos (Coordenação de Sociedade, Ambiente e Saúde/ Cosas) e Ieda Amaral (Coordenação de Biodiversidade/Cobio). Raimundo Liege, por exemplo, caminha há quase dois anos no Inpa, das 17h às 18h, e percorre de cinco a sete quilômetros, incluindo escadas e as ladeiras.

“Sempre pratiquei atividades físicas na academia, e um dia, na cantina do Inpa, as amigas me convidaram, aceitei e hoje não paro mais. Mesmo sozinha, vou caminhar. Além do prazer de caminhar entre as árvores do bosque, noto que fico com mais disposição e ânimo para fazer qualquer outra coisa. A caminhada nas escadas e ladeiras me proporciona um bom preparo físico para outras atividades do dia a dia”, conta Liege.

Outros servidores que alegam não serem adeptos à academia escolheram o Bosque da Ciência e as trilhas do Instituto como um lugar favorável para suas caminhadas. Este é o caso das servidoras Doralice Torres (Setor de Treinamento de Recursos Humanos/SETH) e Cíntia Pinheiro (Coordenação de Ações Estratégicas/Coes). “Por não gostar de academia, pratico a caminhada no Instituto desde 2016, no horário das 18h às 19h, três vezes por semana. Isso tem trazido uma série de benefícios: disposição, durmo bem, além de evitar o sedentarismo e ganhar resistência”, diz a servidora.

Benefícios da caminhada

Segundo a acadêmica de Educação Física, Mirna Miyamoto, também servidora técnica do Inpa, alguns minutos de caminhada diária após algumas semanas traz vários benefícios para a saúde. Entre eles estão a melhoria da circulação, do funcionamento do pulmão, o combate à osteoporose, afasta a depressão e proporciona bem estar (melhorando o humor e a autoestima).

A caminhada também contribui com a saúde do cérebro, melhora a qualidade do sono, ajuda a manter a boa forma (sempre associada a uma boa alimentação), protege contra derrames e infartos, ajuda na prevenção contra a diabetes. “O hábito de caminhar pode ajudar a prevenir muitas doenças, além de muitos outros benefícios para uma boa qualidade de vida”, destaca Miyamoto.

TAG ManausAmazonascaminhadaqualidade de vida